Mapeamento da língua terena na Aldeia Aldeinha município de Anastácio, MS

  • Evelin Tatiane da Silva Pereira Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Campo Grande, MS
  • Elisangela Castedo Maria do Nascimento Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Campo Grande, MS
Palavras-chave: urbanização, língua terena, Aldeia Aldeinha.

Resumo

O objetivo dessa pesquisa foi averiguar de que forma a interculturalidade tem interferido sobre costumestradicionais e sobre o uso da Língua Terena dos indígenas da Aldeia Aldeinha localizada no município de Anastácio,MS. Foram levantadas as causas que levaram ao desinteresse pelo uso da Língua Terena e formas de revitalizá-la,pois, se a língua deixa de ser falada, morre também a história de um povo.

Referências

BITTENCOURT, Circe Maria; LADEIRA, Maria Elisa. A história do povo Terena. São Paulo: USP/Ministério da Educação, Maio/2000.

BRASIL. Constituição Brasileira de 1988, 1988.

______. Ministério da Saúde. Fundação Nacional da Saúde. Relatório Anual, 2007.

______. Ministério da Saúde. Fundação Nacional da Saúde. Relatório Anual, 2010.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Mato Grosso do Sul, 2010. Disponível em: <http://ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/pdf/quadro_vagas_ms.pdf>. Acesso em: 2 set. 2012.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1988.

LIMBERTI, Rita de Cássia Pacheco. Discurso indígena: aculturação e polifonia. Dourados, MS: UFGD, 2009.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MARIA, E. C. Entrelaçando conhecimentos e saberes: educação ambiental na Escola Indígena Marcolino Lili – Aquidauana-MS. 2011. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Campo Grande, MS.

MELO, Glasdstone Chaves de. A língua do Brasil. 4. ed. Rio de Janeiro: Padrão, 1981.

OLIVEIRA, Roberto Cardoso. Do índio ao bugre: o processo de assimilação dos Terena. 2. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1976.

PEREIRA, Antonia Alves. Estudo morfossintático do Asuriní do Xingu. 2009. 348f. Tese (Doutorado em Linguística) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP.

SOUZA, I. Povos Indígenas e a diversidade linguística. Diversidade cultural: plurilinguísmo, línguas indígenas no Brasil e em Mato Grosso do Sul. In: URQUIZA, Antônio H. A. (Org.). Conhecendo os povos indígenas no Brasil contemporâneo. Coordenadoria de Educação Aberta e a Distância. Módulo 2. Marcos conceituais referentes à diversidade sociocultural. Campo Grande, MS: UFMS, 2010.

VARGAS. I. A. Territorialidade e representação dos Terenas da Terra Indígena Buriti (MS) – possibilidades didáticos pedagógicos. In: SERPA, A. (Org.). Espaços culturais: vivências, imigrações e representações. Salvador: EDUFBA, 2008.

Publicado
2015-12-10
Seção
Teoria e Prática