Contribuições de três organizações para a comercialização da agricultura familiar no PNAE, no território sul litorâneo do Espírito Santo

Palavras-chave: Agricultura familiar, comercialização, organizações, políticas públicas.

Resumo

Um canal que ganhou destaque para a comercialização da agricultura familiar é o Programa Nacional de Alimentação Escolar. Para acessá-lo as famílias se juntam em diferentes tipos de organização. O objetivo deste artigo foi analisar as contribuições, vantagens e desvantagens de três organizações da agricultura familiar para a execução do PNAE, no território Sul Litorâneo do Espírito Santo (grupo informal, associação e cooperativa). A metodologia foi qualitativa com uso de análise documental, entrevistas e grupos focais com 39 pessoas.

Biografia do Autor

Suely Ferreira da Cruz, Universidade Federal de Lavras

Mestre em Desenvolvimento Sustentável e Extensão pela Universidade Federal de Lavras (2017). Engenheira Agrônoma formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (2013), onde atuou em projetos de ensino, pesquisa e extensão. Técnica em Agropecuária (2007) pela Escola Agrotécnica Federal de São João Evangelista (atual IFMG). Atua desde 2013 como servidora do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural como Técnica em Desenvolvimento Rural, desenvolvendo trabalhos de assistência técnica e extensão rural.

 
Thiago Rodrigo de Paula Assis, Universidade Federal de Lavras
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Lavras (2002), mestrado em Administração pela Universidade Federal de Lavras (2005) e doutorado em ciências sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2009). Trabalhou no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária em Minas Gerais (2006-2010) e como Professor Adjunto do Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais (mar/set 2010). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Lavras, coordenador do Núcleo de Estudos Multidisciplinares em Agroecologia e Agricultura Familiar e pesquisador do Núcleo de Pesquisa e Apoio à Agricultura Familiar Justino Obers. É coordenador adjunto e professor do Mestrado Profissional em Desenvolvimento Sustentável e Extensão. Tem experiência na área de Extensão Rural e Sociologia Rural, atuando principalmente nos seguintes temas: agricultura familiar, desenvolvimento rural, políticas públicas.

Referências

ASSIS.T. R. P. et al. Mercados Institucionais e Agricultura Familiar: o Programa Nacional de Alimentação Escolar em 3 municípios de Minas Gerais. In: Congresso da Sociedade Brasileira de Administração, Economia e Sociologia Rural, 54., 2016, Maceió. Anais... Maceió: 2016.

BACCARIN, J. G. et al. Indicadores de Avaliação das Compras da Agricultura Familiar para Alimentação Escolar no Paraná, Santa Catarina e São Paulo. Revista Economia e Sociologia Rural, Brasília, v. 55, n. 1, p. 103-122, Jan. 2017 .

BATALHA, M. O.; BUAINAIN, A. M.; SOUZA FILHO, H. M. Tecnologia de gestão e agricultura familiar. BATALHA, M. O e FILHO, HM de S (org). Gestão Integrada da Agricultura Familiar. Ed. UFSCar. São Carlos, 2005.

BLANCO, S, E. O turismo rural em áreas de agricultura familiar: as "novas ruralidades" e a sustentabilidade do desenvolvimento local. Caderno Virtual de Turismo, v. 4, 2004.

BUAINAIN, A. M.; ROMEIRO, A. R.; GUANZIROLI, C. Family agriculture and the new rural world. Sociologias, n. 10, p. 312-347, 2003.

COSTA, B. A. L.; AMORIM JÚNIOR, P. C. G.; SILVA, M.G. As Cooperativas de Agricultura Familiar e o Mercado de Compras Governamentais em Minas Gerais. Revista Economia e Sociologia Rural, v. 53, n. 1, p. 109-126, 2015.

CREMONESE, C.; SCHALLENBERGER, E. Cooperativismo e agricultura familiar na formação do espaço agrícola do oeste do Paraná. Tempo da Ciência. Cascavel, n. 12, p. 49-63, 2005.

FINATTO, R A.; CORRÊA, W. K. Desafios e perspectivas para a comercialização de produtos de base agroecológica - O caso do município de Pelotas/RS. Agroecologia, v. 5, n. 1, 2010.

FNDE. Aquisição de Produtos da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar. 2ª edição - versão atualizada com a Resolução CD/FNDE nº 04/2015. Brasília: FNDE, 2016.

FREITAS, A. F. et al. O cooperativismo popular como forma de organização da agricultura familiar. Extensio: Revista Eletrônica de Extensão, v. 6, n. 8, p. 110-119, 2009.

GONÇALVES, D. B. Uma análise sobre a estratégia comercial da associação de agricultores do Centro de Abastecimento de Votorantim-SP. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, v. 13, n. 2, p. 538-546, 2015.

IBGE. Cidades. Disponível em: . Acesso em: 13 mai. 2016.

KIYOTA, N. Agricultura familiar e suas estratégias de comercialização: um estudo de caso no município de Capanema - Região Sudoeste do Paraná. 1999. 145 p. Dissertação (Mestrado em Administração Rural) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 1999.

MALUF, R. S. Mercados agroalimentares e a agricultura familiar no Brasil: agregação de valor, cadeias integradas e circuitos regionais. Ensaios FEE, v. 25, n. 1, 2004.

MATTEI. L.; SANTOS JUNIOR, J.A. industrialização e Substituição de Importações no Brasil e Argentina: Uma análise histórica comparada. Economia, v. 35, n. 1, ano 33, p. 93-115, jan.- abr. 2009.

MOSSMANN, M. P.; TEO, C. R. P. A. Alimentos da agricultura familiar na alimentação escolar: percepções dos atores sociais sobre a legislação e sua implementação. Interações, Campo Grande, MS, v. 18, n. 2, p. 31-43, abr./jun. 2017.

PROENÇA, R. P. C. Alimentação e globalização: algumas reflexões. Ciência e Cultura, v. 62, n. 4, p. 43-47, 2010.

RIBEIRO, E. M.; GALIZONI, F. M.; ASSIS, T. P. Comercialização solidária no Brasil: uma estratégia em rede (orgs). Porto Alegre: EDIPUCRS, 2012. 216 p.

TRICHES, M, R; SCHNEIDER, S. Alimentação Escolar e Agricultura Familiar: reconectando o consumo à produção. Saúde Soc. São Paulo, v.19, n.4, p.933-945, 2010.

TRICHES, M. R.; SCHNEIDER, S. Desestruturar para construir: interfaces para agricultura familiar acessar o Programa de Alimentação Escolar. Revista Estudos Sociedade e Agricultura (UFRJ), Rio de Janeiro, V. 1, p. 66-106, 2012.

WILKINSON, J.; MIOR, L, C. Setor Informal, produção familiar e pequena Agroindústria: Interfaces. Estudos Sociedade e Agricultura, nº 13, p.29 - 45, 1999.

WILKINSON, J. A agricultura familiar ante o novo padrão de competitividade do sistema alimentar na América Latina", Estudos Sociedade e Agricultura, Rio de Janeiro, v. 21, p.62-87, 2003.

WILKINSON, J. A Agricultura Familiar Face ao Novo Padrão de Competitividade do Sistema Agroalimentar na América Latina. In: SEMINÁRIO DE CULTURA E ALIMENTAÇÃO, 2006. São Paulo, SESC, 2006.

Publicado
2019-09-23