Relações interpessoais na escola e o desenvolvimento local

Palavras-chave: Relações interpessoais na escola, Violência na escola, Direitos humanos, Desenvolvimento local.

Resumo

As relações interpessoais na escola são um elemento importante na constituição do desenvolvimento local. Elas são reveladoras da dinâmica territorial com respeito às situações de desagregação decorrentes da busca de afirmação de interesses de grupos, mas também denotam os bons feitos das pretensões de fazer conviver com harmonia as diversidades culturais e a construção das identidades. Este artigo traz resultados de revisão teórica interessada em conhecer conceitos e abordagens sobre relações interpessoais na escola e propostas educacionais de enfrentamento desse desafio. Três das principais conclusões encontradas: os problemas de relacionamento que afetam a convivência na escola e o desenvolvimento local têm origem primordial na estrutura social; a violência e a intolerância, em quaisquer graus, afetam os direitos humanos e as possibilidades da inclusão social pela educação; há experiências concretas que mostram ser possível melhorar as relações interpessoais na escola.

Biografia do Autor

Samira Fakhouri Baia, Escola Estadual José de Alencar

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local do Centro Universitário Una, Belo Horizonte, MG. Graduada em Direito e em Administração pelo Centro de Ensino Superior do Amapá (instituição). Atua como professora de Artes no ensino fundamental II e em cursos de educação profissional em Administração.

Lucília Regina de Souza Machado, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Pós-doutora em Sociologia do Trabalho pelo Institut des Recherches sur les Sociétés Contemporaines (Iresco), Paris. Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Mestre em Educação e Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professora titular aposentada da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atua principalmente nos seguintes temas: trabalho, teoria da atividade, formação humana, pedagogia do trabalho, educação, escola unitária, trabalho-educação, educação profissional e tecnológica, gestão social, desenvolvimento local, políticas sociais e políticas públicas.

Referências

ABRAMOVAY, Miriam; NUNES, Maria Fernanda Rezende; ANDRADE, Eliane Ribeiro; FARAH NETO, Miguel; MUNIZ, Maria Ângela Carvalho de Oliveira; CASTRO, João Paulo Macedo e; LEITE, Ana Maria Alexandre; GIL, Luiz Carlos. Escolas inovadoras: experiências bem-sucedidas em escolas públicas. In: ABRAMOVAY, Miriam (Coord.). Brasília: Unesco; Ministério da Educação, 2004. 124 p.

ANTUNES, Celso. Relações interpessoais e autoestima: a sala de aula como um espaço de crescimento integral. 10. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

ANTUNES, Celso. A prática dos quatro pilares da Educação na sala de aula. 3. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013. (Coleção na Sala de Aula).

BRASIL. Presidência da República. Constituição da República Federativa do Brasil, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em: 18 maio 2021.

BRASIL. Lei n. 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Brasília-DF, 1990. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069compilado.htm. Acesso em: 18 maio 2021.

CHAUÍ, Marilena. Uma ideologia perversa. Folha de S. Paulo, Caderno +mais!, São Paulo, 14 mar. 1999. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/mais/fs14039904.htm. Acesso em: 3 jan. 2019.

CURY, Carlos Roberto Jamil. A educação como desafio na ordem jurídica. In: LOPES, Eliane Marta Teixeira; FARIA FILHO, Luciano Mendes; VEIGA, Cynthia Greive. (Org.). 500 anos de educação no Brasil. 5. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

FRIEDMANN, Adriana. Dinâmicas criativas: um caminho para a transformação de grupos. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004.

FRITZEN, Silvino José. Exercícios práticos de dinâmica de grupo (Ir. Amadeu Egydio). 38. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

GOMES, Celma Borges (Coord.). Violência nas escolas: uma realidade a ser transformada. Curitiba: Juruá, 2013.

INSFRÁN, Fernanda Fochi Nogueira; SOUZA FILHO, Edson Alves de. Representações antecipatórias em situações educacionais adversas: um estudo de um programa de pré-vestibular comunitário. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, v. 19, n. 71, p. 345-62, 2011.

LEITE, Camila de Queiroz. Delinquência e violência entre adolescentes de classe média de Brasília. 2004. 56 p. Monografia (Graduação em Psicologia) – Faculdade de Ciências da Saúde, Centro Universitário de Brasília [UniCeub], Brasília-DF, 2004.

MARTINELLI, Selma de Cássia; SCHIAVONI, Andreza. Percepção do aluno sobre sua interação com o professor e status sociométrico. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 26, n. 3, p. 327-36, 2009.

MARX, Karl. Teses sobre Feuerbach. [1845]. Moscou; Lisboa: Edições Progresso, 1982. Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/marx/1845/tesfeuer.htm. Acesso em: 18 maio 2021.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Feuerbach. Oposição das concepções materialista e idealista. In: MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. Moscou; Lisboa: Edições Progresso, 1982. [Capítulo primeiro]. Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/marx/1845/ideologia-alema-oe/index.htm. Acesso em: 18 maio 2021.

MENTIS, Mandia. (Coord.). Aprendizagem mediada dentro e fora da sala de aula. Tradução de José Francisco Azevedo. São Paulo: Ed. Senac, 1997. 202 p.

MICHAUD, Y. A violência. S. Paulo: Ática Ed., 1989.

MONTEIRO, Aida; PIMENTA, Selma Garrido. Educação em Direitos Humanos e formação de professores(as). São Paulo: Cortez Editora, 2013.

MORAES, Sílvia Elizabeth. Interdisciplinaridade e transversalidade mediante projetos temáticos. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 86, n. 213/214, 2007.

PARO, Vitor Henrique. Gestão escolar, democracia e qualidade no ensino. São Paulo: Ática, 2007.

PEDROZA, Regina Lúcia Sucupira. Relações interpessoais: abordagem psicológica. 4. ed. atual. e rev. Cuiabá: Universidade Federal de Mato Grosso; Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica, Rede e-Tec. 2012.

RODRIGUES, Aroldo. Psicologia social. 27. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

RODRIGUES, M. C; DIAS, J. P.; FREITAS, M. F. L. Resolução de problemas interpessoais: promovendo o desenvolvimento sociocognitivo na escola. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 15, n. 4, p. 831-9, 2010.

SILVA, Ana Beatriz B. Bullying: mentes perigosas nas escolas. Rio de Janeiro: Objetiva, 2010.

VIGOTSKI, L. S. Manuscrito de 1929. Educação & Sociedade, Campinas, ano XXI, n. 71, p. 21-44, jul. 2000.

Publicado
2021-06-02
Como Citar
Fakhouri Baia, S., & de Souza Machado, L. R. (2021). Relações interpessoais na escola e o desenvolvimento local. Interações (Campo Grande), 22(1), 177-193. https://doi.org/10.20435/inter.v22i1.2355