As plantas medicinais e a etnobotânica em Várzea Grande, MT, Brasil

  • Margô De David Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)
  • Maria Corette Pasa Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)
Palavras-chave: Etnobotânica. Manejo. Conservação.

Resumo

O estudo realizado em Várzea Grande, MT objetivou resgatar o conhecimento sobre as plantas usadas como remédio, o quanto a utilizam e a finalidade do uso. Aplicou-se o pré-teste, entrevistas semiestruturadas e observação direta, no período de março a julho/2013. Foram citadas 86 espécies em 45 famílias, sendo Fabaceae e Mimosaceae as mais expressivas. A folha é a mais utilizada e o modo de preparo é o chá, de uso medicinal. O processo de conservação e o manejo são evidentes no cotidiano local.

 

Referências

ADU-TUTU, M.; AFFUL, Y.; ASANTE-APPIAH, K.; LEBERMAN, D.; HALL, J. B.; ELVIN-LEWIS, M. Chewing stick usage in southern Ghana. Economic Botany, v. 33, n. 3, p. 320-328, 1979.

AGRA, Maria de Fátima; SILVA, Kiriaki Nurit; BASÍLIO, Ionaldo José de Lima Diniz; FREITAS, Patrícia França; BARBOSA-FILHO, José Maria. Survey of medicinal plants used in the region Northeast of Brazil. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 18, n. 3, p. 472-508, 2008.

AKERELE, Olubanke. Summary of WHO guidelines for the assessment of herbal medicines. HerbalGram, v. 28, p. 13-19, 1993.

ALBUQUERQUE, Ulisses Paulino; ANDRADE, Laise de Holanda Cavalcanti. Uso de recursos vegetais da caatinga: o caso do agreste do estado de Pernambuco (Nordeste do Brasil). Interciência, v. 27, n. 7, p. 336-346, 2002.

ALMEIDA, Edvaldo Rodrigues de. Plantas medicinais brasileiras: conhecimentos populares e científicos. São Paulo: Hemus, 1993.

AMOROZO, Maria Christina Mello; GÉLY, Anne. O uso de plantas medicinais por caboclos do baixo Amazonas, Barcarena, PA, Brasil. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, série Botânica, v. 4, n. 1, p. 47-131, 1988.

BARRERA, A. La Etnobotânica. In: BARRERA, A. La Etnobotânica: três puntos de vista e uma perspectiva. Xalapa, México: Instituto de Investigacion sobre Recursos Bióticos, 1979. p. 19-25.

BORBA, Aneliza Meireles; MACEDO, Miramy. Plantas medicinais usadas para a saúde bucal pela comunidade do Bairro Santa Cruz, Chapada dos Guimarães, MT, Brasil. Acta Botanica Brasilica, v. 20, n. 4, p. 771-782, 2006.

BRASIL. Ministério das Minas e Energia. Secretaria-Geral. Projeto RADAMBRASIL (Levantamento de Recursos Naturais, 21). Folha SD-21, Cuiabá. Rio de Janeiro, 1982. p. 1-540.

CABALLERO, Javier. La Etnobotânica. In: BARRER, A. (Ed.). La Etnobotânica: tres puntos de vista y uma perspectiva. Xalapa: Instituto de Investigación sobre Recursos Bióticos, 1979. p. 27-30.

DE LA CRUZ, Mari Gema Motta; GUARIM NETO, Germano. Plantas medicinais utilizadas por agentes de saúde em Cuiabá - MT. Um estudo etnobotânico. In: SIMPÓSIO DE PLANTAS MEDICINAIS DO BRASIL, 14., Florianópolis, 1996. Resumos... Florianópolis: UFSC, 1996.

ELIZABETSKY, Elaine. Etnofarmacologia de algumas tribos brasileiras. In: RIBEIRO, Berta (Org.). Suma etnológica brasileira. Petrópolis, RJ: Vozes, 1987. p. 68- 75.

FARNSWORTH, Norman. An approach utilizing information from traditional medicine to identify tumor-inhibiting plants. Journal of Ethnopharmacology, v. 3, n. 1, p. 85-99, 1981.

FIERRO, I. M.; SILVA, A. C. B.; LOPES, C. S.; MOURA, R. S.; BARJAFIDALGO, C. Studies on the anti-allergic activity of Mikania glomerata. Journal of Ethnopharmacology, v. 66, n. 1, p. 19-24, 1999.

FRIEDMAN, John. A preliminary classification of the healing potential of medicinal plants, based on a rational analysis of ethnopharmacology field survey among bedouins in the Negev desert, Israel. Journal of Ethnopharmacology, v. 16, n. 2-3, p. 275-287, 1986.

FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE. MINISTÉRIO DA SAÚDE - FUNASA. Cemitérios como Fonte Potencial de Contaminação das Águas Subterrâneas Região de Cuiabá e Várzea Grande (MT). Relatório Final. Brasília, 2007. 117 p.

GUARIM NETO, Germano. Plantas utilizadas na medicina popular cuiabana – um estudo preliminar. Revista da Universidade Federal de Mato Grosso, v. 4, n. 1, p. 45-50, 1984.

______. Plantas medicinais do Estado do Mato Grosso. Brasília: ABEAS/UFMT, 1996. 72p.

INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA - INMET. Boletim Agroclimatológico, Brasília, v. 30, n.1, p. 1-12, 1996.

LAGOS-WITTE, Sonia Raices. La investigación etnobotânica y su integración a programas de desarrollo en salud. Buenos Aires: CETAAR, 1998.

