Eficiência dos municípios de Mato Grosso do Sul: uma abordagem baseada em fronteira determinística

Palavras-chave: DEA, eficiência, recursos públicos, desenvolvimento

Resumo

O presente artigo objetivou investigar a eficiência nos gastos públicos dos municípios do estado de Mato Grosso do Sul − Brasil, compreendendo o período entre 2005 e 2016. Para a realização das análises, foram consideradas as variáveis: gastos com administração, saúde, educação, Produto Interno Bruto per capita (PIBpc), a população municipal e o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal. O método de cálculo da eficiência utilizado foi a Análise Envoltória de Dados (DEA). Os resultados empíricos mostraram eficiências variadas entre os municípios, dentro do período proposto, e foram apontadas no mapa as eficiências médias municipais, que mostraram sete municípios na faixa I; 15 municípios na faixa II; 17 municípios na faixa III; e 16 municípios na faixa IV. A partir desses resultados, não podemos afirmar que um nível maior de eficiência pode levar a um aumento ou diminuição do Índice Firjan de Desenvolvimento, concluindo que há, em média, ineficiência na gestão dos recursos públicos, e esses não garantem resultados na melhoria da renda, longevidade e educação dos sul-mato-grossenses.

Biografia do Autor

Antonio Carlos Cantero Dorsa, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Mestre em Desenvolvimento Local, Pós-Graduado Lato Sensu MBA Executivo em Gestão Empresarial e graduado em Administração Pública, todos pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Participante do Grupo de Pesquisa Science with R (SWR). Monitor Extensionista Peiex − 2019.

José Carlos Taveira, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Doutor em Desenvolvimento Local pela Universidad Complutense de Madrid, Espanha, diploma revalidado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestre em Matemática − Estatística pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp). Especialista em Matemática pela Faculdade Auxilium de Lins, SP. Graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Graduado em Matemática pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Graduação em Pedagogia pelas Faculdades Unidas Católica de Mato Grosso (FUCMT). Professor na Graduação e professor colaborador do Programa de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) em Desenvolvimento Local (PPGDL) da UCDB.

Mariana Souza Pereira, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Sustentabilidade Agropecuária (PPGCASA) da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Graduada em Engenharia Sanitária e Ambiental pela UCDB.

Frederico Kochhann Santos, Faculdade Estácio de Sá

Mestre em Desenvolvimento Local pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Graduado em Publicidade e Propaganda pela Universidade Anhanguera-Uniderp. Docente, coordenador de curso de graduação e coordenador de pós-graduação da Faculdade Estácio de Sá (MS). Tem experiência na área de Comunicação Social, com ênfase em Publicidade e Propaganda, Jornalismo e Administração.

Reginaldo Brito Costa, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Doutor em Ciências Florestais pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Mestre em Ciências Florestais pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP). Graduado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Professor titular da Universidade Católica Dom Bosco. Tem experiência na área de Genética, com ênfase em Genética Quantitativa, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento local, melhoramento genético, ganho genético, parâmetros genéticos.

Referências

BAPTISTA, L. T. D.; PEREIRA, C. H.; SONAGLIO, C. M. Dinâmica do setor turístico em Ponta Porã-MS, Brasil. RITUR-Revista Iberoamericana de Turismo, v. 6, n. 2, p. 118-37, 2016.

BANKER, R.; CHARNES, A.; COOPER, W. W. Some models for estimating technical and scale inefficiencies in data envelopment analysis. Management Science, [S. l.], v. 30, n. 9, p. 1078-92, set. 1984.

BEGNINI, S.; TOSTA, H. T. A eficiência dos gastos públicos com a educação fundamental no Brasil: uma aplicação da análise envoltória de dados (DEA). Revista Economia & Gestão, v. 17, n. 46, p. 43-59, 2017.

CASTELÃO, R. A.; SOUZA, C. C.; FRAINER, D. M. Nível de desenvolvimento sustentável dos municípios de Mato Grosso do Sul. Revista GeoPantanal, Corumbá, MS, v. 11, n. 20, p. 93-104, jan./jun. 2016.

