Diretrizes para a fase de projetos de edificações públicas sob o foco da sustentabilidade ambiental: Estudo de caso de uma Instituição Federal de Ensino Superior (IFES) de acordo com o sistema de certificação LEED

  • Roberto Caldeira da Silva Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Ludmila De Souza Freitas Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: sustentabilidade ambiental, edificações públicas, certificação LEED.

Resumo

O objetivo deste artigo é propor melhorias para a fase de projetos de edificações públicas, sob o enfoque do sistema de certificação LEED. A estratégia adotada para a pesquisa foi o estudo de caso de uma Instituição Federal de Ensino Superior (IFES), localizada na cidade de Curitiba-PR. O estudo revelou que a edificação não atende a maioria dos itens das categorias previstas no checklist. No entanto, com as diretrizes recomendadas, refez-se a avaliação, conseguindo obter um escore tal que possibilitaria enquadrar a edificação como certificada.

Biografia do Autor

Roberto Caldeira da Silva, Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Engenheiro Civil (UFPR), Especialista em Gerenciamento de obras (UTFPR), Mestre em Engenharia de Construção Civil (UFPR), lotado na Diretoria de Projetos e Obras da UTFPR.
Ludmila De Souza Freitas, Universidade Federal do Paraná
Arquiteta e Urbanista (UFMS), Especialista em Design de Interiores (Uniderp), Mestranda em Design (UFPR), lotada no Departamento de Projetos Civis da UTFPR.

Referências

BERGE, B. The ecology of building materials. Oxford: Architectural Press, 2003.

BORGES, Carlos A. de M. O conceito de desempenho das edificações e a sua importância para o setor da construção civil. 2006. Dissertação (Mestrado em Engenharia) - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

BRASIL. Instrução Normativa n. 01, de 19 de janeiro de 2010. Dispõe sobre os critérios de sustentabilidade ambiental na aquisição de bens, contratação de serviços ou obras pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional e dá outras providências. Brasília: SLTI/MPOG, 2010.

______. Instrução Normativa n. 02, de 04 de junho de 2014. Dispõe sobre regras para a aquisição ou locação de máquinas e aparelhos consumidores de energia pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional, e uso da Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE) nos projetos e respectivas edificações públicas federais novas ou que recebam retrofit. Brasília: SLTI/MPOG, 2014.

______. Lei n. 8.666, de 21 de junho de 1993. Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências.

DEGANI, C. M. Modelo de gerenciamento da sustentabilidade de facilidades construídas. 2010. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) - Escola Politécnica de Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 2010.

DURMISEVIC, E.; BROUWER, J. Design aspects of decomposable building structures. Delft University of Technology. Department of Building Technology. Proceedings of the CIB Task Group 39 - Deconstruction Meeting, CIB Publication 272. Karlsruhe, Germany, 2002.

DURMISEVIC, E.; VAN IERSEL, T. M. Life cycle coordination of materials and their functions at connectios design for total servisse life of buildings and its materials. Delft University of Technology, Department of Building Technology, The Netherlands. Deconstruction and Materials Reuse. CIB Publication 287. Gainesville, USA, 2003.

DURMISEVIC, E. Transformable building structures: design for disassembly as a way to introduce sustainable engineering to building design & construction. Doctoral Thesis. Technische Universiteit Delft. Delft, 2006.

GBC BRASIL. Empreendimentos certificados. Green Building Council Brasil, 2013. Disponível em: <www.gbcbrasil.org.br>. Acesso em: 13 mar. 2014.

GBC BRASIL. Checklist da certificação LEED-NC. Green Building Council Brasil. 2011. Disponível em: <www.gbcbrasil.org.br>. Acesso em: 13 mar. 2014.

MOTTA, C. A. P. Qualidade das obras públicas em função da interpretação e prática dos fundamentos da lei 8.666/93 e da legislação correlata. Santa Maria, RS: Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, 2005.

ROSA, M. P. Viabilidade econômico-financeira e benefícios ambientais da implantação de uma usina de reciclagem de resíduos da construção civil produzidos em Florianópolis-SC. 2005. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

SCHEUER, C. et al. Life cycle energy and environmental performance of a new university building: modeling challenges and design implications. School of Natural Resources and Environment. University of Michigan, 2003.

SILVA, R. C. Proposta de melhorias para a fase de projetos de edificações públicas sob o foco da sustentabilidade ambiental: estudo de caso de um edifício de uma Instituição Federal de Ensino Superior (IFES) de acordo com o sistema de certificação LEED. 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Construção Civil) – PPGCC/Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, 2012.

______. Critérios para licitação e fiscalização em obras de edificações públicas. 2009. Monografia (Especialização em Gerenciamento de Obras) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2009.

SILVA, V. G. Avaliação da sustentabilidade de edifícios de escritórios brasileiros: diretrizes e base metodológica. 2003. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

THORMARK, Catarina. Recycling potential and design for disassembly in buildings. 2001. Doctoral Thesis. Lund Institute of Technology, Lund University, Lund, Suécia, 2001a.

THORMARK, Catarina. Alow energy building in a life cycle - its embodied energy, energy need for operation and recycling potential. Institute of Technology, Lund University. Lund, Suécia, 2001b.

United Stated Green Building Council (USGBC). LEED 2009 for new construction and major renovations., 2009. Disponível em: <www.usgbc.org>. Acesso em: 10 jun. 2011.

Publicado
2016-12-18