Diagnóstico da gestão de lodo de estação de tratamento de água em Mato Grosso do Sul

  • Isadora Yule Queiroz de Oliveira Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Odilar Costa Rondon Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: estação de tratamento de água, produção de lodo, quantificação de lodo.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi diagnosticar a gestão do lodo gerado durante o processo de tratamento de água, a partir de dados levantados sobre o sistema operacional de estações de tratamento de água (ETAs) avaliadas em Mato Grosso do Sul para analisar o volume e o gerenciamento (transformação/reaproveitamento e/ou disposição final) do lodo de ETA. Sendo o lodo um resíduo - e não um rejeito, conforme com a Lei 12.305/2010 (BRASIL, 2010) - ele deveria ter tratamento ecologicamente adequado optando-se por redução, reuso e reciclagem.

Biografia do Autor

Isadora Yule Queiroz de Oliveira, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Arquiteta formada em 2010 e Mestranda no Mestrado em Eficiência Energética e Sustentabilidade da UFMS
Odilar Costa Rondon, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Professor titular da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Doutor em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Santa Catarina.Mestre em Engenharia Civil pela Universidade Federal Fluminense.

Referências

ACHON, C. L. Ecoeficiência de sistemas de tratamento de água à luz dos conceitos da ISO 14.001. 2008. 248 p. Tese (Doutorado em Hidráulica e Saneamento) – Universidade de São Paulo (USP), São Carlos, SP, 2008. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-08012009-172718/pt-br.php>. Acesso em: 19 maio 2015.

ACHON, C. L.; SOARES, L. V.; MEGDA C. R. Impactos ambientais provocados pelo lançamento in natura de lodos provenientes de estações de tratamento de água. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL, 23., Campo Grande, MS, 2005. Anais... Campo Grande: ABES, 2005, cd, I-020, 15 p.

ANDRADE, C. F. et al. Gestão ambiental em saneamento: uma revisão das alternativas para tratamento e disposição do lodo de eta e seus impactos na qualidade das águas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GESTÃO AMBIENTAL, 5., Belo Horizonte, MG, 2014. Anais... Disponível em: <http://www.ibeas.org.br/congresso/Trabalhos2014/IX-004.pdf>. Acesso em: 15 abr. 2015

ANDREOLI, Cleverson Vitório (Coord.). Resíduos sólidos do saneamento: processamento, reciclagem e disposição final. Rio de Janeiro: RiMa/ABES, 2001. 282 p. Disponível em: <https://www.finep.gov.br/images/apoio-e-financiamento/historico-de-programas/prosab/CLeverson.pdf>.

ASSIS, L. R. Avaliação do impacto em corpos d’água devido ao lançamento de resíduos de uma estação de tratamento de água de Juiz de Fora – MG. 2014. 61 p. Monografia (Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental) – Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, MG, 2014.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS [ABNT]. NBR-ISO 14001: Sistema de gestão ambiental: especificações e diretrizes para uso. Rio de Janeiro: ABNT, 2004. 14 p.

______. NBR 10.004: Classificação de resíduos sólidos. Rio de Janeiro: ABNT, 2004. 48 p.

BRASIL. Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA). Resolução n. 357 de 17 de março de 2005. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Publicado no Diário Oficial da União - DOU n. 053, do dia 18.03.2005, p. 58-63.

______. Lei n. 9.605 de 12 de fevereiro de 1998. Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências. Publicado no Diário Oficial da União – DOU, Seção 1, do dia 13.02.1998, p. 1.

______. Lei n. 12.305 de 02 de agosto de 2010. Política Nacional de Resíduos Sólidos. Brasília, DF: Congresso Nacional, 2010.

______. Ministério da Saúde. Portaria n. 2.914 de 12 de dezembro de 2011. Dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Publicado no Diário Oficial da União - DOU, Seção 1, do dia 26 seguinte, p. 266.

COSIN, S.; KOZIEVITCH, V. F. J.; SANTOS, P. S.; VALENZUELA-DÍAZ, F. R. Estudo e caracterização de lodo de estação de tratamento de água visando sua utilização na produção de materiais cerâmicos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM RESÍDUOS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, Costão do Santinho, Florianópolis, SC, 2004. Anais... Costão do Santinho: ICTR, 2004. 13 p.

HOPPEN, C.; PORTELLA, K. F.; JOUKOSKI, A.; BARON, O.; FRANCK, R.; SALES, A.; ANDREOLI, C.V; PAULON, V. A. Co-disposição de lodo centrifugado de Estação de Tratamento de Água (ETA) em matriz de concreto: método alternativo de preservação ambiental. Cerâmica, v. 51, n. 318, p. 85-95, jun. 2005.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2008. Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/condicaodevida/pnsb2008/PNSB_2008.pdf>. Acesso em: 22 abr. 2015.

KATAYAMA, V. T. Quantificação da produção de lodo de estações de tratamento de água de ciclo completo: uma análise crítica. 2012. 144 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2014. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3147/tde-19072013-161144/pt-br.php>. Acesso em: 22 maio 2015.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Relatório Mundial das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento de Recursos Hídricos – Água para um mundo sustentável. 2015. Disponível em: <http://www.unesco.org/new/fileadmin/MULTIMEDIA/HQ/SC/images/WWDR2015ExecutiveSummary_POR_web.pdf>. Acesso em: 17 mar. 2015.

PORRAS, A. C. Uso de lodo de estação de tratamento de água e agregado reciclado miúdo na fabricação de elementos de alvenaria. 2007. 213 p. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) – Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP, 2007.

RIBEIRO, H. K. S. S. Avaliação de desempenho ambiental em estações de tratamento de água. 2003. 158 p. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos) – Universidade de Brasília (UnB), Brasília, DF, 2003. Disponível em: <http://livros01.livrosgratis.com.br/cp095826.pdf>.

SILVA, M. V. Desenvolvimento de tijolos com incorporação de cinzas de carvão e lodo provenientes de estação de tratamento de água. 2011. 132 p. Dissertação (Mestrado em Ciências) – IPEN/Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

Publicado
2016-12-18