Avaliação da Expansão do REUNI UFGD no Mato Grosso do Sul

Palavras-chave: Reuni, UFGD, polarização, desconcentração, universidades federais.

Resumo

O objetivo deste artigo é o balanço da expansão do REUNI em Mato Grosso do Sul e em Dourados, avaliando se houve desconcentração das universidades federais públicas das metrópoles para o interior do Brasil. A metodologia aplicada foi a coleta de dados quantitativos secundários que correspondem aos indicadores de expansão do Reuni, nos sites do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), Ministério da Educação (MEC), Sistema de Informações Georreferenciadas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (GeoCapes).

Biografia do Autor

Rafael Gonçalves Gumiero, Instituto de Estudos em Desenvolvimento Agrário e Regional da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - UNIFESSPA
Sou bacharel e licenciado em Ciências Sociais (2006-2007) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP - Campus de Marília. Tenho mestrado em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), obtido com a dissertação Diálogo das teses do Subdesenvolvimento de Rostow, Nurkse e Myrdal com a Teoria do Desenvolvimento de Celso Furtado, financiada pelo Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento. Tenho doutorado em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar, obtida pela tese As dimensões do desenvolvimento do Complexo Industrial Portuário de Suape: política econômica e política social, financiada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Tenho Pós Doutorado em Sociologia pelo Programa de Pós Graduação em Sociologia da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), a pesquisa foi financiada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Atualmente sou professor adjunto do curso de graduação em Ciências Econômicas do Instituto de Estudos em Desenvolvimento Agrário e Regional (IEDAR) da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA).Atuo nos seguintes temas: pensamento de Celso Furtado, teoria do desenvolvimento e do subdesenvolvimento, planejamento territorial e avaliação de políticas de desenvolvimento regionais.

Referências

BRASIL. Universidade, expandir até ficar do tamanho do Brasil. Brasília, DF, 2009.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Reestruturação e Expansão da Universidade Federal da Grande Dourados REUNI-UFGD, 2007.

MARQUES, A. C.; CEPÊDA, V. Um perfil sobre a expansão do ensino superior recente no Brasil: aspectos democrático e inclusivos. Revista Perspectiva, São Paulo, v. 42, p. 161-92, jul./dez. 2012.

ROLIM, C.; SERRA, M. Ensino superior e desenvolvimento regional: avaliação do impacto econômico de longo-prazo. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, Curitiba, PR, v. 3, n. 1, p. 85-106, 2009.

SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO (SEMADE). Estudo da dimensão territorial do Estado de Mato Grosso do Sul: regiões de planejamento. Campo Grande, MS, 2015.

SEN, A. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

VIEIRA, D. J. Evolução do ensino superior brasileiro em período recente: novas perspectivas para o desenvolvimento regional? In: MONTEIRO, A.; CASTRO, C. N.; BRANDÃO, C. A. (Org.). Desenvolvimento regional no Brasil: políticas, estratégias e perspectivas. Brasília: IPEA, 2017. p. 277-305.

Publicado
2019-11-05