Economia e criminalidade: uma avaliação dos custos da violência para o município de Governador Valadares, MG

Palavras-chave: Crime, Custos, Contagem, Perdas sociais, Governador Valadares

Resumo

O município de Governador Valadares, MG, registrou aproximadamente 280 mil habitantes e estava na 5ª posição no ranking estadual de violência, em 2015. O objetivo deste trabalho é mensurar os custos econômicos gerados em decorrência da violência intencional contra terceiros neste município. Por meio do método da contagem, foram mensurados os custos públicos, privados e as perdas sociais decorrentes da violência. Os resultados indicam que o valor agregado destas três categorias de custo, no ano de 2015, chegou a aproximadamente 5,8% do PIB municipal.

Biografia do Autor

Hilton Manoel Dias Ribeiro, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Doutor em Economia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Mestre em Economia pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Especialista em Gestão Pública pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Professor adjunto no Departamento de Economia da UFJF, Campus GV. Tem experiência em políticas públicas na área de inovação e desenvolvimento regional em Minas Gerais. Interessado em pesquisas nas áreas de Economia Institucional, Regional, Economia Mineira, Inovação e Políticas Públicas

Oline Silva Freitas, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Economista pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Campus GV. Tem experiência em pesquisa e atividades de extensão, com foco em desenvolvimento local e regional. Colaboradora do Grupo de Pesquisa Econúcleo − Estudos Socioeconômicos.

Referências

ALMEIDA, E. S. Criminalidade violenta no estado de Minas Gerais em 2005: um modelo explicativo. Revista de História Econômica & Economia Regional Aplicada, Juiz de Fora, v. 7, n. 12, p. 90-109, 2012.

ALMEIDA, M. A. S.; GUANZIROLI, C. E. Criminalidade na região metropolitana de Belo Horizonte: o que a teoria econômica é capaz de explicar? Pesquisa & Debate, São Paulo, v. 24, n. 2, p. 171-96, 2013. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/rpe/article/viewFile/17709/13198. Acesso em: 10 dez. 2017.

ANDRADE, M. V.; PEIXOTO, B. T. Avaliação econômica de programas de prevenção e controle da criminalidade no Brasil. Belo Horizonte: UFMG, 2007. (Texto para discussão, n. 311). Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/6520054.pdf. Acesso em: 10 dez. 2017.

BANCO INTERAMERICANO DE DESARROLLO [BID]. Fundación Mexicana para la Salud. La violencia en La Ciudad de México: análisis de la magnitud y su repercusión económica. Washington, D.C., 1997.

BECKER, G. S. Crime and punishment: an economic approach. Journal of Political Economy, Chicago, v. 76, n. 2, p. 169-217, 1968.

BECKER, K. L.; KASSOUF, A. L. Uma análise do efeito dos gastos públicos em educação sobre a criminalidade no Brasil. Economia e Sociedade, Campinas, v. 26, n. 1, p. 215-42, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ecos/v26n1/1982-3533-ecos-26-01-00215.pdf. Acesso em: 15 jan. 2018.

BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego [MTE]. Relação Anual de Informações Sociais – RAIS – dados 2015. Brasília-DF: MTE, 2018. Disponível em: http://www.rais.gov.br/sitio/index.jsf Acesso em: 20 jun. 2017.

CAPRIROLO, D.; JAITMAN, L.; MELLO, M. Os custos de bem-estar do crime no Brasil: um país de contrastes. In: BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO [BID]. Os custos do crime e da violência: novas evidências e constatações na América Latina e Caribe. Nova York: Editora Laura Jaitman/BID, 2017.

CENTRO DE ESTUDOS DE CRIMINALIDADE E SEGURANÇA PÚBLICA [CRISP]. Relatório de pesquisa: pensando a segurança pública: homicídios no Brasil, 2016. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.mg.gov.br/consulta/consultaDetalheDocumento.php?iCodDocumento=56306 Acesso em: 20 jun. 2017.

CERQUEIRA, D. R. C. Causas e consequências do crime no Brasil. 2014. Tese (Doutorado em Economia) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, 2014.

CERQUEIRA, D. R. C.; MOURA, R. L. Demografia e homicídios no Brasil. In: CAMARANO, A. A. (Org.). Novo regime demográfico: uma nova relação entre população e desenvolvimento? 1. ed. Brasília: IPEA, 2014. p. 355-73.

