Perfil da produção agrícola para autoconsumo em territórios rurais de Mato Grosso do Sul

  • Daniel Jeffery Contini
  • Dario de Oliveira Lima-Filho
  • Leonardo de Oliveira Dresch
Palavras-chave: Agricultura Familiar. Produção Autoconsumo. Segurança Alimentar Nutricional.

Resumo

O objetivo deste artigo é caracterizar o perfil da produção agrícola para autoconsumo em territórios selecionados de Mato Grosso do Sul, relacionando o impacto desta produção com a Segurança Alimentar e Nutricional nas comunidades locais. Para tanto, foram utilizados dados de 206 questionários aplicados em famíliasde 20 municípios, entre fevereiro e março de 2010. Os resultados revelaram a existência predominante nas regiões pesquisadas da produção de mandioca, leite, banana, galinha e gado de corte.

Referências

BATISTA FILHO, M. Da fome à segurança alimentar: retrospecto e visão prospectiva. Cadernos de Saúde Pública, v. 19, n. 4, p. 35, 2003.

BELIK, W. Perspectivas para segurança alimentar e nutricional no Brasil. Revista Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 12-20, jan./jun. 2003.

BERTASSO, B.F. Consumo alimentar dos brasileiros metropolitanos. In: SILVEIRA, F.G.; SERVO, L.M.; MENEZES, T.; PIOLA, S.F. Gasto e consumo das famílias brasileiras contemporâneas. Brasília: IPEA, 2006. v. 1.

BUAINAIN, A.M.; ROMEIRO, A.R.; GUANZIROLI, C. Agricultura familiar e o novo mundo rural. Sociologias, Porto Alegre, n. 10, 2003. Disponível em . Acesso em: 1º dez. 2010.

CASTRO, L.de F.C.de; GOMES, J.M.A. Atividades agrícolas no Assentamento Iracema (PI) e suas repercussões sobre o meio ambiente. Interações, Campo Grande, v. 8, n. 1, mar. 2007. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext &pid=S1518-70122007000100007& lng= pt&nrm=iso>. Acesso em: 21 nov. 2010. CHAYANOV, A. La organización de la unidad económica campesina. Buenos Aires: Nueva Vision, 1974. 342p.

COLLIS, J.; HUSSEY, R. Pesquisa em Administração. 2. ed. São Paulo: Bookman, 2005. FINATTO, R.A.; SALAMONI, G. Agricultura familiar e agroecologia: perfi l da produção de base agroecológica do município de Pelotas/RS. Sociedade & Natureza [Online], Uberlândia, v. 20, n. 2, dez. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S1982-45132008000200012&lng= pt&nrm=iso>. Acesso em: 18 nov. 2010.

GAZOLA, M. Agricultura familiar, segurança alimentar e políticas públicas: uma análise a partir da produção para autoconsumo no território do Alto Uruguai/RS. 2004. 287p. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Rural) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004. GRISA, C.; SCHNEIDER, S. “Plantar pro gasto”: a importância do autoconsumo entre famílias de agricultores do Rio Grande do Sul. Revista Economia e Sociologia Rural, Brasília, v. 46, n. 2, jun. 2008. Disponível em . Acesso em: 21 nov. 2010.

GROSS, R. et al. The four dimensions of food and nutrition security: defi nitions and concepts. 2000. Disponível em: <http://www.foodsec.org/DL/course/shortcourse- FA/en/pdf/P-01_RG_Concept.pdf>. Acesso em: 22 out. 2010. GUANZIROLI, C.E. et al. Agricultura familiar e reforma agrária no século XXI. Rio de Janeiro: Garamond, 2001.

HOFFMAN, R. Pobreza, insegurança alimentar e desnutrição no Brasil. Revistas Estudos Avançados, São Paulo, v. 9, n. 24, p. 159-172, 1995.

INSTITUTO Brasileiro de Geografi a e Estatística (IBGE). Censo Demográfi co 2010. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2011. IBGE e Conab: safra de grãos 2011 baterá recorde nacional. Brasil247. 6 jul. 2011. Disponível em: . Acesso em: 9 ago. 2011.

MAXWELL, S.; FRANKENBERGER, T. Household food security: Concepts, indicators, measurementes: A techinical review. Rome: IFAD/UNICEF, 1992. MERCADANTE, A. Construindo estratégias para combater a desigualdade social: uma perspectiva socioeconômica. In: WERTHEIN, J.; NOLETO, M.J. Pobreza e desigualdade no Brasil. Traçando caminhos para a inclusão social. Brasília: UNESCO, 2003. p. 37-51.

MORETTIN, P.A.; OLIVEIRA, W. Estatística básica. 5. Ed. São Paulo: Saraiva, 2006. ORTEGA, A.C. Desenvolvimento territorial rural no Brasil: limites e potencialidades dos CONSADs. Revista de Economia e Sociologia Rural, Rio de Janeiro, v. 45, n. 2, p. 275-300, 2007.

PESSANHA, L.D.R. Pobreza, segurança alimentar e políticas públicas: contribuição ao debate brasileiro. Texto apresentado no Seminário “Sistemas Locais de Segurança Alimentar” realizado no Instituto de Economia da Unicamp em novembro de 2002. 1: Estimativa de Beneficiários de Programas de Combate à Fome, 2001.

SILVA, O.H.da. Alguns comentários sobre o destino do campesinato em Marx. Revista Economia Rural, Brasília, v. 24, n. 1, p. 101-116, 1986.

United Nations System Standing Committee on Nutrition (SCN). 5th report on the world nutrition situation. Nutrition for improved development outcomes. Geneva: SCN, 2004.

WEINGÄRTNER, L. Food and nutrition security: assessment instruments and intervention strategies, 2004. Disponível em: <http://www.foodsec.org/tr/fns/ BP_I_Concept_Defi nitions.pdf>. Acesso em: 22 out. 2010.

WOLF, E. Sociedades camponesas. Curso de Antropologia Moderna. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1976. 147p.

Publicado
2016-02-11