LEITÃO, Fernanda; FONSECA-KRUEL, Viviane Stern; SILVA, Inês Machline; REINERT, Fernanda. Urban ethnobotany in Petrópolis and Nova Friburgo (Rio de Janeiro, Brazil). Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 19, n. 1, p. 333-342, jan./mar. 2009.

MACHADO, A. Q.; ROMIO, A. M. G. CHITARRA, G. S. Seleção de cultivares de tomate para plantio em Várzea Grande-MT. Várzea Grande-MT: UNIVAG Centro Universitário; Grupo de Produção Acadêmica de Ciências Agrárias e Biológicas, [s.d.]. Disponível em <http://www.abhorticultura.com.br/biblioteca/arquivos/Download/Biblioteca/46_0256.pdf>. Acesso em: 3 maio 2013.

MARLIÉRE, Luciano; RIBEIRO, Andréia; BRANDÃO, Maria das Graças; KLEIN, Carlos Henrique; ACURCIO, Francisco de Assis. Utilização de fitoterápicos por idosos: resultados de um inquérito domiciliar em Belo Horizonte (MG), Brasil. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 18 (suplemento), p. 754-760, dez. 2008.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: HUCITEC; Rio de Janeiro: ABRASCO, 1992.

MORÁN, E. F. Introduction: norms for ethnographic reporting. In: MORAM, E. F. (Ed.). The comparative analysis of human societies. Toward common standarts for data collection and reporting. Boulder: Lynne Rienner Publishers, 1995.

MOURA, Roberto Soares de. Bronchodilator activity of Mikania glomerata Sprengel on human bronchi and guinea-pig trachea. Journal of Pharmacy and Pharmacology, v. 54, n. 2, p. 249-256, 2002.

NAIR, P. K. R. An Introduction to Agroforestry. Dordrecht, The Netherlands: ICRAF/Kluwer Academic Publishers. 401p.1993.

OLIVEIRA, A. G. Avaliação das temperaturas superficiais do solo em relação à conformação urbana existente na Praça do Aeroporto Marechal Rondon em Várzea Grande/MT. 2008. 81f. Dissertação (Mestrado em Física e Meio Ambiente) – Instituto de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT, 2008.

OSÓRIO, Adriana de Carvalho; MARTINS, Jorge Luiz Seferin. Determinação de cumarina em extrato fluido e tintura de guaco por espectrofotometria derivada de primeira ordem. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, v. 40, n. 4, p. 481-486, 2004.

PASA, Maria Corette; SOARES, João Juares; GUARIM NETO, Germano. Estudo etnobotânico na comunidade de Conceição-Açu (alto da bacia do rio Aricá Açu, MT, Brasil). Acta Botanica Brasilica, v. 19, n. 2, p. 195-207, 2005.

PASA, Maria C.; ÁVILA, Gabriela. Ribeirinhos e recursos vegetais: a etnobotânica em Rondonópolis, Mato Grosso, Brasil. Interações, Campo Grande, MS, v. 11, n. 2, p. 195-204, jul./dez. 2010.

PASA, Maria Corette; BASTOS, Eliana Alves Santos. A etnobiologia no fragmento florestal Recanto do Sol, Campo Verde, Mato Grosso. In: SANTOS, J. W. M. C. (Ed.). Produção do espaço e transformações socioambientais das paisagens do Mato Grosso. Cuiabá: EDUFMT, 2010. p. 60-82.

PASA, Maria Corette; OLIVEIRA, Waleska Arruda. In: PASA Maria Corette (Org.). Múltiplos olhares sobre a biodiversiade: os quintais na Comunidade de Santo Antônio do Caramujo: etnobotânica e saber local. São Paulo: Pacoeditorial, 2013. p. 47-74.

PASA, Maria Corette. Um olhar etnobotânico sobre as comunidades do Bambá, Cuiabá, MT. Cuiabá: Entrelinhas, 2007. 168p.

______. Abordagem etnobotânica na Comunidade de Conceição-Açú, Mato Grosso, Brasil. Polibotânica, México, v. 31, p. 169-197, 2011.

PHILLIPS, Oliver. Some quantitative methods for analyzing ethnobotanical knowledge. In: ALEXIADES, M. (Ed.). Selected Guidelines for Ethnobotanical Research: a field manual. New York: Missouri Botanical Garden, 1996. p. 172-197.

SANTOS, Esther Bandeira; DANTAS, Gerisa Soares; SANTOS, Hosana Bandeira; DINIZ, Margarete Melo; SAMPAIO, Fabio Correia. Estudo etnobotânico de plantas medicinais para problemas bucais no município de João Pessoa, Brasil. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 19, n. 1, p. 321-324, jan./mar. 2009.

VEIGA JUNIOR, Valdir Florêncio. Estudo do consumo de plantas medicinais na Região Centro-Norte do Estado do Rio de Janeiro: aceitação pelos profissionais de saúde e modo de uso pela população. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 18, n. 2, p. 308-313, abr./jun. 2008.

VENDRUSCOLO, Giovana Secretti; MENTZ, Lilian Auler. Estudo da concordância das citações de uso e importância das espécies e famílias utilizadas como medicinais pela comunidade do bairro Ponta Grossa, Porto Alegre, RS, Brasil. Acta Botanica Brasilica, v. 20, n. 2, p. 367-382, 2006.

ZENG, H.; TU, P. F.; ZHOU, K.; WANG, H.; WANG, B. H.; LU, J. F. Antioxidant properties of phenolic diterpenes fom Rosmarinus officinalis. Acta Pharmacologica Sinica, v. 22, n. 12, p. 1094-1098, 2001.

Publicado
2015-11-24