Proposta de melhorias na gestão de empresas de construção civil: um estudo de caso internacional

Palavras-chave: metodologia de gestão, gestão enxuta, de construção civil, desenvolvimento local

Resumo

A construção civil tem um grande impacto no desenvolvimento local. Entretanto verifica-se que as empresas de construção apresentam, em geral, gestão deficiente. Este artigo tem por objetivo identificar as lacunas na gestão de empresas da construção civil e propor melhorias. Inicialmente, foi realizada uma revisão da literatura com a identificação dos problemas na gestão da construção; em seguida, foi realizada uma pesquisa em empresas de construção civil do Brasil, Índia, México, Ucrânia e Alemanha. Finalmente, foram propostas melhorias na gestão da construção civil, baseadas nas melhores práticas de diferentes países.

Biografia do Autor

Joaquim Teixeira Netto, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Doutor e mestre em Engenharia Civil pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Especialista em Análise de Sistemas pela Universidade Estácio de Sá (Unesa). Graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e certificado Project Management Professional (PMP). Pesquisador da Fiocruz na Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp), no Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF), onde é coordenador adjunto do Laboratório Internet Saúde e Sociedade (LaISS).

João Alberto Neves dos Santos, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Doutor em Engenharia de Produção pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Mestre em Sistemas e Computação e graduado em Engenharia Mecânica pelo Instituto Militar de Engenharia. Professor da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, e dos Programas de Pós-Graduação em Administração e em Engenharia Civil da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Walter Passos Filho, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Veiga de Almeida. Experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em Engenharia Elétrica.

Nylvandir Liberato Fernandes de Oliveira, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Doutorando em Engenharia Civil pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Mestre em Ciências Contábeis pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Graduado em Economia e em Ciências Contábeis pela Universidade Estácio de Sá (Unesa). Professor adjunto da Universidade Estácio de Sá e da Escola Superior Nacional de Seguros (ESNS/Funenseg).

Referências

ANDÚJAR-MONTOYA, M. D.; GILART-IGLESIAS, V.; MONTOYO, A.; MARCOS-JORQUERA, D. A construction management framework for mass customisation in traditional construction. Sustainability, v. 7, n. 5, p. 1-29, 2015.

ARROTÉIA, A. V.; AMARAL, T. G.; MELHADO, S. B. Gestão de projetos e sua interface com o canteiro de obras sob a ótica da Preparação da Execução de Obras. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 14, n. 4, p. 183-200, 2014.

BABAR, S.; THAHEEM, M. J.; AYUB, B. Estimated cost at completion: integrating risk into earned value management. Journal of Construction Engineering and Management, v. 143, n. 3, p. 04016104-1 - 04016104-11, mar. 2017.

DANIEL, E. I.; Pasquire, C.; Dickens, G.; Ballard, H. G. The relationship between the Last Planner® System and collaborative planning practice in UK construction. Engineering, Construction and Architectural Management, v. 24, n. 3, p. 407-25, 2017.

DE FILIPPI, G. A.; MELHADO, S. B. Um estudo sobre as causas de atrasos de obras de empreendimentos imobiliários na região Metropolitana de São Paulo. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 15, n. 3, p. 161-73, 2015.

DOBBS, R.; POHL, H.; LIN, D. Y. Infrastructure productivity: how to save $1 trillion a year. McKinsey Global Institute. [S.l.]: Print, 2013.

FARROKHI, F.; MAHMOUDI-HAMIDABAD, A. Rethinking convenience sampling: Defining quality criteria. Theory and practice in language studies, v. 2, n. 4, p. 784, 2012.

FIRJAN. Construção Civil: desafios 2020. Rio de Janeiro, 2014. Disponível em: http://www.firjan.com.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId=4028808B4E3FB673014E3FF18D3D20D8. Acesso em: 15 set. 2017.

FRANDSON, A.; BERGHEDE, K.; TOMMELEIN, I. D. Takt time planning for construction of exterior cladding. In: CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL GROUP FOR LEAN CONSTRUCTION, 21., Fortaleza, 2013. Anais [...], Fortaleza: IGLC, 2013.

