Experiência em serviços e segmentação pela renda em uma cooperativa de crédito

Palavras-chave: experiência em serviços, renda, cooperativa, crédito.

Resumo

O presente artigo refere-se a um estudo de caso em uma cooperativa de crédito segmentada nos profissionais da saúde. A pesquisa objetivou analisar a experiência em serviço da cooperativa com seu quadro social, segmentado pela renda. O estudo pode ser descrito como uma pesquisa exploratória e descritiva de caráter quantitativo com corte transversal obtida através de dados primários e secundários que resultaram no grau de satisfação, lealdade e boca a boca do quadro social.

Biografia do Autor

Viviane Sotoriva Cappellesso, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Curitiba
Mestre em Gestão de Cooperativas
June Alisson Westarb Cruz, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Curitiba
Professor do Programa de Mestrado e Doutorado em Administração na PUCPR 
Tomas Sparano Martins, UFPR - Universidade Federal do Paraná
Atualmente é professor da área de marketing da Universidade Federal do Paraná. É doutor e mestre em Administração de Empresas pela PUCPR. Tem interesse nas áreas de Estratégia e Marketing, especialmente capacidades de marketing, competitividade, cooperação e empreendedorismo. Experiência em serviços e segmentação pela renda em uma cooperativa de crédito.

Referências

AGUIAR, E. C.; FARIAS, S. A. O que os olhos veem: a perspectiva do consumidor sobre o significado de cores e iluminação na atmosfera de restaurante centrado na experiência. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 36., 2012, Rio de Janeiro. Anais[...]. Rio de Janeiro: ANPAD, 2012.

ANDRADE, V. M. Gerenciamento de impressões em serviços de hospitalidade: investigando o servicescape em hotéis com base na metáfora teatral. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 28., 2004, Curitiba. Anais[…]. Curitiba: ANPAD, 2004.

BANCO CENTRAL DO BRASIL (BCB). Dados financeiros. 2015. Disponível em: <https://www3.bcb.gov.br/informes/?wicket:interface=:0:3>. Acesso em: 5 dez. 2015.

BELMONTE, S. Sistema de crédito cooperativo avança mesmo em meio à crise. Executivos Financeiros, 12 maio 2016. Disponível em: <http://www.executivosfinanceiros.com.br/credito/3031-sistema-de-credito-cooperativo-avanca-mesmo-em-meio-a-crise>. Acesso em: 20 out. 2017.

BITNER, M. J. Servicescape: the impact of physical surroundings on customers and employees. Journal of Marketing, Chicago, v. 56, n. 2, p. 57-71, 1992.

BRASIL. Lei n. 4.595, de 31 de dezembro de 1964. Dispõe sobre a Política e as Instituições Monetárias, Bancárias e Creditícias, cria o Conselho Monetário Nacional e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 31 jan. 1965. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L4595.htm. Acesso em: 5 fev. 2016.

BRASIL. Lei n. 5.764, de 16 de dezembro de 1971. Define a Política Nacional de Cooperativismo, institui o regime jurídico das sociedades cooperativas, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 16 dez. 1971. Disponível em: http://www.normaslegais.com.br/legislacao/lei5764.htm. Acesso em: 24 jan. 2016.

BROWN, J. J.; REIGEN, P. H. Social ties and word of mouth referral behavior. Journal of Consumer Research, Nova York, v. 14, n. 3, p. 350-362, dez. 1987.

Brown, T. J.; Barry, T. E.; Dacin, P. A.; Gunst, R. F. Spreading the word: investigating the antecedents of consumers’positive word-of-mouth intentions and behaviors in a retailing context. Journal of Academy of Marketing Science, v. 33, n. 2, p. 123-138, 2005.

CARVALHO, J. L. F.; MOTTA, P. C. Iluminando cenário de serviços: um exame das funções da luz nas “horas da verdade”. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 24., 2000, Costão do Santinho. Anais[...]. Costão do Santinho: ANPAD, 2000.

CARVALHO, J. L. F.; VERGARA, S. C. A fenomenologia e a pesquisa dos espaços de serviços. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 42, n. 3, p. 78-91, jul./set. 2002.

CARVALHO, J. L. F.; LIMA, T. R.; MOTTA, P. C. As experiências interativas sociotécnicas com a iluminação de cenário de serviços. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 27., 2003, Atibaia. Anais[...]. Atibaia: ANPAD, 2003.

CHASE, R. B.; APTE, U. M. A history of research in service operations: what’s the big idea? Journal of Operations Management, Dallas, v. 25, n. 2, p. 375-386, 2007.

FERREIRA, F. N. H.; MOREIRA, R. N.; MOURA, S. F. O consumo de experiências em cenários temáticos: um estudo sobre restaurantes de comida japonesa. In: ENCONTRO DE MARKETING DA ANPAD, 2., 2006, Rio de Janeiro. Anais[...]. Rio de Janeiro: ANPAD, 2006.

GREMLER, D. D. Word-of-mouth about service providers: an illustration of theory development in marketing. In: AMA WINTER EDUCATOR’S CONFERENCE, 15., 1994, Chicago. Proceedings[…]. Chicago: American Marketing Association, 1994. p. 62-70.

HARRISON-WALKER, L. J. The measurement of word-of-mouth communications and an investigation of service quality and customer commitment as potential antecedents. Journal of Service Research, Thousand Oaks, v. 4, n. 1, p. 60-75, ago. 2001.

