Desenvolvimento regional e a contribuição universitária: uma análise das publicações nacionais e internacionais de 2008 a 2016

Palavras-chave: análise bibliométrica, desenvolvimento regional, universidade

Resumo

A ideia de desenvolvimento ganha força ao longo do século XX, a recorrente distinção entre crescimento e desenvolvimento econômico no plano histórico toma sentido a partir do entrelaçamento entre o aumento da produção e renda per capita e, ao mesmo tempo, mudanças profundas na sociedade. O tema de desenvolvimento, com enfoque para além do crescimento econômico, relacionando aspectos de qualidade de vida, sustentabilidade ambiental e equidade social e cultural, vem ganhando destaque nas discussões da área das ciências sociais. A busca por sociedades democraticamente qualificadas, atuando de forma indissociada aos interesses exclusivos da coletividade, sinaliza a necessidade de desenvolver redes de cooperação, baseadas na confiança e colaboração mútuas. Destaca-se a existência de conselhos regionais no sentido de exercer o controle social, mas também a articulação representativa e de desenvolvimento regional. Também as universidades, sobretudo as públicas, têm um compromisso social com o desenvolvimento regional; a propósito, as universidades são vetores indutores de desenvolvimento regional, conectando-se com o mundo ao mesmo tempo que se enraízam regionalmente, com efeitos na produção e no consumo da economia, que repercutem de forma multiplicadora nas estruturas espaciais, sobretudo nas cidades em que estão localizadas. Neste sentido, o estudo em tela teve como objetivo realizar um levantamento de publicações acerca da participação de universidades no processo de desenvolvimento regional, de 2008 a 2016, para analisar em quais óticas a contribuição universitária para o desenvolvimento regional vem sendo estudada. Para isso, utilizou-se a análise bibliométrica, realizada a partir da coleta de dados nas plataformas Scopus e Redalyc. Os resultados mostram que, apesar de o tema ter ganhado certa evidência no último quinquênio, ainda há carência de pesquisas que discutam com profundidade a relação das universidades como desenvolvimento regional.

Biografia do Autor

Mariane Rodrigues Volz de Aguiar, Instituto Federal Farroupilha - Campus São Vicente do Sul

Cursando Mestrado Profissional em Gestão de Organizações Públicas pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), RS. Tecnóloga em Gestão Pública pelo Instituto Federal Farroupilha − Campus São Vicente do Sul. Assistente em Administração no Instituto Federal Farroupilha − Campus São Vicente do Sul, exercendo atividades junto à Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em administração pública, planejamento institucional e gestão estratégica, atuando principalmente nos seguintes temas: administração pública, gestão estratégica e desenvolvimento e gestão de pessoas. 

Sheila Kocourek, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora, mestre e graduada em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Professora associada do Departamento de Serviço Social, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), RS. Exerce a chefia do Departamento de Serviço Social da UFSM. Editora-chefe da Revista Sociais e Humanas, da UFSM. Coordenou o Programa de Residência Multiprofissional Integrada em Sistema Público de Saúde, da UFSM.

Jairo da Luz Oliveira, Universidade Federal de Santa Maria

Doutor, mestre e graduado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Professor adjunto IV no curso de Serviço Social na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM); coordenador do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Gerontologia, Serviço Social e Saúde (NEPEGSSS), tendo como estudos os seguintes temas: formação profissional em Serviço Social, população em situação de rua, gerontologia social crítica, saúde e gestão pública; Tutor de Núcleo em Serviço Social e Saúde Mental na Residência Multiprofissional em Saúde Mental na UFSM; pesquisador bolsa PET Saúde/PET GraduaSUS; professor convidado na Especialização em Direitos Humanos e Serviço Social junto ao Curso de Serviço Social da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA); professor do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Organizações Públicas (UFSM). 

