O papel dos agentes na comunidade de artesãos em Três Lagoas-MS, como instrumentos impulsionadores do desenvolvimento local

  • Elisângela de Aguiar Alcalde
  • Cleonice Alexandre Alexandre Le Bourlegat
  • Maria Augusta de Castilho
Palavras-chave: artesãos, comunidade, territorialidade.

Resumo

pesquisa realizada analisou os agentes na comunidade de artesãos como instrumentos impulsionadoresdo desenvolvimento local. A construção dos conceitos de desenvolvimento local e políticas públicas é um processoamplo e de debate permanente como nova maneira de promover o desenvolvimento, contribuindo para a melhoria daqualidade de vida das comunidades, com capacidade de suprir suas necessidades mais imediatas, e de incrementaro intercâmbio externo por meio de ações comunitárias conjuntas. Para tanto, se fez necessário conhecer o perfil dacomunidade estudada, pois sem conhecer a comunidade em questão, bem como sua realidade se tornaria difícilvisualizar os caminhos a serem seguidos. Justifica-se, portanto, a necessidade de aprofundar o assunto mediante asua relevância, pois a essência do trabalho vai ao encontro das propostas conceituais do desenvolvimento local.

Referências

BECKER, Bertha K.; CASTRO, Iná Elias et al. (orgs.). Geografia, conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995.

BOOG, Gustavo G. (Coord.). Manual de treinamento e desenvolvimento. 3. ed. São Paulo: Makron Books, 1999.

CORRÊA, Roberto Lobato. Território e corporação: um exemplo. In: SANTOS, Milton; SOUZA Maria Adélia D. de e SILVEIRA Maria Laura (org.). Território, globalização e fragmentação. São Paulo: Hucitec, 1994.

DEMO, Pedro. Formação profissional e desenvolvimento econômico/social. I SEMINÁRIO NACIONAL DE POLÍ- TICA E PLANEJAMENTO. FGV: SENAC/DN, 1979.

FARIA, Carlos Aurélio Pimenta de. Idéias, conhecimento e políticas públicas: um inventário sucinto das principais vertentes analíticas recentes. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v.18, n.51, fev. 2003.

FRAGOSO, Antônio. Contributos para o debate teórico sobre o desenvolvimento local: um ensaio baseado em experiências investigativas. In: Revista Lusófona de Educação, n. 5, p. 63-83, 2005.

FRITZEN, José Silvino. Exercícios práticos de dinâmica de grupo e de relações humanas. Petrópolis: Vozes, 1980.

HARBISON, Frederick H. Mão-de-obra e desenvolvimento econômico: problemas e estratégia. In: PEREIRA, Luiz (org.). Desenvolvimento, trabalho e educação. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1974.

HEIDRICH, A. Fundamentos da formação do território moderno. Boletim Gaúcho de Geografia, AGB – Seção Porto Alegre, n. 23, 1998.

HOLZER, Werther. Uma discussão fenomenológica sobre os conceitos de paisagem e lugar, território e meio ambiente. Território, Rio de Janeiro, ano II, n.3, jul./dez. 1997.

KLIKSBERG, Bernardo. Falácias e mitos do desenvolvimento social. Tradução: Sandra Trabucco Valenzuela, Silvana Cobucci Leite. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

MACHADO, M. S. Geografia e epistemologia: um passeio pelos conceitos de espaço, território e territorialidade. Disponível em: www.bdmdl.ucdb.br, 5/9/2005.

MANFREDI, Silvia Maria; BASTOS, Solange. Experiências e projetos de formação profissional entre trabalhadores brasileiros. Educação & Sociedade, ano XVIII, n. 60, dez. 1997.

MANFREDI, Silvia Maria. Trabalho, qualificação e competência profissional: das dimensões conceituais e políticas. Educação & Sociedade, Campinas, v.19, n.64, set. 1998.

MARTINS, Saul. Contribuição ao estudo científico do artesanato.Belo Horizonte: Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais, 1973.

MARTINS, Sérgio R.O. Desenvolvimento local: questões conceituais e metodológicas. Interações – Revista Internacional de Desenvolvimento Local, Campo grande: UCDB, v.3, n.5, p. 51-59, set. 2002.

MASSUNARI, Laura. Associação Três-lagoense de artesãos inaugura sede para comercializar trabalhos. Jornal do povo, Três Lagoas, 10 jun.2006, p.16.

NEVES, Gervásio Rodrigo. Territorialidade, desteritorrialidade, novas territorialidades: algumas notas. In: SANTOS, Milton; SOUZA Maria Adélia D. de; SILVEIRA, Maria Laura (org.). Território, globalização e fragmentação. 4. ed. São Paulo: Hucitec, 1998.

PEREIRA, Luiz Carlos Bresser. Desenvolvimento e crise no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1985.

PEREIRA, Potyara A. P. Necessidades humanas: subsídios á crítica dos mínimos sociais. São Paulo: Cortez, 2000.

RAFFESTIN, Claude. Por uma geografia do poder. Tradução: Maria Cecília França. São Paulo: Ática, 1993.

SACK, Robert David. Territorialidade humana: teoria e história. Cambridge: Cambridge University Press, 1986.

SANTOS, Milton. Por uma geografia nova. São Paulo: Hucitec, 1978.

______. Técnica, espaço e tempo. São Paulo: Hucitec, 1994.

______. O retorno do território. In: SANTOS, Milton; SOUZA Maria Adélia D. de; SILVEIRA, Maria Laura (org.). Território, globalização e fragmentação. 5. ed. São Paulo: Hucitec, 2002.

______. Território e sociedade. 2. ed .São Paulo: Hucitec, 2002.

SOUZA, Marcelo José Lopes de. O território sobre espaço e poder, autonomia e desenvolvimento. In: CASTRO, Iná Elias de et al. (org.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995.

TUAN, Yi-Fu. Geografia humanística. Anais... da Associação de Geógrafos Americanos, v.66, n.2, jun./1976.

______. Topofilia. São Paulo: Difel, 1980. 1997.

MARTINELL, Alfons. Cultura e cidade: uma aliança para o desenvolvimento. A experiência da Espanha. In: COELHO, T. (org.). Políticas culturais para o desenvolvimento: uma base de dados para cultura. Brasília-DF: UNESCO Brasil, 2003.

SACHS, Ignacy. Ecodesenvolvimento: ecologia e desenvolvimento 1972 -1992. In: MAIMON, Dália (org.). Ecologia e desenvolvimento. Rio de Janeiro: APED, 1992.

SANTOS, Boaventura de Sousa (org.). A globalização e as ciências sociais. São Paulo: Cortez, 2002

TAUK SANTOS, Maria Salett. Comunicação rural – velho objeto, nova abordagem, mediação, reconversão cultural, desenvolvimento local. In: LOPES, M.L.V. de; FRAU-MEIGS; TAUK SANTOS, M.S. (orgs.). Comunicação e informação: identidades sem fronteiras. São Paulo: Intercom; Recife: Bargaço, 2000.

TAUK SANTOS, Maria Salett; CALLOU, Angelo Brás Fernandes. Desafios comunicação rural em tempo de desenvolvimento local. Revista Signo, João Pessoa, ano 2, n. 3, set. 1995.

Publicado
2016-02-18
Seção
Artigos