Efeitos do crédito para o desenvolvimento econômico das regiões geográficas imediatas de Mato Grosso do Sul

Palavras-chave: Serviços Bancários, Sistema Financeiro, PIB per capita.

Resumo

Este estudo tem o objetivo de analisar o impacto dos serviços bancários e da estrutura do sistema financeiro para o desenvolvimento econômico das Regiões Geográficas Imediatas (RGI) de Mato do Grosso Sul (MS), no período entre 2002-2015. Analisaram-se a economia e o setor de crédito das doze RGI com dados em painel, e foram elaborados dois modelos quantitativos para examinar: o impacto dos produtos financeiros no desenvolvimento econômico; e a influência da estrutura do sistema financeiro como suporte para este desenvolvimento. Os resultados demonstraram que os efeitos do crédito são inconsistentes para o PIB per capita das regiões imediatas de MS.

Biografia do Autor

Lucas Mikael da Silva dos Santos, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)

Mestrando em Economia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Adriano Marcos Rodrigues Figueiredo, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Doutor em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Professor na Escola de Administração e Negócios na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (ESAN/UFMS).

Referências

ARESTIS, Philip; DEMETRIADES, Panicos. Financial development and economic growth: assessing the evidence. The Economic Journal, Oxford, v. 107, n. 442, p. 783-99, 1997.

ASEVEDO, Tayrone Roger Antunes. A territorialização da celulose-papel na microrregião de Três Lagoas/MS: sobre questão agrária, migrações e precarização das relações trabalho. In: ENCONTRO NACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA [ENGA], 21., mês, 2012, Uberlândia. Anais [...]. Uberlândia: UFU, 2012. p. 1-13.

ASSAF NETO, Alexandre. Finanças corporativas e valor. São Paulo: Atlas, 2005.

BANCO CENTRAL DO BRASIL [BCB]. ESTBAN - Estatística Bancária Mensal por município. BCB, [s.l.], [s.d.]. Disponível em: https://www4.bcb.gov.br/fis/cosif/estban.asp. Acesso em: 18 set. 2018.

BARBOSA FILHO, Fernando de Holanda. A crise econômica de 2014/2017. Estudos Avançados, São Paulo, v. 31, n. 89, p. 51-60, 2017.

CAVALCANTE, A.; CROCCO, M.; JAYME JR., F. G. Preferência pela liquidez, sistema bancário e disponibilidade de crédito regional. In: CROCCO, M; JAYME JR., F. G. (Orgs.). Moeda e território: uma interpretação da dinâmica brasileira. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. p. 295-315.

CLEMENTE, A.; KÜHL, M.R. Intermediação Financeira no Brasil: Influencia da Taxa de Captação sobre a Taxa de Aplicação. In: Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, 6., 2006.

CROCCO, Marco; NOGUEIRA, Mara; ANDRADE, Carla Michelle Coelho; DINIZ, Gustavo Figueiredo Campolina. O estudo do gap regional de crédito e seus determinantes, sob uma ótica pós-keynesiana. Revista Economia, Brasília, v. 12, n. 2, p. 281-307, maio/ago. 2011.

DIAS, Bruno Bonsanto; VIDEIRA, Sandra Lúcia. As corporações financeiras: uma análise do banco santander no Brasil (2006-2012). Boletim de Geografia, Maringá, v. 33, n. 3, p. 84-105, set./dez. 2015.

DRISCOLL, John C.; KRAAY, Aart C. Consistent Covariance Matrix Estimation with Spatially Dependent Panel Data. Review of Economics and Statistics, Cambridge, v. 80, n. 1, p. 549-60, 1998.

GAMA, Fábio Júnior Clemente; BASTOS, Suzana Quinet Andrade; HERMETO, Ana Maria. Moeda e crescimento: uma análise para os municípios brasileiros (2000 a 2010). Nova Economia, Belo Horizonte, v. 26, n. 2, p. 515-51, 2016.

GOLDSMITH, Raymond. The comparative study of economic growth and structure. Cambridge: National Bureau of Economic Research, 1959.

GONÇALVES, Antônio C. P. Crescimento econômico e setor financeiro no Brasil. Pesquisa e Planejamento Econômico, Rio de Janeiro, v. 10, n. 3, p. 755-90, dez. 1980.

HAYEK, Friedrich. Monetary theory and the trade cycle. New York: Harcourt, Brace & Company, 1933.

