Impactos socioambientais e econômicos do turismo e as suas repercussões no desenvolvimento local: o caso do Município de Itacaré - Bahia

  • Elton Silva Oliveira
Palavras-chave: desenvolvimento local, impactos sócio-ambientais, turismo.

Resumo

Na Bahia, nordeste brasileiro, o turismo tem se revelado uma alternativa atraente para o desenvolvimentoeconômico da região Costa do Cacau e, destacadamente para o município de Itacaré, que desponta na preferênciados turistas nacionais e internacionais que freqüentam o sul do Estado na alta estação. Neste sentido, o objetivo dopresente trabalho é efetuar um estudo dos impactos sócio-ambientais e econômicos do turismo e suas repercussõesno desenvolvimento local

Referências

BERTRAM, Paulo. Uma introdução à história econômica do Centro-Oeste do Brasil. Brasília: CODEPLAN; Goiás: UCG, 1988.

FÓRUM Brasileiro de organizações não-governamentais e movimentos sociais para o meio ambiente e o desenvolvimento (FBOMS). Grupo de Trabalho Florestas. Relação entre cultivo de soja e desmatamento (sumário executivo). Supervisão: Weber Amaral; Roberto Smeraldi, 2004.

FURTADO, Celso. Introdução ao desenvolvimento : enfoque histórico-estrutural. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

GRAZIANO DA SILVA, J. A nova dinâmica da agricultura brasileira. 2. ed. Campinas-SP: UNICAMP.IE, 1998. MORENO, G.; HIGA, T.C.S. Geografia de Mato Grosso: território, sociedade, ambiente. Cuiabá: Entrelinhas, 2005.

MÜLLER, C.C.; WRIGHT, C.; NOGUEIRA, J.M. O processo de formação de políticas agrícolas no Brasil. Relatório Final IPEA/IPAN. Brasília, 1986.

SACHS, Ignacy. Estratégias de transição para o século XXI. In: BURSZTYN, Marcel (org.). Para pensar o desenvolvimento sustentável. São Paulo: Brasiliense, 1993.

PRADO JR., Caio. História e desenvolvimento. São Paulo: Brasiliense, 1999.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A crítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência. 3.ed. São Paulo: Cortez, 2001. vol. 1, cap. 1.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

SUNKEL, Osvaldo. El marco histórico del proceso de desarrollo y de subdesarrollo. Santiago: CEPAL, 1967.

VEIGA, José Eli. Desenvolvimento sustentável: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Garamond, 2005. BARRETO, Margarida. O imprescindível aporte das ciências sociais para o planejamento e a compreensão do turismo. Horizontes Antropológicos, v. 9, n. 20, p. 15- 29, out. 2003. ISSN 0104-7183.

BARTELÓ, Cassandra. Costas da Bahia. ViverBAHIA, Salvador, ano 5, n. 8, p. 30-31, 200.

______. Novos destinos na Bahia. ViverBAHIA, Salvador, ano 5, n. 8, p. 6, 200.

BONFIM, Marcos Vinicius. Análise da capacidade de geração de emprego e renda setor de alimentos e bebidas da cadeia produtiva do turismo no município de Ilhéus. 2001. 57p. Monografia (Graduação em Economia) – UESC. CNM. Confederação Nacional de Municípios. Informações municipais: Itacaré-BA. Disponível em: http:// www.portalmunicipal.org.br/v6/economia/... Acesso em: 22 mar. 2006.

COOPER, Chris et al. Turismo: princípios e práticas. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001. 559p.

DIAS, Reinaldo. Turismo sustentável e meio ambiente. São Paulo: Atlas, 2003.

DOLIS, Rosangela. Consciência ecológica, a chave do sucesso de Itacaré. Disponível em: http://www.estadao.com.br/ parceiro/click21/notícias/2003/dez/03/97.htm. Acesso em: dez. 2003.

FERNANDES, Ivan Pereira; COELHO, Márcio Ferreira. Economia do turismo. Rio de Janeiro: Elsevier, 2002.

IBGE. Cidades. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/ cidadesat/... Acesso em: 22 mar. 2006.

ITI. Instituto de Turismo de Itacaré. Plano Itacaré 2.015. HVS Internacional. Itacaré, 2005.

KENT, Micel. The Hidden Stone Discovered: tourism, environmental preservation and social conflict in the Brazilian town of Itacaré; an Analysis of discourses. MA - Thesis in Cultural Anthropology. Vrije Universiteit, Amsterdam, August 2000.

KRIPPENDORF, Just. Sociologia do turismo: para uma nova compreensão do lazer e das viagens. Trad.: Contexto Traduções. São Paulo: Aleph, 2000. (Série Turismo). 186p.

LAGE, Beatriz Helena Gelas; MILONE, Paulo César. Economia do turismo. Campinas, SP: Papirus, 1991 (Coleção Turismo). 122p.

LEAL, Flávia Pereira. O multiplicador turístico de Itacaré- BA: o caso dos meios de hospedagem. 2005. 44p. Monografia (Graduação em Economia) – UESC. LINDBERG, Kreg; HAWKINGS, E. Donald. Ecoturismo: um guia para o planejamento e gestão. 2. ed. São Paulo: [s.n.], 1999. 289p.

MOESCH, Marutschka Martini. A produção do saber turístico. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2002.

MOREAU, Ana Maria S. Santos. O potencial ecoturístico de Itacaré: repercussões no desenvolvimento sustentável do município. ENCONTRO NACIONAL DE TURISMO COM BASE LOCAL, 7. Anais... Ilhéus: Editus, 2004. 13p.

MOREAU, Maurício Santana. Mapa de localização do município de Itacaré – Bahia. 1 mapa. Escala 02.55-10 Km. 2006. OLIVEIRA, Elton Silva. O perfil da demanda turística nos municípios de Ilhéus e Itacaré, Bahia: uma análise comparativa para o ano de 2002. 2004. 39p. Monografia (Graduação em Economia) – UESC. OMT. Organização Mundial do Turismo. Turismo internacional: uma perspectiva global. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2003.

REIS, D.S.J. dos. Comportamentos de indicadores socioeconômicos do município de Itacaré de 1971 a 1996. 2002. 56p. Monografia (Graduação em Economia) – UESC.

REBOUÇAS, R.C. As faces do turismo em Itacaré. ENCONTRO BAIANO DE GEOGRAFIA, 6. Anais... Salvador: Editus, 2002. 8p.

RUSCHMANN, Dóris Van de Meene. Turismo e planejamento sustentável: a proteção do meio ambiente. 3. ed. Campinas: Papirus, 1997. (Coleção Turismo). 199p.

SANTOS, Milton. Zona do Cacau: introdução ao estudo geográfico. 2. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1957.

______. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 6. ed. Rio de Janeiro: Record, 2001.

SCHLÜTER, Regina G. Metodologia de pesquisa em turismo e hotelaria. Trad. Tereza Jardini. São Paulo: Aleph, 2003. (Série Turismo). 192p.

SOUZA, Ana Paula Andrade. O turismo como transformador do espaço em Ilhéus e Itacaré, Bahia. 2005. 129p. Dissertação (Mestrado em Cultura e Turismo) – UESC.

TOI. Tour Operators Initiative: for sustentable turism development. Destino Itacaré, Bahia, Brasil – Relatório. Novembro, 2005. 12p.

TORRES, A. P. Capacidade de carga turística como fator de sustentabilidade ambiental: o caso da cidade de Itacaré. 2001. 51p. Monografia (Graduação em Economia) – UESC.

Publicado
2016-02-18
Seção
Artigos