Guaicuru caá, Cienfuegosia drummondii (A. Gray) Lewton, planta de uso medicinal no Chaco brasileiro: saberes na Rota Bioceânica

Palavras-chave: etnobotânica, flora chaquenha brasileira, prospecção fitoquímica, sustentabilidade

Resumo

Guaicuru caá (Cienfuegosia drummondii) é uma espécie chaquenha frequentemente utilizada como planta medicinal em Porto Murtinho, Mato Grosso do Sul, Brasil, e em outras regiões do Chaco sul-americano. O objetivo deste trabalho foi proceder à análise fitoquímica C. drummondii, a fim de determinar as principais classes de substâncias químicas presentes no extrato foliar e descrever as principais formas de uso e aplicação medicinal desta planta pela população de Porto Murtinho, Mato Grosso do Sul, na perspectiva da etnobotânica e do desenvolvimento local sustentável. A planta foi coletada na zona rural do município, em outubro de 2017 e as análises foram conduzidas em laboratório. As principais classes de metabólicos secundários encontrados no extrato etanólico das folhas de C. drummondii corresponderam a compostos fenólicos, flavonoides e antraquinonas, estas últimas com 100% de frequência apresentada. Ainda há carência de estudos fitoquímicos e farmacológicos das plantas do Chaco brasileiro, muitas das quais são comumente utilizadas como fitoterápicas pelas comunidades locais. Portanto, a valorização e o protagonismo das diferentes práticas culturais não hegemônicas, como aquelas vinculadas à etnobotânica e à etnociência geral, poderão atribuir valor superlativo ao turismo cultural e às propostas de desenvolvimento na almejada Rota de Integração Latino-Americana.

Biografia do Autor

Maristela Benites, Universidade Federal do Mato Grosso Sul (UFMS)

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Instituto de Física, UFMS, Campo Grande-MS. Pesquisadora em biodiversidade e educadora ambiental no Instituto Mamede de Pesquisa Ambiental e Ecoturismo

Simone Mamede, Instituto Mamede de Pesquisa Ambiental e Ecoturismo

Doutora em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional. Graduada em Ciências Biológicas. Graduada em Gestão do Turismo.  Bacharel em Turismo.  Mestre em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional. Sócio-diretora do Instituto Mamede de Pesquisa Ambiental e Ecoturismo. Pesquisadora em biodiversidade, pesquisadora em turismo sustentável, pesquisadora em ecoturismo e ECoTBC, educadora ambiental. Autora de livros e artigos sobre Biodiversidade, Ecoturismo, Turismo Sustentável,  Educação Ambiental e Birdwatching.

Rosemary Matias, Universidade Anhanguera-Uniderp

Coordenadora do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional da Universidade Anhanguera, Campo Grande-MS.

Icléia Albuquerque de Vargas, Universidade Federal do Mato Grosso Sul

Docente no Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul - UFMS. Campo Grande, MS

Referências

ALBUQUERQUE, U. P.; RAMOS, M. A.; FERREIRA-JUNIOR, W. S.; MEDEIROS, P. M. Ethnobotany for beginners. Suiça: Switzerland: Springer Nature, 2017.

ARENAS, P.; AZORERO, M. Plants used as means of abortion, contraception, sterilization and fecundation by Paraguayan indigenous people. Economic Botany, New York, v. 31. n. 3, p. 302-306, 1977.

BENITES, M.; MAMEDE, S.; CENTENO, C. V.; ALVES, G. L. Porto Murtinho, Mato Grosso do Sul e a Rota Bioceânica: caminhos possíveis para sustentabilidade socioambiental. Interações, Campo Grande, v. 20, n. especial, p. 267-284, 2019.

BORTOLOTTO, I. M.; SELEME, E. P.; ARAÚJO, I. P. P.; MOURA, S. S.; SARTORI, A. L. B. Conhecimento local sobre plantas alimentícias nativas no Chaco brasileiro. Oecologia Australis, Rio de Janeiro, v. 23, n. 4, p. 764-775, 2019.

BOUNE, M. V. S.; ELEMINE, B. O.; LEPITRE, T.; HADOU, A. O.; et al. Development of SECheM concept for isolation and chemical modification of gossypol directly from Cienfuegosia digitata. Phytochemical Analysis, v. 28, n. 5, p, 410-415, 2017.

CARVALHO, F. S.; SARTORI, A. L. B. Reproductive phenology and seed dispersal syndromes of woody species in the Brazilian Chaco. Journal of Vegetation Science, v. 26, n. 2, p. 302-311, 2014.

