O território sob o “Efeito Modernizador”: a face perversa do desenvolvimento

  • Mirlei Fachini Vicente Pereira
Palavras-chave: Território, desenvolvimento, “Efeito Modernizador”.

Resumo

As políticas atuais de desenvolvimento territorial às vezes se atrelam, de forma interesseira, ao uso derecursos locais e à implementação de projetos específicos de agentes determinados. Este fenômeno caracteriza o queestamos aqui denominando de “efeito modernizador”, fruto das práticas de alguns agentes para tornar o territórioviável às suas pretensões particulares. Estas práticas acabam por difundir idéias de desenvolvimento e modernizaçãoque não se realizam de forma igualitária no lugar.

Referências

BENKO, G. Economia, espaço e globalização na aurora do século XXI. 2.ed. São Paulo: Hucitec, 1999.

BENKO, G. & PECQUEUR, B. Os recursos do território e os territórios de recursos. Geosul, Florianópolis, v.16, n.32, p.31-50, 2001.

CASTELLS, M. A era da informação. A sociedade em rede. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999. v.2.

CATAIA, M. A alienação do território – o papel da guerra fiscal no uso, organização e regulação do território brasileiro. In: SOUZA, M. A. A. (org.) Território brasileiro: usos e abusos. Campinas: Edições Territorial, 2003. Cap. 23, p.397-407.

CHESNAIS, F. Mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996.

LEEF, H. A geopolítica da biodiversidade e do desenvolvimento sustentável: economização do mundo, racionalidade ambiental e reapropriação social da natureza. In: CECEÑA, A. E. & SADER, E. (Org.) A guerra infinita. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 253-288. PORTO-GONÇALVES, C. W. O latifúndio genético e a r-existência indígeno-campesina. Geographia, Rio de Janeiro, ano IV, n.8, p.39-60, 2002.

______. Geografando nos varadouros do mundo: da territorialidade seringalista (O Seringal) à territorialidade seringueira (A Reserva Extrativista). Brasília: IBAMA, 2003.

RIBEIRO, A. C. T. Lugares dos saberes: diálogos abertos. In: BRANDÃO, M. A. (Org.) Milton Santos e o Brasil. São Paulo: Perseu Abramo, 2004. p.39-49.

______. Pequena reflexão sobre Categorias da Teoria Crítica do Espaço: Território Usado, Território Praticado. In: SOUZA, M. A. A. (Org.) Território brasileiro: usos e abusos. Campinas: Edições Territorial, 2003. Cap. 1, p.29-40.

SADER, E. A refundação do Estado e da política. In: NOVAES, A. (Org.) A crise do Estado-Nação. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003. p.305-321.

SANTOS, M. A natureza do espaço. Técnica e tempo. Razão e emoção. 2.ed. São Paulo: Hucitec, 1997.

______. Da totalidade ao lugar. São Paulo: Edusp, 2005. ______. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. Rio de Janeiro: Record, 2000.

SANTOS, M. & SILVEIRA, M. L. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. Rio de Janeiro: Record, 2001.

SANTOS, M. et. al. O papel ativo da geografia: um manifesto. Florianópolis: Laboplan-USP, 2000.

Publicado
2016-02-22
Seção
Artigos