CATELLI, A.; SANTOS, E. S. Mensurando a criação de valor na gestão pública. Revista de Administração Pública – RAP, Rio de Janeiro, v. 38, n. 3, p. 423-49, maio/jun. 2004.

CHARNES, A.; COOPER, W. W.; RHODES, E. Measuring the efficiency of decision making units. European journal of operational research, [S. l.], v. 2, n. 6, p. 429-44, nov. 1978.

COSTA, L. A.; HUPPES, C. M.; SOPRANE, G. A.; MACHADO, E. A. Comportamento da receita pública: uma análise dos recursos a disposição das mesorregiões formadas pelos municípios do Estado de Mato Grosso do Sul no ano de 2009. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, 20., 2013, Uberlândia. Anais [...]. Disponível em: https://anaiscbc.emnuvens.com.br/anais/article/viewFile/77/77. Acesso em: 24 jun. 2020.

DA SILVA, M. L.; PINTO, N. G. M.; CORNONEL, D. A.; SILVA, R. A. Análise da eficiência dos gastos públicos no Sistema Único de Saúde (SUS). Revista UNIFAMMA, v. 15, n. 2, 2016.

SILVA FILHO, G. M. DA; PEREIRA, T. R. L.; DANTAS, M. G. DA S.; ARAÚJO, A. O. Análise da eficiência nos gastos públicos com educação fundamental nos colégios militares do exército em 2014. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, v. 4, n. 1, p. 50-64, 2016.

FARRELL, M. The measurement of productive efficiency. Journal of the Royal Statistical Society. Series A (General), [S. l.], v. 120, n. 3, p. 253-90, 1957.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (FIRJAN). Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM): consulta ao índice. Rio de Janeiro: Firjan, 2018. Disponível em: https://www.firjan.com.br/ifdm/. Acesso em: 10 set. 2019.

FERRI, C. M.; PEREIRA, R. S.; VIEIRA, S. F. A.; VISENTIN, I. C. A eficiência na alocação dos recursos de escolas municipais de Luziânia/GO: um estudo a partir da Análise Envoltória de Dados (DEA). In: ANAIS DO CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS-ABC, 14., Florianópolis, SC, 15 a 17 de novembro de 2017. Curitiba: Associação Brasileira de Custos, 2017.

FRIO, G. S.; FOCHEZATTO, A.; TRIACA, L. M.; FINN, E. S.; BRAATZ, J. Eficiência na educação: uma análise por escola no Rio Grande do Sul utilizando o método DEA em dois estágios. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, Curitiba, v. 12, n. 1, jul. 2018.

GUEDES, L. Uma análise da eficiência na formação de alunos dos cursos de engenharia civil das instituições de ensino superior brasileiras. 2002. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) − Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

KAVESKI, I. D. S.; DEGENHART, L.; VOGT, M.; HEIN, N. A eficiência do atendimento nas Unidades de Saúde vinculadas ao SUS no sudoeste de Mato Grosso do Sul. Administração Pública e Gestão Social, Viçosa, MG, v. 7, n. 4, p. 197-205, out./dez. 2015.

LIMA, V. A. M. O.; SOUZA, C. C.; REIS NETO, J. F.; FRAINER, D. M. Análises das eficiências ambiental, econômica e social de assentamentos rurais em Mato Grosso do Sul (MS), através de análise envoltória de dados (DEA). Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais, [S. l.], v. 9, n. 4, p. 41-44, abr./maio 2018.

LIMA, V. A. M. O.; SOUZA, C. C.; REIS NETO, J. F.; LINS, R. S.; FRAINER, D. M. Análise da eficiência de pequenas propriedades rurais através do método da Análise Envoltória de Dados (DEA). Informe Gepec, Toledo, PR, v. 20, n. 2, p. 58-70, jul./dez. 2016.

MARINHO, A. Avaliação da eficiência técnica nos serviços de saúde nos municípios do Estado do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Economia, Rio de Janeiro, v. 57, n. 3, p. 515-34, jul./set. 2003.

