Uma proposta de Balanced Scorecard para o desenvolvimento local

  • Adriana Marques Rossetto
  • Dora Maria Orth
Palavras-chave: Balanced Scorecard, desenvolvimento local, desenvolvimento sustentável.

Resumo

O presente trabalho propõe uma nova estrutura de Balanced Scorecard, formulada especialmente parautilização pelas Administrações Públicas visando dar sustentação ao desenvolvimento local na busca dasustentabilidade. O BSC proposto define quatro perspectivas fundamentais do desenvolvimento sustentável, fatorescríticos e indicadores, para o acompanhamento das ações de gestão.

Referências

BEZERRA, M. do C.; FERNANDES, M. A. Cidades sustentáveis: subsídios à Elaboração da Agenda 21 brasileira. (Coords.). Brasília: Ministério do Meio Ambiente, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Consórcio Parceria 21 IBAM-ISER-REDEH, 2000.

CAMPOS, L. M. de S. SGADA–Sistema de Gestão e Avaliação de Desempenho Ambiental: uma proposta de implementação. 2001. 182 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção). Programa de pós-graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2001.

DONAIRE, D. Gestão ambiental na empresa. São Paulo: Atlas, 1999.

EPA-ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY. Ommittee to review the EPA’s Environmental Monitoring and Assessment Programs. Review of EPA’s Environmental Monitoring and Assessment Program: Overall Evaluation. Washington, DC: National Academy Press, 1995.

KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. A estratégia em ação: Balanced Scorecard. Tradução de Luiz Euclides Trindade Frazão Filho. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, elaboração, análise e interpretação dos dados. 4. ed., São Paulo: Atlas, 1999.

MÂSIH, R. T. Levantamento das necessidades de treinamento em ambientes, gerenciados pelo Balanced Scorecard. 1999. 136 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) . Programa de pós-graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1999.

MINISTÉRIO DAS CIDADES. Ação dos cartórios nos programas de regularização fundiária. 2003. Disponível em: . Acessado em: 30 jul. 2003.

MORAES, F. B. de. Exclusão e Inclusão: delimitação e permeabilidade dos territórios. In: Projeto do Lugar, 2002.

ÑAURI, M. As Medidas de desempenho como base para a melhoria contínua de processo: O caso da Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária-FAPEU. 1998. 169 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção). Programa de pós-graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1998.

NIVEN, P. R. Balanced Scorecard step-by-step: maximizing performance and maintaining results. New York: John Wiley & Sons, 2002.

OECD-ORGANISATION FOR EXONOMIC COOPERATION AND DEVELOPMENT. OECD core set of indicators for environmental PERFORMANCE REVIEWS:A SYNTHESIS REPORT BY THE Group on the State of the Environment. Paris: OECD, 1993. Disponível em: . Acessado em: fev. e jul. 2001.

OLVE, N-G.; ROY, J.; WETTER, M. Performance drives a pratical guide using the Balanced Scorcard. New York: Jonh Wiley and Sons, 1999.

PROCUREMENT EXECUTIVES’ ASSOCIATION. Guide to a Balanced Scorecard performance managemente methodology. US Department of Commerce. 1999. Disponível em: <http://oamweb.osec.doc.gov/bsc/ guide.htm >. Acessado em: 20 mar. 2003.

ROHM, H. Improve public sector results with a Balanced Scorecard: nine steps to success. In: The Balanced Scorecard Institute. Rockville, 2003. Disponível em: . Acessado em: 24 fev. 2003.

ROLNIK, R. Regulação Urbanística e Exclusão Territorial. In: Revista Polis. n. 32, 2000.

ROLNIK, R.; CYMBALISTA, R. Instrumentos Urbanísticos Contra a Exclusão Social. In: Revista Polis. n. 29, 1997.

ROSSETTO, A. M. Proposta de um Sistema Integrado de Gestão do Ambiente Urbano (SIGAU) para o Desenvolvimento Sustentável de Cidades. 2003, 424 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2003.

ROSSETTO, A. M.; ROSSETTO, C. R.; WERTHER. Balanced Scorecard como ferramenta para a gestão urbana. In: SIMPÓSIO DE ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO, LOGÍSTICA E OPERAÇÕES INTERNACIONAIS, 7, 2004, São Paulo. Anais... São Paulo: SIMPOI, 2004a.

ROSSETTO, A. M.; ORTH, D. M.; KALIL, R.M.L.; ROSSETTO, C. R. Proposta de Gestão Integrada do Ambiente Utilizando Indicadores de Sustentabilidade. In: SEMINÁRIO A QUESTÃO AMBIENTAL URBANA: EXPERIÊNCIAS E PERSPECTIVAS. 2004, Brasília. Anais... Brasília: UNB, 2004b.

SACHS, I. Ecodesenvolvimento: crescer sem destruir. São Paulo: Ed. Vértice, 1986.

_____.Estratégias de Transição para o Século XXI: desenvolvimento e meio ambiente. Tradução Magda Lopes. São Paulo: Studio Nobel / Fundação do Desenvolvimento Administrativo, 1993.

SECRETARIA NACIONAL DE PROGRAMAS URBANOS. Cenário. 2003. disponível em: .Acessado em: 30 jul. 2003.

SILVA, E. L. da ; MENEZES, E. M. Metodologia de pesquisa e elaboração de dissertação. Florianópolis: Laboratório de Ensino à Distância da UFSC, 2000.

THE BALANCED SCORECARD INSTITUTE. The Balanced Scorecard - not just another project. Rockville, 2003. Disponível em: . Acessado em: 24 fev. 2003.

Publicado
2016-02-23
Seção
Artigos