QR Code como incremento ao turismo cultural do barroco centro histórico de São Francisco do Sul, SC

Palavras-chave: Roteiro turístico, QR Code, centro histórico, turistas.

Resumo

Os preceitos da investigação qualitativa nortearam esta pesquisa, que foi realizada por meio de incursões investigativas em fontes bibliográficas, documentais e de campo. O objetivo foi a elaboração de um roteiro turístico cultural para o centro histórico de São Francisco do Sul, SC. O contéudo foi descrito por meio de um texto que pode vir a ser convertido para um código bidimensional (QR Code), a ser afixado em totens, para que estes esteja aptos a fornecer informações sobre a história da formação dessa cidade para os residentes, turistas brasileiros e estrangeiros e também aos portadores de necessidades especiais, promovendo assim, a socialização desses conhecimentos para todos.

Biografia do Autor

Diva de Mello Rossini, Universidade do Vale do Itajaí
Professora dos cursos de graduação em Arquitetura e Urbanismo e Design de Interiores, da pos-graduação em Turismo e Hotelaria da Univali. Pos-doutorado na Universidade de Lisboa (PT), doutorado em Administração e Turismo na Universidade do Vale do Itajaí, mestrado em Engenharia de produção na Universidade Federal de Santa Catarina e graduação em Arquitetura e Urbanismo na Universidade do Vale do Itajaí.
Carlos Alberto Tomelin, Universidade do Vale do Itajaí
 Graduado em Turismo, mestre em Turismo e Hotelaria, doutor em Adminstração e Turismo. Programa de Pós-graduação em Turismo e Hotelaria da Universidade do Vale do Itajaí. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4771322Z9. tomelin@univali.br.
Luciano Torres Tricarico, Universidade do Vale do Itajaí
Graduado em Arquitetura e Urbanismo, mestre em Arquitetura e Urbanismo, doutor em Arquitetura e Urbanismo. Programa de Pós-graduação em Turismo e Hotelaria da Universidade do Vale do Itajaí. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4794315P6. tricarico@univali.br.
Gabriela Mocellin, Universidade do Vale do Itajaí.
Graduanda em Arquitetura e Urbanismo da Universidade do Vale do Itajaí.

Referências

ARANTES, N. Sistemas de gestão empresarial: conceitos permanentes na administração de empresas válidas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1998. 439p.

AUGUSTO-FRANÇA, J. Lisboa – historiafísica e moral. Portugal: Livros Horizonte, 2009.

BELUSSI, L. F. F. Detecção de códigos QR em imagens com enquadramento arbitrário. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 2012.

BRASIL. Municípios de Santa Catarina aderem ao PAC Cidades Históricas. Portal Brasil, abr. 2011. Disponível em: http://www.legado.brasil.gov.br/noticias/arquivos/2011/04/06/municipios-de-santa-catarina-aderem-ao-pac-cidades-historicas. Acesso em: 5 maio 2012.

DENSO-WAVE. About 2D Code. Disponível em: http://www.densowave.com/qrcode/aboutqr-e.html. Acesso em: 20 mar. 2016.

EBRAHIM, Z. E‐government adoption: architecture and barriers. Business Process Management Journal, v. 11, n. 5, p. 589-611, 2005. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/14637150510619902/full/html. Acesso em: 20 mar. 2016.

ENDRES, A. V.; OLIVEIRA, C.; MENEZES, D. A. Turismo no Centro histórico de João Pessoa: revitalização, planejamento e não lugar. Revista eletrônica de turismo cultural. 2º semestre, 2007.

FREITAG, B. A revitalização dos centros históricos das cidades brasileiras. Caderno CRH, Salvador, n. 38, p. 115-26, jan./jun. 2003.

HALL, C. M. Planejamento turístico: políticas, processos e relacionamentos. São Paulo: Contexto, 2001.

INTERACTIVE ADVERSTISING BUREAU – BRASIL. Do engajamento ao viewability: como a internet influenciou a medição da publicidade. IAB Basil, jul. 2016.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL (IPHAN). Monumenta. 2009. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/398/. Acesso em: 5 maio 2012.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL (IPHAN). Monumentos e espaços públicos tombados - São Francisco do Sul (SC), 2010. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/1547/. Acesso em: 5 maio 2012.

KARASINSKI, L. O que significa cada quadrado de um QR Code? TEcmundo, 2013. Disponível em: http;//www.Tecmundo.com.br/q-code/37372-o-que-significa-cada-quadrado-de-um-qr-code-htm. Acesso em: 16 maio 2014.

MELGAR, M.. Geração e leitura de QR Codes coloridos. 2013. 79f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica) - Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2013.

OKADA, S. I.; SOUZA, E. M. S. Estratégias de marketing digital na era de busca. Revista Brasileira de Marketing, São Paulo, v. 10, n. 1, p. 46-72, jan./abr. 2011.

PEREIRA, C. C. História de São Francisco do Sul. 2. ed. Florianópolis: Ed. UFSC,2004.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FRANCISCO DO SUL. Plano de Preservação do Patrimônio Histórico de São Francisco do Sul. Arquivo do ETEC-SFS-IPHAN, 2013.

REIS FILHO, N. G. Quadro da arquitetura no Brasil. São Paulo: Perspectiva, 1970.

ROSSI, A. A arquitetura da cidade. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

SANTOS, S.; NACKE, A.; REIS, M. J. (Org.). São Francisco do Sul: muito além da viagem de Gonneville. Florianópolis: Editora da UFSC, 2004. 247p.

SASSAKI, R. K. Inclusão. Construindo uma sociedade para todos. Rio de Janeiro: WVA Editora, 1997.

VARGAS, H.; CASTILHO, A. L. H. Intervenções em Cenros Urbanos. 2. ed. São Paulo: Manole, 2009.

VAZ, L. F.. Planos e projetos de regeneração cultural: notas sobre uma tendência urbanística recente. In: SEMINÁRIO DA HISTÓRIA DA CIDADE E DO URBANISMO, 8., 2004, Niterói. Anais [...]. Rio de Janeiro: PROURB/FAU/UFRJ, 2004. [CD-ROM].

XUE, Y. C.; MORK, J.; LUNNEMANN, W. P. K.; NIELSEN, T. R. Slow and fast light in semiconductor waveguides. IOP Publishing Ltd. Semiconductor Science and Technology, 2010.

Publicado
2019-11-05