Adriano Correia Rodrigues, Instituto Federal de Santa Catarina - Campus Chapecó

Especialista em Finanças Empresariais pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA). Graduado em Administração pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Tutor presencial na Universidade Luterana do Brasil − Polo Pelotas. Assistente administrativo na Universidade Federal do Pampa, Campus Jaguarão. Atuou como gerente administrativo na Fundação de Apoio Universitário, em Pelotas, instituição ligada à Universidade Federal de Pelotas. 

Referências

ARAÚJO, C. A. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão, Porto Alegre, RS, v. 12, n.1, p. 11-32, jan./jun. 2006.

BASSAN, D. S.; SIEDENBERG, D. R. Desenvolver buscando a redução das desigualdades. In: BECKER, D. F.; WITTMANN, M. L. Desenvolvimento regional: abordagens interdisciplinares. Santa Cruz do Sul, RS: EDUNISC, 2003.

CECCHI, N. R.; LAKONICH, J.; PÉREZ, D.; ROTSTEIN, A. El compromiso social de la universidad latinoamericana siglo XXI. Entre el debate y la acción. Buenos Aires: IEC-CONADU, 2011.

CHIARELLO, I. S. A universidade e seu papel no desenvolvimento regional: contribuições do PROESDE. Revista Extensão em Foco, Caçador, SC, v. 3, n. 1, p. 240-57, 2015.

DALLABRIDA, V. R. Teorias do desenvolvimento: aproximações teóricas que tentam explicar as possibilidades e os desafios quanto ao desenvolvimento de lugares, regiões, territórios ou países. Curitiba: CRV, 2017.

DALLABRIDA, V. R. O desenvolvimento regional: a necessidade de novos paradigmas. Ijuí, RS: Ed. UNIJUÍ, 2000.

ELSEVIER. About Scopus. 2017. Disponível em: https://www.elsevier.com/solutions/scopus. Acesso em: 5 out. 2017.

ETZKOWITZ, H. Reconstrução criativa: hélice tripla e inovação regional. Revista Inteligência Empresarial, n. 23, abr./maio/jun. 2005.

HERNÁNDEZ-ARTEAGA, R. I.; MORA-GARCÍA, J. P.;y LUNA, J. A. Universidad y empresa: un binomio de responsabilidad social en el siglo XXI. Revista Tendencias, San Juan de Pasto, Colômbia, v. 28, n. 1, p. 145-58, jan./jun. 2017.

HERNÁNDEZ-ARTEAGA, R. I.; ALVARADO-PÉREZ, J. C.; LUNA, J. A. Responsabilidad social en la relación universidad-empresa-Estado. Educación y Educadores, Bogotá, Colômbia, v. 18, n. 1, p. 95-110, jan./abr. 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.5294/edu.2015.18.1.6.

MADUREIRA, E. M. P. Desenvolvimento regional: principais teorias. Revista Thêma et Scientia, Cascavel, PR, v. 5, n. 2, p. 8-23, jul./dez. 2015.

OLIVEIRA, G. B. Uma discussão sobre o conceito de desenvolvimento. Revista FAE, Curitiba, v. 5, n. 2, p. 37-48, maio/ago. 2002.

PÉREZ, M.; GIL, L. Caracterización de experiencias de responsabilidad social universitaria de universidades de la Red Latinoamericana de Cooperación Universitaria. In: DE VILLA, E. (Ed.). Responsabilidad social de las universidades. Buenos Aires: Fundación Red Latinoamericana de Cooperación Universitaria, 2012. p. 9-52.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo, RS: Feevale, 2013.

SANDRONI, P. (Org.). Novíssimo dicionário de economia. São Paulo: Best Seller, 1999.

VÁZQUEZ BARQUERO, A. Desenvolvimento endógeno em tempos de globalização. Porto Alegre: Fundação de Economia e Estatística, 2001.

XAVIER, T. R.; INÁCIO, R. O.; WITTMANN, M. L.; KERN, J. O estudo do desenvolvimento regional: uma análise da produção científica internacional e dos “hot-topics”. Gestão & Regionalidade, São Caetano do Sul, SP, v. 29, n. 87, p. 19-31, set./dez. 2013.

Publicado
2019-04-12