Diversidade de usos etnobotânicos da flora nativa açoriana. Madeiras, jogos, simbolismo e ornamentação

  • Mauro Ponte Universidade dos Açores Centro de Biotecnologia dos Açores (CBA). Rua Capitão João d'Ávila - Pico da Urze 9700-042 Angra do Heroísmo (Ilha Terceira, Açores, Portugal) Tel: +351295402200 Fax:+351295402205
  • Eduardo Dias Universidade dos Açores Centro de Biotecnologia dos Açores (CBA). Rua Capitão João d'Ávila - Pico da Urze 9700-042 Angra do Heroísmo (Ilha Terceira, Açores, Portugal) Tel: +351295402200 Fax:+351295402205
Palavras-chave: etnobotânica, flora, usos.

Resumo

Este estudo teve como finalidade a recolha e sistematização de dados etnobotânicos referentes às relações desenvolvidas entre o povo insular Açoriano e a flora nativa. O método de recolha de informação assentou em dois modelos de entrevistas, a entrevista informal e a entrevista estruturada. Algumas das plantas citadas pelos entrevistados já ostentavam utilizações descritas na literatura. Todavia verificou-se que, em 54 utilizações referidas, distribuídas por 4 classes de uso, 25 são citações novas, das quais 7 são atuais e 18 pertencentes a um passado recente, abrangendo um total de 13 espécies.

Referências

ALEXIADES, Miguel N. Collecting ethnobotanical data: an introduction to basic concepts and techniques. In: ALEXIADES, Miguel N. (Ed.) Selected Guidelines for ethnobotanical research: a field manual [53-94]. New York: New York Botanical Gardens Press, 1996.

BALICK, Michael J.; COX, Paul A. Plants, people and culture – the science of ethnobotany. Scientific American Library, W. H. New York: Freeman Publishers, 1996.

BERNARD, Russel H. Research Methods in Cultural Anthropology. California, Newbury Park: Sage, 1988.

CAMERON, John. The Gaelic Names of Plants. Edinburgh: William Blackwood and Sons, 1883.

CARVALHO, Luís. M. Estudos de etnobotânica e botânica económica no Alentejo. 2006. Dissertação (Doutorado em Biologia, Sistemática e Morfologia) - Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, Coimbra, 2006.

DIAS, Eduardo. Açores. In: Árvores e florestas de Portugal. A chegada dos portugueses às ilhas - o antes e o depois. Lisboa: Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento e Liga para a Protecção da Natureza, 2007. p. 137-164.

DIAS, Eduardo; MENDES, Cândida; MELO, Cecília; BETTENCOURT, Maria. J. BARCELOS, Paulo. Lista de Referência da flora dos açores. Editor: Herbário da Universidade dos Açores (AZU). Departamento de Ciências Agrárias. Angra do Heroísmo: AZU, 2010.

FRUTUOSO, Gaspar. Saudades da Terra. Ponta Delgada: Instituto Cultural de Ponta Delgada, 1998. (Livro VI).

GASPAR, Jorge. As regiões Portuguesas. Lisboa: Direcção-Geral do Desenvolvimento Regional, 1993.

HARSHBERGER, William. The purposes of ethno-botany: the american antiquarian. In: BALICK, Michael J.; COX, Paul A. Plants, people and culture – the science of ethnobotany. Scientific American Library. New York: W. H. Freeman Publishers, 1996.

MAC COITIR, Niall; LANGRISHE, Grania. Irish wild plants – myths, legends and folklore. Ireland: [s.l.], 2006.

MARTINS, Francisco E. Ambientes açorianos da época dos descobrimentos à das viagens e emigração. Ponta Delgada: Signo, 1992.

MENDIOLA, Maria A. Etnobotânica. E.T.S.I.A. Universidade Politécnica de Madrid, 2005. (Apresentação em Power Point).

NABHAN, Gary P. Gathering the Desert. Tucson: University of Arizona Press, 1985.

RAMOS, Accurcio G. Archipelago dos Açores - História Natural. 2. ed. rev. Lisboa: Typografia Universal, 1871.

RIBEIRO, Luís S. Subsídios para um ensaio sobre a açorianidade. Angra do Heroísmo: Instituto Açoriano de Cultura, 1964.

SHÄFER, Hanno. Flora of the azores: a field guide. 2. ed. ampl. Weikersheim: Margraf Publishers, 2005.

WHYTE, William F. Interviewing in Field Research. In: BURGESS, Robert G. (Ed.). Field research: a sourcebook and field manual. London: George Allen & Unwin, 1982. p. 111-122.

WICKENS, Gerald E. Economic Botany - Principles and Practices. Dordrecht Nederland: Kluwer Academic Press, 2001.

Publicado
2016-12-18