MEDEIROS, R. V. V.; MARCOLINO, V. A. A Eficiência dos munícipios do Rio de Janeiro no setor de saúde: uma análise através da DEA e Regressão Logística. Revista Meta: Avaliação, v. 10, n. 28, p. 183-210, 2018.

MONTE, M. M.; LEOPOLDINO, C. B. Eficiência dos gastos municipais em educação no Ceará. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 11, n. 4, p. 44-55, 2017.

OLIVEIRA, B. G.; LIBONI, L. B. Proposta de indicador de eficiência da gestão pública municipal em promover desenvolvimento local. Interações, Campo Grande, MS, v. 20, n. 3, p. 815-838, jul./set. 2019.

PEREIRA, R. S.; VIEIRA, S. F. A.; MADKUR, F. N. A Eficiência na alocação dos recursos de escolas municipais de São José dos Pinhais/PR: um estudo a partir da análise envoltória de dados (DEA). Revista Interdisciplinar de Gestão Social, v. 7, n. 3, 2018.

PINTO, J. S.; COSTA, E. A.; FRAINER, D. M.; OLIVEIRA, A. K. M.; SOUZA, C. C. Eficiência econômica dos assentamentos rurais do pantanal sul. Raega − O Espaço Geográfico em Análise, Curitiba, v. 40, p. 8-22, ago. 2017.

PINTO, J. S.; FRAINER, D. M.; OLIVEIRA, A. K. M.; SOUZA, C. C. Diagnóstico e avaliação da eficiência da preservação do ambiente em Mato Grosso do Sul a partir da inclusão do pagamento de serviços ambientais. Desenvolvimento e Meio Ambiente, Curitiba, v. 35, p. 225-40, dez. 2015.

PRATA, B. A.; ARRUDA, J. B. F. Aplicação da análise envoltória de dados na avaliação de eficiência de municípios: o caso do Estado do Ceará. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PESQUISA OPERACIONAL, 39., 2007, Fortaleza. [Anais]. em: http://www.repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/12753/1/2007_eve_baprata_aplicacao.pdf. Acesso em: 24 jun. 2020.

RICHETTI, A. Fronteira de produção e eficiência econômica na cultura da soja no Mato Grosso do Sul. 2000. Dissertação (Mestrado em Administração Rural) − Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG, 2000.

IBGE. Sistema IBGE de Recuperação Automática - Sidra. Rio de Janeiro: IBGE, 2018 Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/Tabela/6579. Acesso em: 10 set. 2019.

SILVA, C. R. M.; CRISÓSTOMO, V. L. Gestão fiscal, eficiência da gestão pública e desenvolvimento socioeconômico dos municípios cearenses. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 53, n. 4, p. 791-801, jul./ago. 2019.

SOUSA, M. C. S.; STOŠIC, B. Technical e efficiency of the Brazilian municipalities: correcting nonparametric frontier measurements for outliers. Journal of Productivity Analysis, v. 24, n. 2, p. 157-81, 2005.

SOUZA, C.; SILVA, F. A.; DEBOLETO, G. A. G.; CARVALHO, L. M.; REIS NETO, J. F.; FRAINER, D. M.; LEMES, L. H. B. Eficiência técnica de pequenos produtores de soja da região de Dourados (MS). Revista Espacios, Caracas, Venezuela, v. 38, n. 26, jan. 2017.

TORRES, S.; PEREIRA, F. A. R.; SOUZA, C. C.; FERREIRA, M. B. Análise da eficiência da produção da piscicultura na região de Dourados-MS. Revista Espacios, Caracas, Venezuela, v. 38, n. 52, 2017.

VASCONCELOS, M. I. O.; FARIAS, Q. L. T.; NASCIMENTO, F. G.; CAVALCANTE, A. S. P.; MIRA, Q. L. M.; QUEIROZ, M. V. O.. Educação em saúde na atenção básica: uma análise das ações com hipertensos. Revista de APS, v. 20, n. 2, 2017.

Publicado
2020-09-16