Estruturas de governança em Arranjos Produtivos Locais

  • Timóteo Ramos Queiroz Universidade Estadual Paulista (UNESP), Tupã, SP
Palavras-chave: Arranjo Produtivo Local, estrutura de governança, calçados.

Resumo

Este estudo teve como objetivo avaliar as formas de governança entre empresas em Arranjos ProdutivosLocais (APL), para analisar o desempenho das atividades de cooperação ou hierarquias. Foi feito um estudoexploratório nas teorias sobre as redes e assimetrias de poder e, depois disso, uma observação empírica dos APLsde calçados de Birigui, Franca e Jaú. Foi possível constatar as formas de governança em cada APL, pela taxonomiade Storper e Harrison (1991). O trabalho contribuiu utilizando a tipologia de rede com uma análise entre os APLsde Birigui, Franca e Jaú.

Referências

AMATO NETO, J. Gestão de Sistemas Locais de Produção e Inovação (Clusters/Apls): um modelo de referência. São Paulo: Atlas, 2009.

______. Redes de cooperação produtiva e clusters regionais: oportunidades para as pequenas e médias empresas. São Paulo: Atlas, 2000.

AZEVEDO, P. F. Comercialização de produtos agroindustriais. In: BATALHA, M. O. (Org.). Gestão agroindustrial. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

CARVALHO, M. M. Relações entre empresas, competências coletivas e tipos de governança em clusters de alta tecnologia do Estado de São Paulo. In: AMATO NETO, J. (Org.). Redes entre organizações: domínio do conhecimento e da eficácia operacional. Atlas, São Paulo, 2005.

ERBER, F. S. Eficiência coletiva em arranjos produtivos locais industriais: comentando o conceito. Nova Economia, Belo Horizonte, p. 11-31, jan./abr. 2008.

GALDÁMEZ, E. V. C.; CARPINETTI, L. C. R.; GEROLAMO, M. C. Proposta de um sistema de avaliação do desempenho para arranjos produtivos locais. Gestão & Produção, São Carlos, v. 11, n. 1, p. 133-151, jan./mar. 2009.

GARCIA, R.; MOTTA, F. G.; AMATO NETO, J. Uma análise das características da estrutura de governança em sistemas locais de produção e suas relações com a cadeia global. Gestão & Produção, São Paulo, v. 11, n. 3, p. 343-354, set./dez. 2004.

GULATI, R. Does familiarity breed trust? The implications of repeated ties for contractual choice in alliances. Academy of Management Journal, v. 38, n. 1, p. 85-112, fev. 1995.

LEVY, M.; LOEBBECKE; C.; POWELL, P. SMEs, co-opetition and knowledge sharing: the role of information systems. European Journal of Information Systems, v. 12, p. 3-17, mar. 2003.

LOOTTY, M.; SZAPIRO, M. Economias de escala e escopo. In: KUPFER, D.; HASENCLEVER, L. (Orgs.). Economia industrial: fundamentos teóricos e práticas no Brasil. Rio de Janeiro: Campus, 2002.

LOPES, F. D.; BALDI, M. Laços sociais e formação de arranjos organizacionais cooperativos - proposição de um modelo de análise. Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 9, n. 2, p. 81-101, abr./jun. 2005.

MARTELETO, R. M.; SILVA, A. B. de O. Redes e capital social: o enfoque da informação para o desenvolvimento local. Ciência da Informação, Brasília, v. 33, n. 3, p. 41-49, set./dez. 2004.

POWELL, W. Neither market nor hierarchy: network forms of organization. Research in organization Behavior, v. 12, p. 295-336, 1990.

SMITH, A. Investigação sobre a natureza e as causas da riqueza das nações. Trad. Luiz João Baraúna. 3. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1988.

STORPER, M.; HARRISON, B. Flexibility, hierarchy and regional developments: the changing structure of industrial production systems and their forms of governance in the 1990s. Research Policy, North-Holland, v. 20, n. 5, 1991.

SUZIGAN, W.; GARCIA, R.; FURTADO, J. Estruturas de governança em arranjos ou sistemas locais de produção. Gestão & Produção, São Carlos, v. 14, n. 2, p. 425-439, maio/ago. 2007.

TRAPP, V. A.; QUEIROZ, T. R. O papel das políticas públicas e privadas para do desenvolvimento dos arranjos produtivos locais. In: SOBER XLVIII, Campo Grande, MS, 2010. Anais… Editora da SOBER, 2010.

TSAI, W. Social structure of "coopetition" within a multiunit organization: coordination, competition, and intraorganizational knowledge sharing. Organization Science, v.13, n. 2, p. 179-190, mar./abr. 2002.

VILLELA, L. E.; PINTO, M. C. S. Governança e gestão social em redes empresariais: análise de três arranjos produtivos locais (APLs) de confecções no estado do Rio de Janeiro. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 43, n. 5, p. 1067-1089, set./out. 2009.

VILPOUX, O. F.; OLIVEIRA, E. J. Instituições informais e governanças em arranjos produtivos locais. Revista de Economia Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 14, n. 2, p. 85-111, jan./abr. 2010.

WILLIAMSON, O. E. The economic institutions of capitalism: firms, markets, relational contracting. New York: The Free Press, 1985.

______. The mechanisms of governance. New York: Oxford University Press, 1996.

Publicado
2015-12-11