A utilização dos meios de comunicação como fator de inclusão social

Palavras-chave: rádio, publicidade e propaganda, jornalismo, inclusão social

Resumo

O Rádio Z é um projeto de extensão do curso de Publicidade e Propaganda (PP) em parceria com o curso de Jornalismo da Universidade Católica Dom Bosco e a Associação Pestalozzi de Campo Grande (APCG). A metodologia consiste na edição de um programa de um minuto a ser veiculado em emissoras locais. Constata-se que os alunos colocam em prática a teoria recebida em sala de aula e conhecem outra realidade. Para os alunos da Pestalozzi, observa-se uma melhora da autoestima e o aprimoramento das técnicas vocais.

Biografia do Autor

Cláudia Ruas, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Doutora em Educação e mestre em Desenvolvimento Local pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Docente no Curso de Comunicação da UCDB.

Inara Souza Silva, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Mestre em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília. Graduada em Comunicação Social, habilitação Jornalismo.

Lorena Arantes do Socorro, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Graduanda em Jornalismo pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Redatora na empresa Midiativa Comunicação Digital.

Referências

BITTAR, Mariluce. O ensino superior privado no Brasil e a formação do segmento das universidades comunitárias. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 23., 2000, Caxambu, MG. Anais [...]. Caxambu: ANPED, 2000. Disponível em: http://23reuniao.anped.org.br/textos/1108T.PDF. Acesso em: 27 jun. 2012.

BITTAR, Mariluce. Educação superior: o “vale tudo” na mercantilização do ensino. Quaestio – Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, v. 1, n. 1, p. 51-64, maio, 1999.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei n. 5.540, de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 3 dez. 1968. Brasília, DF, 1968.

BRASIL. Decreto n. 21.111, de 1º de março de 1932. Aprova o regulamento para a execução dos serviços de radiocomunicação no território nacional. Diário Oficial da União, 4 mar. 1932, Seção 1. Brasília, DF, 1932. p. 3914.

DURHAM, Eunice Ribeiro; SAMPAIO, Helena. Ensino privado no Brasil. Documento de trabalho do Nupes. São Paulo, USP, n. 3, 1995.

MCLUHAN, Marshall Herbert. Os meios de comunicação como extensão do homem. São Paulo: Cutrix, 1964.

MOREIRA, Virginia; BIANCO, Nelia (Org.). Desafios do rádio no século XXI. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001.

NEGROPONTE, Nicholas. A vida digital. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

RUAS, Claudia Mara Stapani. O modelo de gestão dos grandes oligopólios da educação. São Paulo: Livronovo, 2015.

RUAS, Claudia Mara Stapani. Rádio comunitária: uma estratégia para o desenvolvimento local. Campo Grande: UCDB, 2004.

SANT’ANNA, Armando. Propaganda: teoria, técnica e prática. 3. ed. São Paulo: Pioneira, 1982.

SANTAELLA, Lúcia. Cultura das mídias. São Paulo: Experimento, 1996.

SÍVERES, Luiz. A universidade e o compromisso social: a contribuição da extensão. Revista Diálogos, Brasília, DF, v. 5, p. 44-8, 2005. Disponível em: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RDL/article/view/1442/1081. Acesso em: 16 jul. 2018.

TAVARES, Reynaldo C. Histórias que o rádio não contou. 2. ed. São Paulo: Harbra, 1999.

Publicado
2021-11-03
Como Citar
Ruas, C., Silva, I. S., & Socorro, L. A. do. (2021). A utilização dos meios de comunicação como fator de inclusão social. Interações (Campo Grande), 22(3), 747-754. https://doi.org/10.20435/inter.v22i3.3148