HEINEKE, J.; DAVIS, M. M. The emergence of service operations management as an academic discipline. Journal of Operations Management, Dallas, v. 25, n. 2, p. 364-74, 2007.

HOLBROOK, M. B.; HIRSCHMAN, E. C. The experiential aspects of consumption: consumer fantasies, feelings, and fun. Journal of Consumer Research, Chicago, v. 9, p. 132-40, set. 1982.

HUBBERT, A. R.; SEHORN, A. G.; BROWN, S. W. Service expectations: the consumer versus the provider. International Journal of Service Industry Management, v. 6, n. 1, p. 6-21, 1995.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍTICA (IBGE). Pesquisa anual de serviços. Ano 2016. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/comercioeservico/pas/pas2007_suple_prod_serv/default.shtm. Acesso em: 6 fev. 2016.

KLAUS, P.; MAKLAN, S. EXQ: a multiple-item scale for assessing service experience. Journal of Service Management, Boston v. 23, n. 1, p. 5-33, 2012.

KLAUS, P.; MAKLAN, S. Toward a better measure of customer experience. International Journal of Marketing Research, London, v. 55, n. 2, p. 227-46, 2013.

MAKLAN, S; KLAUS, P. Customer experience: are we measuring the right things. International Journal of Market Research, London, v. 53, n. 6, p. 771-92, 2011.

MENDONÇA, J. R. C.; BARBOSA, M. L. A.; DURÃO A. F. Fotografias como um recurso de pesquisa em marketing: o uso de métodos visuais no estudo de organizações de serviços. Revista de Administração Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 11, n. 3, p. 57-81, jul./set. 2007.

MOURA, F. T.; LUCIAN, R. A experiência extraordinária de um jogo de futebol: a influência do ambiente de serviços e da qualidade percebida na satisfação dos consumidores. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 32., 2008, Rio de Janeiro. Anais […]. Rio de Janeiro: ANPAD, 2008.

ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS DO BRASIL (OCB). Cooperativas de crédito transformam realidades. 18 out. 2017. Disponível em: http://www.ocb.org.br/noticia/20894/cooperativas-de-credito-transformam-realidades. Acesso em: 20 nov. 2015.

OLIVER, R. L. Satisfaction: a behavioral perspective on the consumer. New York: McGraw Hill, 1997.

PARASURAMAN, A.; ZEITHAML, V. A.; BERRY, L. L. Servqual: a multiple-item scale for measuring consumer perceptions of service quality. Journal of Retailing, Boston, v. 64, n. 1, p. 12-40, 1988.

PARASURAMAN, A.; ZEITHAML, V. A.; MALHOTRA, A. ES-QUAL: a multiple-item scale for assessing electronic service quality. Journal of Service Research, Newcastle Upon Tyne, v. 7, n. 3, p. 213-33, Feb. 2005.

PINE II, J.; GILMORE, J. H. O espetáculo dos negócios: desperte emoções que seduzam os clientes. Sensações intensas determinam o valor de produtos e serviços. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 1999.

PINHO, D. B.; PALHARES, V. M. A. (Org.). O cooperativismo de crédito no Brasil: do século XX ao século XXI. Brasília: Confebrás, 2004.

PRADO, P. H. M.; SANTOS, R. C. Comprometimento e lealdade: dois conceitos ou duas dimensões de um único conceito? In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 27., 2003, Atibaia. Anais [...] Atibaia: ANPAD, 2003.

PULLMAN, M.; GROSS, M. Welcome to your experience: where you can check out anytime you´d like, but you can never leave. Journal of Business and Management, Orange, v. 9, n. 3, p. 215-32, 2003.

REICHHELD, F. F.; MARKEY, Jr. R. G.; HOPTON, C. The loyalty effect: the relationship between loyalty and profits. European Business Journal, Londres, v. 12, n. 3, p. 134-39, 2000.

SCHEMBRI, S. Rationalizing service logic, or understanding service as experience? Marketing Theory, Boston, v. 6, n. 3, p. 381-92, 2006.

SHETH, J. N.; MITTAL, B.; NEWMAN, B. I. Comportamento do cliente: indo além do comportamento do consumidor. São Paulo: Atlas, 2001.

TEIXEIRA, A. K. G.; BARBOSA, M. L. A. O sistema de oferta de restaurantes de alta gastronomia: uma perspectiva sensorial das experiências de consumo. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 32., 2008, Rio de Janeiro. Anais[…]. Rio de Janeiro: ANPAD, 2008.

UNIPRIME CENTRAL. Que somos. Disponível em: http://www.uniprimecentral.com.br/cooperativa/quemsomos. Acesso em: 6 jan. 2016.

VERHOEF, P. C.; LEMON, Katherine N.; PARASURAMAN, A.; ROGGEVEEN, Anne; TSIROS, Michael; SCHLESINGER, Leonard A. Customer experience creation: determinants, dynamics and management strategies. Journal of Retailing, Boston, v. 85, n. 1, p. 31-41, 2009.

VOSS, C.; ROTH, A.; CHASE, R. B. Experience, Service Operations Strategy and Services as Destinations: foundations and exploratory investigation. Production and Operations Management, v. 17, n. 3, p. 247-66, 2008.

ZEITHAML, V.; BERRY, L.; PARASURAMAN, A. The behavioral consequences of service quality. Journal of Marketing, Chicago, v. 60, n. 2, p. 31-46, 1996.

Publicado
2019-03-21