CERQUEIRA, D. Trajetórias individuais, criminalidade e o papel da educação. Boletim de Análise Político-Institucional, Brasília, n. 9, jan./jun. 2016.

CERQUEIRA, D.; LIMA, R. S.; BUENO, S.; VALENCIA, L. I.; HANASHIRO, O.; MACHADO, P. H. G.; LIMA, A. S. Atlas da violência 2017. Rio de Janeiro: IPEA, 2017. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/170602_atlas_da_violencia_2017.pdf. Acesso em: 15 jan. 2018.

CERQUEIRA, D.; LOBÃO, W. Determinantes da criminalidade: arcabouços teóricos e resultados empíricos. Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v. 47, n. 2, p. 233-69, 2004.

CERQUEIRA, D.; MOURA, R. Custo da Juventude Perdida no Brasil. Observatório de Segurança, jul. 2013. Disponível em: http://www.observatoriodeseguranca.org/files/Custo_da_juventude_perdida_no_Brasil_IPEA_jul_2013_0.pdf. Acesso em: 5 out. 2017.

COHEN, L.; FELSON, M. Social change and crime rate trends: a routine approach. American Sociological Review, v. 44, n. 4, p. 588-608, 1979. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/2094589?seq=1#page_scan_tab_contents. Acesso em: 25 ago. 2017.

DATASUS. Informações de saúde. Brasília-DF, 2018. Disponível em: http://datasus.saude.gov.br/informacoes-de-saude/tabnet. Acesso em: 31 jan. 2018.

DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL [DEPEN]. Dados gerais 2018. Brasília-DF, DEPEN, 2018. Disponível em: https://www.gov.br/depen/pt-br. Acesso em: 31 jan. 2018.

FEARON, J.; HOEFFLER, A. Conflict and violence assessment paper: benefits and costs of the conflict and violence targets for the post-2015 development agenda. Copenhagen: Copenhagen Consensus Center, 2014. Disponível em: https://www.copenhagenconsensus.com/sites/default/files/conflict_assessment_-_hoeffler_and_fearon_0.pdf. Acesso em: 25 ago. 2017.

FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO [FJP]. Índice mineiro de responsabilidade social. IMRS, Belo Horizonte, 2018. Disponível em: http://imrs.fjp.mg.gov.br/. Acesso em: 31 jan. 2018.

GOVERNADOR VALADARES (Cidade). Relatório resumido de execuções orçamentárias do município de Governador Valadares. Governador Valadares: Prefeitura Municipal, 2016. Disponível em: http://transparencia.valadares.mg.gov.br/abrir_arquivo.aspx/Relatorio_Resumido_da_Execucao_Orcamentaria_65_1_Bimestre_2014?cdLocal=6&arquivo=%7B71BC46C4-2BAB-ABD1-5DAA-2ACA47BDCCDA%7D.PDF. Acesso em: 31 jan. 2018.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA [IBGE]. Cidades. Rio de Janeiro: IBGE, 2018. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/. Acesso em: 31 jan. 2018.

INSTITUTO DE ESTUDOS DA RELIGIÃO [ISER]. Magnitude, custos econômicos e políticas de controle da violência no Rio de Janeiro. Washington, DC: Banco Interamericano de Desenvolvimento, 1998. Disponível em: https://idblegacy.iadb.org/res/laresnetwork/files/pr35finaldraft.pdf. Acesso em: 25 ago. 2017.

KHAN, T. Os custos da violência: quanto se gasta ou deixa de ganhar por causa do crime no Estado de São Paulo. São Paulo em perspectiva, São Paulo, v. 13, n. 4, p. 42-8, 1999. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/spp/v13n4/v13n4a04.pdf. Acesso em: 10 set. 2017.

LOUREIRO, A. O.; CARVALHO-JUNIOR, J. R. A. O impacto dos gastos públicos sobre a criminalidade no Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 35., 4 a 7 de dezembro de 2007, Recife. Anais [...]. Brasília: ANPEC, 2007. Disponível em: http://www.anpec.org.br/encontro2007/artigos/A07A163.pdf. Acesso em: 25 ago. 2017.

MARQUES JUNIOR, K. A renda, desigualdade e criminalidade no Brasil: uma análise empírica. Revista Econômica do Nordeste, Fortaleza, v. 45, n. 1, p. 34-46, jan./mar. 2014. Disponível em: https://ren.emnuvens.com.br/ren/article/view/62/42. Acesso em: 10 set. 2017.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS [ONU]. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Brasília-DF: ONU, 1948. Disponível em: http://www.onu.org.br/img/2014/09/DUDH.pdf. Acesso em: 10 set. 2017.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE [OMS]. Classificação internacional de doenças CID10. Genebra: OMS, 2017a. Disponível em: http://www.who.int/. Acesso em: 30 Ago. 2017.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE [OMS]. Dados gerais. OMS, 2017b. Disponível em: http://www.who.int/. Acesso em: 30 ago. 2017.

