A fundação do curso de Serviço Social em universidades públicas federais no Rio Grande do Sul: contradições, possibilidades e desafios ao desenvolvimento local-regional

Palavras-chave: Serviço Social, assistente social, universidade pública, Reuni

Resumo

Este artigo intenciona refletir sobre a criação dos primeiros cursos de graduação em Serviço Social nas universidades federais gaúchas do interior do Rio Grande do Sul, mais especificamente na Universidade Federal do Pampa (Unipampa/Campus São Borja), primeiro curso público, federal e gratuito no interior do estado gaúcho na área de Serviço Social, e na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), terceiro curso fundado. O artigo também aborda as possibilidades da expansão dos cursos superiores em Serviço Social nas universidades gaúchas, no que tange ao desenvolvimento local-regional, trazendo, além disso, suas contradições e desafios ao modo como tais cursos foram sendo implantados.

Biografia do Autor

Cristina Kologeski Fraga, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Pós-doutoranda de Serviço Social pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) da Universidade de Coimbra, Portugal. Professora associada do Curso de Serviço Social da Universidade Federal de Santa Maria, líder do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Violência e Serviço Social (Nepevis).

 

Fabio Jardel Gaviraghi, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Pós-doutorando em Serviço Social pela Universidade de Coimbra, Portugal. Doutor em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí). Mestre em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Graduado em Serviço Social pela Unijuí. Docente, com dedicação exclusiva, no Departamento de Serviço Social na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Tem experiência na área de Serviço Social com ênfase nas seguintes áreas: Trabalho, Questão Social, Educação, Incubadoras Sociais, Refugiados e Políticas Sociais. Líder do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Políticas Sociais, Trabalho e Questão Social (NEPEPSTQS).

Cristina Pinto Albuquerque, Universidade de Coimbra (Portugal)

Professora auxiliar da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, investigadora integrada do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20) da Universidade de Coimbra. Exerce atualmente a função de Vice-reitora da Universidade de Coimbra. Professora orientadora de Pós-Doutoramento.

Clara Cruz Santos, Universidade de Coimbra (Portugal)

Assistente Social. Professora de Serviço Social, coordenadora do Mestrado em Intervenção Social, Inovação e Empreendedorismo, membra associada do Observatório de Intervenção Social e Cidadania e professora orientadora de Pós-Doutoramento.

Referências

AGUIAR, Antônio Geraldo de. Serviço Social e Filosofia: das origens a Araxá. São Paulo: Cortez: UNIMEP, 1982.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO E PESQUISA E SERVIÇO SOCIAL (ABEPSS). Proposta Básica para o Projeto de Formação Profissional. 1996. Disponível em: http://www.abepss.org.br/arquivos/textos/documento_201603311138166377210.pdf. Acesso em: 6 jul. 2020.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 6 jul. 2020.

BULLA, Leonia Capaverde. Origens e profissionalização do Serviço Social no Brasil. In: FLINCKINGER, Hans-Georg (Org.). Entre caridade, solidariedade e cidadania: história comparativa do Serviço Social Brasil/Alemanha. Porto Alegre: Edipucrs, 2000.

CHAUÍ. Marilena. A universidade pública sob nova perspectiva. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 24, p. 5-15, set./dez. 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-24782003000300002&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 6 jul. 2020.

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL (CFESS). Código de Ética Profissional. Resolução CFESS n. 273/93, de 13 de março de 1993. Institui o Código de Ética Profissional dos Assistentes Sociais e dá outras providências. Brasília, março 1993.

DALLA NORA, Helenice Aparecida D. A gênese do Serviço Social no Brasil: trajetória histórica da formação profissional. Revista Temas Sociais em Expressão, Frederico Westphalen, RS, v. 1, n. 1, p. 45-55, 2002.

ENCONTRO DE PRÓ-REITORES DE EXTENSÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS (FORPROEX). Conceito de extensão, institucionalização e financiamento. Brasília, 1987. Disponível em: https://www2.unifap.br/dex/files/2015/04/1987-I-Encontro-Nacional-do-FORPROEX.pdf. Acesso em: 12 jun. 2016.

FALEIROS, Vicente de Paula. Reconceituação no Brasil: uma questão em movimento? São Paulo: Cortez, 2004.

FALEIROS, Vicente de Paula. Estratégias em Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1997.

FRAGA, Cristina Kologeski; OLIVEIRA, Ana Flávia Roatt de; SEBASTIANY, Mariana Marques. Perfil socioeconômico das/os estudantes de Serviço Social da Universidade Federal de Santa Maria. Revista Sociais & Humanas, Santa Maria, RS, v. 31, n. 2, p. 214-36, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/sociaisehumanas/article/view/31480/pdf. Acesso em: 30 maio de 2019.

FRANTZ, Walter. Reflexões sobre universidade. In: ANDRADE, Elisabete; ANDRIOLI, Liria Ângela; FRANTZ, Walter (Org.). Educação no contexto da globalização: reflexões a partir de diferentes olhares. Ijuí, RS: Ed. Unijuí, 2013.

FRANTZ, Walter. Desafios à Universidade no espaço das práticas sociais. In: BARCELOS, Eronita Silva; RASIA, Pedro Carlos; SILVA, Enio Waldir da (Org.). Economia solidária: sistematizando experiências. Ijuí, RS: Editora Unijuí, 2010.

GARCIA, Maria Lúcia T.; FERNANDEZ, Cristiane B. Graduação e pós-graduação em serviço social no Brasil. Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 262-75, ago./dez. 2018. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/article/view/30253/17730. Acesso em: 4 ago. 2019.

IAMAMOTO, Marilda Villela. O Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. 22. ed. São Paulo: Cortez, 2014a.

IAMAMOTO, Marilda Villela. A formação acadêmico-profissional no serviço social brasileiro. Revista Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 120, p. 608-39, out./dez. 2014b. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0101-6628.001. Acesso em: 10 ago. 2019.

NETTO, José Paulo. Reconceituação do Serviço Social: 40 anos. Revista Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 84, ano XXVI, nov. 2005.

RISTOFF, Dilvo. O novo perfil do campus brasileiro: uma análise do perfil socioeconômico do estudante de graduação. Revista Avaliação (Campinas), Sorocaba, SP, v. 19, n. 3, p. 723-47, nov. 2014.

VILLAR, Véra Lúcia Carvalho. Formação em Serviço Social: a implantação do curso em universidades públicas federais do Rio Grande do Sul. 2015. 230. f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Faculdade de Serviço Social, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Porto Alegre, 2015.

Publicado
2020-09-16