FREITAG, A. E. B. Fatores críticos de sucesso para adoção da gestão “enxuta” pela indústria da construção civil do estado do Rio de Janeiro. Orientador: Osvaldo Luiz Gonçalves Quelhas. 2015. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) − Universidade Fluminense, Niterói, RJ, 2015.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GRAU, D.; ABBASZADEGAN, A.; TANG, P., GANAPATHY, R., DIOSDADO, J. A combined planning and controls approach to accurately estimate, monitor, and stabilize work flow. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON COMPUTING IN CIVIL AND BUILDING ENGINEERING, 24., Computing in Civil and Building Engineering. 23-25 jun. 2014, Orlando, Florida. Anais […]. American Society of Civil Engineers (Asce), 2014. p. 105-12.

HORSTMAN, A.; WITTEVEEN, W. Performance indicators in the best value approach. Journal for the Advancement of Performance Information & Value, v. 5, n. 2, 2013.

KIM, Y.-W.; BALLARD, G. Management thinking in the earned value method system and the last planner system. Journal of Management in Engineering, v. 26, n. 4, p. 223-28, 2010.

KOSKELA, L.; HOWELL, G.; PIKAS, E.; DAVE, B. If CPM is so bad, why have we been using it so long? In: THE 22TH INTERNATIONAL GROUP FOR LEAN CONSTRUCTION CONFERENCE, 23­27 jun. 2014, Oslo, Norway. Anais […]. University of Huddersfield, 2014.

LOWE, R. H.; D’ONOFRIO, F. M.; FISK, M. D.; SEPPÄNEN, O. A comparison of location-based scheduling with the traditional critical path method. In: ANNUAL MEETING AMERICAN COLLEGE OF CONSTRUCTION LAWYERS, 2012, San Francisco. Anais [...]. San Francisco: [s.n], 2012.

MELO, M.; DESCHAMPS, F.; DA COSTA, S. E. G. Application of Lean Construction − a Systematic Literature Review. Journal of Lean Systems, v. 2, n. 3, 2017.

MOURA, C. B.; FORMOSO, C. T. Análise quantitativa de indicadores de planejamento e controle da produção: impactos do Sistema Last Planner e fatores que afetam a sua eficácia. Ambiente Construído: Revista da Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 9, n. 3, p. 57-74, jul./set. 2009.

NARBAEV, T.; DE MARCO, A. Combination of growth model and earned schedule to forecast project cost at completion. Journal of Construction Engineering and Management, v. 140, n. 1, p. 04013038, 2013.

NAZÁRIO, L.; AZEVEDO, E. Gestão de projetos na construção civil em Natal – estudo exploratório no mercado imobiliário. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO, 2016, Natal. Anais [...] , 2016. p. 1-90. http://www.admpg.com.br/2016/down.php?id=2324&q=1. Acesso em: 15 set. 2017.

NASIRZADEH, F.; KHANZADI, M., REZAIE, M. Modelagem dinâmica da alocação quantitativa de risco em projetos de construção. Jornal internacional de gerenciamento de projetos, Amsterdã, v. 32, p. 442-51, 2014.

NETTO, J. T.; QUELHAS, O. L. G.; FRANÇA, S.; MEIRINO, M. J. Estudo comparativo entre as práticas empresariais e a teoria de gerenciamento por Valor Agregado: o caso da construção civil. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 15, n. 3, p. 145-60, set. 2015.

OLIVIERI, H.; GRANJA, A. D.; PICCHI, F. A. Planejamento tradicional, Location-Based Management System e Last Planner System: um modelo integrado. Ambiente Construído, v. 16, n. 1, p. 265-83, 2016.

PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. Guia PMBOK®: um guia para o conjunto de conhecimentos em gerenciamento de projetos. 6. ed. Pennsylvania: PMI, 2017.

RENUKA, S. M.; UMARANI, C.; KAMAL, S. A review on critical risk factors in the life cycle of construction projects. Journal of Civil Engineering Research, v. 4, n. 2A, p. 31-6, 2014.

SEPPÄNEN, O.; EVINGER, J.; MOUFLARD, C. Effects of the location-based management system on production rates and productivity. Construction management and economics, v. 32, n. 6, p. 608-24, 2014.

ZHANG, Y. A framework to improve modular construction manufacturing production line performance. [s.l.]: University of Alberta, 2017.

Publicado
2020-09-16