PEIXOTO, B. T.; ANDRADE, M. V.; AZEVEDO J. P. Prevenção e controle de homicídios: uma avaliação de impacto no Brasil. Belo Horizonte: UFMG/CEDEPLAR/FACE, 2008. (Texto para discussão, n. 337). Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/6519996.pdf. Acesso em: 10 set. 2017.

QUINNEY, R. Criminology. 2. ed. Boston: Little, Brown and Company, 1979.

RODRIGUEZ-ORTIZ, A. M. Banco Interamericano de Desenvolvimento [BID]. Os custos do crime e da violência: novas evidências e constatações na América Latina e Caribe. [Prefácio]. Nova York: Editora Laura Jaitman / BID, 2017.

RONDON, V. V. Custos da criminalidade no município de Belo Horizonte: duas abordagens sobre a perda de bem-estar. 2003. Dissertação (Mestrado em Economia) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, 2003.

RONDON, V. V.; ANDRADE, M. V. Custo da criminalidade em Belo Horizonte. EconomiA, Niterói, v. 4, n. 2, p. 223-59, 2003. Disponível em: https://anpec.org.br/revista/vol4/v4n2p223_259.pdf. Acesso em: 10 set. 2017.

SANTOS, C. A.; CASAGRANDE, D.; HOECKEL, P. H. Teoria econômica do crime: dos pressupostos acadêmicos à empiria do dia a dia na vida de ex presidiários de Santa Maria RS. Economia e Desenvolvimento, Santa Maria, v. 27, n. 2, p. 308-25, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/eed/article/view/21087/pdf. Acesso em: 15 nov. 2017.

SANTOS, M. J.; KASSOUF, A. L. Estudos econômicos das causas da criminalidade no Brasil: evidências e controvérsias. Economia, Brasília, v. 9, n. 2, p. 343-72, maio/ago. 2008. Disponível em: http://www.anpec.org.br/revista/vol9/vol9n2p343_372.pdf. Acesso em: 15 nov. 2017.

SANTOS, W. F.; ABREU, J. L. N. Modernização e utopias: projetos de transformação urbana no município de Governador Valadares (1960-80). Revista Ágora, Vitória, n. 10, p. 1-15, 2009. Disponível em: http://www.periodicos.ufes.br/agora/article/viewFile/1944/1456. Acesso em: 10 set. 2017.

SAPORI, L. F. Segurança pública no Brasil: desafios e perspectivas. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2007.

SISTEMA DE INFORMAÇÕES HOSPITALARES [SIHSUS]. Dados gerais. Brasília: Datasus, 2018. Disponível em: http://datasus.saude.gov.br/sistemas-e-aplicativos/hospitalares/sihsus. Acesso em: 31 jan. 2018.

SISTEMA DE INFORMAÇÕES SOBRE MORTALIDADE [SIM]. Dados gerais. Brasília: Datasus, 2018. Disponível em: http://datasus.saude.gov.br/sistemas-e-aplicativos/eventos-v/sim-sistema-de-informacoes-de-mortalidade. Acesso em: 31 jan. 2018.

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS [SUSEP]. Dados Gerais. 2018. Disponível em: http://www.susep.gov.br/. Acesso em: 31 jan. 2018.

TEIXEIRA, E. C. Estimando o impacto econômico da violência: custos da criminalidade em Curitiba. 123 f. 2005. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Econômico) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, 2005. Disponível em: https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/2024. Acesso em: 10 set. 2017.

THOMÉ, D. B.; VONBUN, C. Análise do impacto dos gastos públicos com programas de transferência de renda sobre a criminalidade. Brasília, 2017. (Texto para discussão, n. 2315). Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_2315.pdf. Acesso em: 15 jan. 2018.

Publicado
2021-09-15
Como Citar
Ribeiro, H. M. D., & Freitas, O. S. (2021). Economia e criminalidade: uma avaliação dos custos da violência para o município de Governador Valadares, MG. Interações (Campo Grande), 22(2), 683-699. https://doi.org/10.20435/inter.v22i2.2126