A Pnater: reflexões sobre os seus princípios e objetivos a partir da percepção de extensionistas rurais do município de Paulo Afonso, Bahia

Palavras-chave: Lei de Ater, Assistência Técnica, Extensionistas Rurais.

Resumo

O presente artigo traz a percepção de agentes de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), do município de Paulo Afonso, Bahia, em relação aos princípios e objetivos da Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural para a Agricultura Familiar e Reforma Agrária. Realizou-se um breve histórico sobre a Extensão Rural brasileira, revisão de literatura, análise da legislação pertinente e pesquisa de campo, com aplicação de questionários a oito agentes de Ater.

Biografia do Autor

Lorena Carvalho de Morais Sandes, Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf)

Mestre em Extensão Rural pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Graduada em Pedagogia e Direito pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Assistente em Administração da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf).

Pedro Pereira Tenório, Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf)

Pós-doutorando em Patologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Doutor em Biologia aplicada à saúde pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Mestre em Patologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Graduado em Biomedicina pela Associação Caruaruense de Ensino Superior (ASCES). Professor de Patologia do Colegiado de Medicina de Paulo Afonso da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Fundador e pesquisador do Núcleo de Estudos Aplicados em Ciências Patológicas (NEACiP).

Referências

BRANDALISE, Loreni Teresinha; BERTOLINI, Geysler Rogis Flor. Instrumentos de medição de percepção de comportamento – uma revisão. Revista de Ciências Empresariais. Unipar, Umuarama, v. 14, n. 1, p. 7-34, jan./jun. 2013.

BARROS, Tauanna Faleiro. Assistência Técnica e Extensão Rural pública no Distrito Federal frente à proposta da Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. Orientadora: Laura Maria Goulart Duarte. 2016. 143 f. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural) – Universidade de Brasília, Brasília, 2016.

BRASIL. Lei n. 12.188, de 11 de janeiro de 2010. Institui a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural para a Agricultura Familiar e Reforma Agrária − Pnater e o Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural na Agricultura Familiar e na Reforma Agrária − Pronater, altera a Lei n. 8.666, de 21 de junho de 1993, e dá outras providências. Brasília-DF, 2010a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12188.htm. Acesso em: 26 jun. 2018.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Fundamentos teóricos, orientações e procedimentos metodológicos para a construção de uma pedagogia de ATER. Brasília: MDA/SAF, 2010b. 45 p.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. Versão Final: 25/05/2004. Brasília: MDA, 2004. Disponível em: http://www.mda.gov.br/sitemda/sites/sitemda/files/user_arquivos_64/Pnater.pdf. Acesso em: 26 abr. 2019.

CAPORAL, Francisco Roberto. Lei de Ater: exclusão da Agroecologia e outras armadilhas. Cadernos de Agroecologia, [s.l.], v. 6, n. 2, dez. 2011.

CAPORAL, Francisco Roberto. Bases para uma Política Nacional de Formação de Extensionistas Rurais. Brasília: 2009. 55 p.

CAPORAL, Francisco Roberto; COSTABEBER, José Antônio. Segurança alimentar e agricultura sustentável: uma perspectiva agroecológica. In: CAPORAL, Francisco Roberto (Coord.). Extensão Rural e Agroecologia: temas sobre um novo desenvolvimento rural, necessário e possível. Brasília: [s.n.], 2009. p. 278-92.

DIESEL, Vivien; DIAS, Marcelo Miná; NEUMANN, Pedro Selvino. Pnater (2004-2014): da concepção à materialização. In: GRISA, Catia; SCHNEIDER, Sergio. (Org.). Políticas públicas de desenvolvimento rural no Brasil. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2015. p. 107-28.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? 7. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983. 93 p.

KUMMER, Lydia. Metodologia participativa no meio rural: uma visão interdisciplinar. Conceitos, ferramentas e vivências. Salvador: GTZ, 2007. 155 p.

LIMA, Túlio Luís Borges; TOLEDO, Carla; OLIVEIRA, Marcelo Leles Romarco. A Lei de ATER e seus princípios: uma reflexão a partir de um escritório local do INCAPER. Revista Espacios, v. 38, p. 5, 2017.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO. Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. Versão Final: 25/05/2004. Brasília: MDA 2004. Disponível em: http://www.mda.gov.br/sitemda/sites/sitemda/files/user_arquivos_64/Pnater.pdf. Acesso em: 25 jun. 2018.

NASCIMENTO, Elimar Pinheiro do. Trajetória da sustentabilidade: do ambiental ao social, do social ao econômico. São Paulo: Estudos Avançados, v. 26, n. 74, 2012.

PETTAN, Kleber Batista. A Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER): percepções e tendências. Orientadora: Sonia Maria Pessoa Pereira Bergamasco. 2010. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2010.

SILVA, Thacya Clédina; CAPORAL, Francisco Roberto. Lei de Assistência Técnica e Extensão Rural em Alagoas – Brasil: contribuições ou descontinuidade? Extensão Rural, Santa Maria, v. 23, n. 2, p. 7-26, abr./jun. 2016.

Publicado
2020-10-30