CORDEIRO, J. M. P.; FÉLIX, L. P. Conhecimento botânico medicinal sobre espécies vegetais nativas da Caatinga e plantas espontâneas no agreste da Paraíba, Brasil. Rev. Bras. Pl. Med., Campinas, v. 16, n. 3 (supl. I), p. 685-692, 2014.

FERREIRA, M. L.; CASTILHO, M. A.; OLIVEIRA, E. M. Brasil, Paraguai, Argentina e Chile/Rota Bioceânica: relações culturais no território vivido. Interações, Campo Grande, v. 20, n. especial, p. 69-89, 2019.

FRANCO, E. A. P.; BARROS, R. F. M. Uso e diversidade de plantas medicinais no Quilombo Olho D’água dos Pires, Esperantina, Piauí. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 8., n. 3, p. 78-88, 2006.

FREITAS, T. G.; SOUZA, C. S.; AOKI, C.; ARAKAKI, L. M. M.; STEFANELLO, T. H.; SARTORI, A. L. B.; SIGRIST, M. R. Flora of Brazilian humid Chaco: Composition and reproductive phenology. Check List, v. 9, n. 5, p. 973-979, 2013.

FRYXELL, P. A. The interpretation of disjunct distributions. Taxon, v. 16., n. 4, p. 316-324, 1967.

GADELHA, I. C. N.; RANGEL, A. H.; SILVA, A. R.; SOTO-BLANCO, B. Efeitos do gossipol na reprodução animal. Acta Veterinaria Brasilica, v. 5, n. 2, p. 129-135, 2011.

GIRALDI, M.; HANAZAKI, N. Uso e conhecimento tradicional de plantas medicinais no Sertão do Ribeirão, Florianópolis, SC, Brasil. Acta Botanica Brasilica, v. 24., n. 2, p. 395-406, 2010.

GOBBO-NETO, L.; LOPES, N. P. Plantas medicinais: fatores de influência no conteúdo de metabólitos secundários. Química nova, v. 30., n. 2, p. 374-381, 2007.

GUARIM-NETO, G.; MORAIS, R. G. Recursos medicinais de espécies do Cerrado de Mato Grosso: um estudo bibliográfico. Acta bot. bras., v. 17., n. 4, p. 561-584, 2003.

JESUS, N. Z. T. D.; LIMA, J. C. D. S.; SILVA, R. M. D.; ESPINOSA, M. M.; MARTINS, D. T. D. O. Levantamento etnobotânico de plantas popularmente utilizadas como antiúlceras e antiinflamatórias pela comunidade de Pirizal, Nossa Senhora do Livramento-MT, Brasil. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 19, n. 1, p. 130-139, 2009.

JONES, R. W. Evolution of the host plant associations of the Anthonomus grandis species group (Coleoptera: Curculionidae): phylogenetic tests of various hypotheses. Annals of the Entomological Society of America, v. 94, n. 1, p. 51-58, 2001.

KONATÉ, K.; OUÉDRAOGO, M.; OUATTARA, M. B.; DIBALA, I. C.; MAVOUNGOU, J. F.; LEPENGUE, A. N., SOUZA, A.; BATCHI, B. M.; NACOULMA, O. G. Hepatoprotective activity of aqueous acetone extract from Cienfuegosia digitata Cav. (Malvaceae) against alcohol hepatotoxicity in albinos Wistar Rats. Research Journal of Applied Sciences, Engineering and Technology, v. 4., n. 12, p. 1637-1641, 2012a.

KONATÉ, K.; MAVOUNGOU, J. F.; LEPENGUÉ, A. N.; AWORET-SAMSENY, R. R.; HILOU, A.; SOUZA, A.; MAMOUDOU, H. D.; M’BATCHI B. Antibacterial activity against β-lactamase producing Methicillin and Ampicillin-resistants Staphylococcus aureus: fractional Inhibitory Concentration Index (FICI) determination. Annals of clinical microbiology and antimicrobials, v. 11, n. 1, p. 1-12, 2012b.

KRAPOVICKAS, A. Las species Austroamericanas del género Cienfuegosia CAV. (Malvaceae-Gossypieae). Bonplandia, Corrientes, v. 12, n. 1-4, p. 5-47, 2003.

KUMAR, D.; KUMAR, A.; PRAKASH, Potential antifertility agents from plants: A comprehensive review. Journal of Ethnopharmacology, v. 140, n. 1, p. 1-32, 2012.

LANTERI, A. A.; CONFALONIERI, V. A.; SCATAGLINI, M. A. El picudo del algodonero en la Argentina: principales resultados e implicancias de los estudios moleculares. Revista de la Sociedad Entomológica Argentina, v. 62, n. 3-4, p. 1-15, 2003.