KING, Robert; LEVINE, Ross. Finance, entrepreneurship, and growth: theory and evidence. Journal of Monetary Economics, North-Holland, v. 32, n. 3, p. 513-42, 1993.

MARCOLINO, Luiz Cláudio; CARNEIRO, Ricardo. Sistema financeiro e desenvolvimento no Brasil: do Plano Real à crise financeira. São Paulo: Publisher Brasil/Editora Gráfica Atitude, 2010.

MATO GROSSO DO SUL (Estado). Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico [SEMADE]. Diagnóstico sócio econômico de Mato Grosso do Sul – 2015. Campo Grande, MS, 2017.

MATOS, Orlando Carneiro. Desenvolvimento do sistema financeiro e crescimento econômico no Brasil: evidências de causalidade. Trabalhos para Discussão do BACEN, Brasília, v. 1, n. 49, p. 1-64, set. 2002.

MCKINNON, Ronald. Money and capital in economic development. Washington: Brookings Institutions, 1973.

MISSO, Fabrício José; JAYME JR., Frederico Gonzaga; OLIVEIRA, Ana Maria Hermeto Camilo. Desenvolvimento financeiro e crescimento econômico: teoria e evidência empírica para as unidades federativas do Brasil (1995-2004). Análise Econômica, Porto Alegre, ano 33, n. 63, p. 191-227, mar. 2015.

NARDO, Aulo Pércio Vicente. Sistema Financeiro Brasileiro: a consolidação do sistema bancário a partir de 1994. A Economia em Revista, Curitiba, v. 21, n. 1, p. 67-82, jul. 2013.

PAGANO, Marco. Financial markets and growth: an overview. European Economic Review, Amsterdã, v. 37, n. 3, p. 613-22, 1993.

PAULA, Luiz Fernando; OREIRO, José Luis; BASILIO, Flávio. Estrutura do setor bancário e o ciclo recente de expansão do crédito: o papel dos bancos públicos federais. Nova Economia, Belo Horizonte, v. 23, n. 3, p. 473-520, set./dez. 2013.

PAULA, Luiz Fernando. Tamanho, dimensão e concentração do sistema bancário no contexto de alta e baixa inflação no Brasil. Nova Economia, Belo Horizonte, v. 8, n. 1, p. 87-116, jun./dez. 1998.

PIRES, Manoel Carlos de Castro. Crédito e crescimento econômico: evidências para os municípios brasileiros. In: ENCONTRO DE ECONOMIA DA REGIÃO SUL – ANPEC SUL, 2., 24 out. 2005, Porto Alegre. Anais [...]. Niterói: ANPEC, 2015.

RODRÍGUEZ-FUENTES, Carlos Javier. Credit availability and regional development. In: EUROPEAN REGIONAL SCIENCE ASSOCIATION, 36., 26 ago. 1996, Zurich. Anais [...]. Zurich: ETH, 1996.

ROSTOW, Walt Whitman. Etapas do Desenvolvimento Econômico. 5. ed. ampliada. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1974.

ROMERO, João Prates; JAYME JR., Frederico Gonzaga. Crédito, preferência pela liquidez e desenvolvimento regional: o papel dos bancos públicos e privados no sistema financeiro brasileiro (2001-06). Ensaios FEE, Porto Alegre, v. 34, n. 1, p. 253-86, jul. 2013.

SCHUMPETER, Joseph. Teoria do desenvolvimento econômico: uma investigação sobre lucros, capital, crédito, juro e o ciclo econômico. São Paulo: Nova Cultural, 1985.

SHAW, Edward Stone. Financial deepening in economic development. New York: Oxford University, 1973.

TOMAZZIA, Eduardo Cardeal; JESUS, Cleiton Silva de; GONÇALVES, Flávio de Oliveira. Dimensões do mercado de crédito e crescimento econômico municipal no Brasil. Revista Nexos Econômicos, Salvador, v. 7, n. 2, p .72- 98, dez. 2013.

TSURU, Kotaro. Finance and growth: some theoretical considerations and a review of the empirical literature. OECD Economics Department Working Papers, Paris, n. 228, p. 1-53, 2000.

Publicado
2021-09-15
Como Citar
Mikael da Silva dos Santos, L., & Figueiredo, A. M. R. (2021). Efeitos do crédito para o desenvolvimento econômico das regiões geográficas imediatas de Mato Grosso do Sul. Interações (Campo Grande), 22(2), 469-487. https://doi.org/10.20435/inter.v22i2.2766