LEFF, E. Ecologia, capital e cultura: a territorialização da racionalidade ambiental. Petrópolis: Vozes, 2009.

LEWICKI, P. P. Water as the determinant of food engineering properties. A review. J. Food Eng., v. 61, p. 483-495, 2004.

LIMA, R. A.; MAGALHÃES, S. A.; SANTOS, M. R. A. Levantamento etnobotânico de plantas medicinais utilizadas na cidade de Vilhena, Rondônia. Revista Pesquisa & Criação, v. 10, n. 2, p. 165-179, 2011.

MACIEL, M. A. M.; PINTO, A. C.; VEIGA-JUNIOR, V. F. Plantas medicinais: a necessidade de estudos multidisciplinares. Quim. Nova, v. 25, n. 3, p. 429-438, 2002.

MARTINELLI, G.; MORAES, M. A. Livro vermelho da flora do Brasil. Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2013.

MARTÍNEZ, G. J. Use of medicinal plants in the treatment of waterborne diseases in a Toba (qom) community of the “Impenetrable” (Chaco, Argentina): an ethnoecological and sanitary perspective. Bonplandia, v. 20, n. 2, p. 329-352, 2011.

MATOS, J. F. A. Introdução a fitoquímica experimental. Fortaleza: UFC. 2009

MERELES, M. F. Una aproximación al conocimiento de las formaciones vegetales del Chaco Boreal, Paraguay. Rojasiana, Asunción, v. 6, n. 2, p. 5-48, 2005.

MESSIAS, M. C. T. B.; MENEGATTO, M. F.; PRADO, A. C. C.; SANTOS, B. R.; GUIMARÃES, M. F. M. Uso popular de plantas medicinais e perfil socioeconômico dos usuários: um estudo em área urbana em Ouro Preto, MG, Brasil. Rev. Bras. Pl. Med., v. 17, n. 1, p. 76-104, 2015.

MIN, S.; SASTRY, S. K.; BALASUBRAMANIAM, V. M. In situ electrical conductivity measurement of select liquid foods under hydrostatic pressure to 800 MPa. Journal of food engineering, v. 82, n.4, p. 489-497, 2007.

MOREIRA, R. D. C. T.; COSTA, L. C. D. B.; COSTA, R. C. S.; ROCHA, E. A. Abordagem etnobotânica acerca do uso de plantas medicinais na Vila Cachoeira, Ilhéus, Bahia, Brasil. Acta farmacêutica bonaerense, v. 21, n. 3, p. 205-211, 2002.

MOURA, S. S. Quintais como espaços para conservação no Chaco. 2016. 73f. Dissertação (Mestrado em Biologia Vegetal), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande.

NASCIMENTO, I. J. R.; JESUS, H. S.; ALVIM, H. G. O. Uso dos taninos provenientes do barbatimão para cicatrização de ferimentos. Revista JRG De Estudos Acadêmicos, Brasília, v. 4, n. 8, p. 201-212, 2021.

OLIVEIRA, F. C. D.; ALBUQUERQUE, U. P. D.; FONSECA-KRUEL, V. S. D.; HANAZAKI, N. Avanços nas pesquisas etnobotânicas no Brasil. Acta Botanica Brasilica, v. 23, n. 2, p. 590-605, 2009.

PANDEY, A. K.; TRIPATHI, Y. C. Ethnobotany and its relevance in contemporary research. Journal of Medicinal Plants Studies, Delhi, v. 5, n. 3, p. 123-129, 2017.

PARDO-DE-SANTAYANA, M; MACÍA, M. J. The benefits of traditional knowledge. Nature, v. 518, 487-488, 2015.

PEIXOTO-SOBRINHO, T. J. S.; SILVA, C. H. T. P.; NASCIMENTO, J. E.; MONTEIRO, J. M.; ALBUQUERQUE, U.P. AMORIM, E. L. C.; Validação de metodologia espectrofotométrica para quantificação dos flavonóides de Bauhinia cheilantha (Bongard) Steudel. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, v. 44, p. 683-689, 2008.

PENNINGTON, R. T.; PRADO, D. E.; PENDRY, C. A. Neotropical seasonally dry forests and quarternary vegetation changes. Journal of Biogeography, v. 27, n. 2, p. 261-273, 2000.

POTT, A.; POTT, V. J. Plantas do Pantanal. Corumbá: Embrapa-SPI. 1994.

RIBEIRO, D. A.; MACÊDO, D. G.; OLIVEIRA, L. G. S.; SARAIVA, M. E.; OLIVEIRA, S. F.; SOUZA, M. M. A.; MENEZES, I. R. A. Potencial terapêutico e uso de plantas medicinais em uma área de Caatinga no estado do Ceará, nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 16, n. 4, p. 912-930, 2014.

RODRIGUES, V. E. G.; CARVALHO, D. D. Levantamento etnobotânico de plantas medicinais no domínio do cerrado na região do Alto Rio Grande-Minas Gerais. Ciência e Agrotecnologia, v. 25, n. 1, p. 102-123, 2001.

SALOMÃO, A. K. D.; POTT, A.; SARTORI, A. L. B.; ASSUNÇÃO, V. A. Espécies herbáceo-arbustivas do Chaco brasileiro e uso potencial. Rev. Bras. de Agroecologia, Recife, v. 4, n. 2, p. 2238-2241, 2009.

SCARPA, G. F.; ANCONATANI, L. M. Etnobotánica histórica de las misiones franciscanas del este de Formosa II: identificación y análisis de datos inéditos y reelaboración integral de fuentes ya publicadas a partir de hallazgos documentales. Dominguezia, v. 33, n. 2, p. 37-79, 2017.

SCHMID, K. M.; PATTERSON, G. W. Distribution of cyclopropenoid fatty acids in malvaceous plant parts. Phytochemistry, v. 27, n. 9, p. 2831-2834, 1988.

SHAHIDI, F.; JANITHA, P. K.; WANASUNDARA, P. D. Phenolic antioxidants. Critical reviews in food science & nutrition, v. 32. n.1, p. 67-103, 1992.

SIBBr. Sistema de informação sobre a biodiversidade brasileira. Lista de Ameaça de Flora e Fauna do Estado do Rio Grande do Sul. Avaliação de 2014. Disponível em https://specieslist.sibbr.gov.br/speciesListItem/list/drt1572898055708?q=DRUMMONDII. Acesso em 2 mai. 2021.

SILVA, M. P.; MAURO, R. A.; ABDON, M.; SILVA, J. S. V. Estado de Conservação do Chaco (Savana Estépica) brasileiro. In: SIMPÓSIO NACIONAL CERRADO, 9.; SIMPÓSIO INTERNACIONAL SAVANAS TROPICAIS, 2., Brasília, 2-17 out. 2008. Anais eletrônicos […] Brasília: Embrapa Cerrados, 2008. Disponível em: http://simposio.cpac.embrapa.br/simposio%20em%20pc210%20(Pc210)/trabalhos_pdf/00789_trab1_ap.pdf. Acesso em 2 mar. 2021.

SIMÕES, C. M. O. et al. Farmacognosia: da planta ao medicamento. 6. ed. Porto Alegre: Editora UFRGS; Florianópolis: Editora UFSC, 2010.

SOUSA, C. M.; SILVA, H. R. E.; VIEIRA-JR, G. M.; AYRES, M. C. C.; COSTA, C.L.S.; ARAÚJO, D. S. Fenóis totais e atividade antioxidante de cinco plantas medicinais. Química Nova, v. 30. p. 351-355, 2007.

THOMPSON, A. C.; HANNY, B. W.; HEDIN, P. A.; GUELDNER, R. C. Phytochemical studies in the family Malvaceae. I. Comparison of essential oils of six species by gas‐liquid chromatography. American Journal of Botany, vol, 58, n. 9, p. 803-807, 1971.

VENKATESAN, G. K.; KUPPUSAMY, A.; DEVARAJAN, S.; KUMAR, A. K. K. Review on medicinal potential of alkaloids and saponins. Pharamacologyonline, v. 1, p. 1-20, 2019.

VOGT, C. Composición de la Flora Vascular del Chaco Boreal, Paraguay III. Dycotiledoneae: Gesneriaceae-Zygophyllaceae. Steviana, Asunción, v. 5, p. 5-40, 2013.

WORKMAN-JUNIOR, J. J. Infrared and Raman spectroscopy in paper and pulp analysis. Applied Spectroscopy Reviews, v. 36, n. 2-3, p. 139-168, 2001.

Publicado
2021-12-14
Como Citar
Benites, M., Mamede, S., Matias, R., & Albuquerque de Vargas, I. (2021). Guaicuru caá, Cienfuegosia drummondii (A. Gray) Lewton, planta de uso medicinal no Chaco brasileiro: saberes na Rota Bioceânica. Interações (Campo Grande), 22(4), 1367-1383. https://doi.org/10.20435/inter.v22i4.3447