Rural development and family agriculture in the Brazilian state of Minas Gerais in the light of multivariate data analysis

Resumo

This paper analyze the rural development in the Brazilian state of Minas Gerais and verify if family farming is a key factor in  explaining it. The factor analysis reinforce the importance of the six aspects that influence rural development. The Rural Development Index show that most of the municipalities falls within the category of medium rural development followed by the categories high and low development. The multinomial logit model showed of 45.6% of municipalities, family farming is able to predict the level of rural development.

Biografia do Autor

Luana Ferreira dos Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Doutoranda em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Mestra em Administração e Gestora do Agronegócio pela Universidade Federal de Viçosa (UFV).
Marco Aurélio Marques Ferreira, Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Doutor em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Professor Associado da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Ana Paula Teixeira de Campos, Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Doutora em Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (CPDA/UFRRJ). Pós-doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Administração na Universidade Federal de Viçosa (PPG-ADM/UFV)

Referências

ABRAMOVAY, R. Funções e medidas da ruralidade no desenvolvimento contemporâneo. Texto para discussão. IPEA, Rio de Janeiro, n. 702, 2000.

BUAINAIN, A. M., SOUZA FILHO, H. M de. Agricultura Familiar, Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável: questões para debate. Série Desenvolvimento Rural Sustentável. Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), 1ª Edição, v. 5, 2006.

BITTENCOURT, G. M., LIMA, J. E. Perfil do Desenvolvimento Rural dos Municípios da Mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Gestão & Regionalidade, São Caetano do Sul-SP, v. 30, n. 89, p.4-19, mai-ago, 2014.

DELGADO, G. Expansão e modernização do setor agropecuário no pós-guerra: um estudo da reflexão agrária. Estudos Avançados, São Paulo-SP, v. 15, n. 43, p. 157-172, 2001.

ELLIS, F.; BIGGS, S. Evolving Themes in Rural Development 1950s-2000s. Development Policy Review, v. 19, n. 4, p. 437-448, december, 2001.

FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS (FAO). Retrieved from International Year of Family. Master Plan, 2013.

GRAZIANO DA SILVA, J. F. Velhos e novos mitos do rural brasileiro: implicações para as políticas públicas. In: Brasil, México, África do Sul, Índia e China - diálogo entre os que chegaram depois. Organizadores: Arbix, G.; Comin, A.; Zilbovicius, M.; Abramovay, R. Editora UNESP, São Paulo, 2002.

GRISA, C.; SCHNEIDER, S. Políticas públicas de desenvolvimento rural no Brasil. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2015.

HAIR, J. F.; BLACK, W. C.; BABIN, B. J.; ANDERSON, R. E; TATHAM, R. L. Multivariate Data Analysis. Pearson Prentice Hall, 7 th, 2009.

INSTITUTO DE POLÍTICA ECONÔMICA APLICADA – IPEA. Gastos com a Política Social: alavanca para o crescimento com distribuição de renda. Comunicados do IPEA, nº 75, 2011.

JORGE, F.T.; MOREIRA, J.O.C. Economia. São Paulo, Atlas, 1995.

KAGEYAMA, A. Desenvolvimento Rural: Conceito e Medida. Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília-DF, v. 21, n. 3, p. 379-408, 2004.

MOURA, R. A.; FERREIRA NETO, A. J.; OLIVEIRA, P. C.; FERREIRA, M. A. M. Desempenho dos municípios de Minas Gerais (Brasil) nos Indicadores de Desenvolvimento Rural (IDR). Revista de Extensão e Estudos Rurais, Viçosa-MG, v. 2, n. 1, p. 119-151, 2013.

NAVARRO, Z. Desenvolvimento rural no Brasil: os limites do passado e os caminhos do futuro. Estudos Avançados, São Paulo-SP, v. 15, n. 43, p. 83-100, set-dez, 2001.

PESTANA, M. H; GAGEIRO, J. N. Análise de dados para ciências sociais: A complementaridade do SPSS. 5ª edição, Lisboa: Sílabo, 694 p, 2008.

PLOEG, J. D. VAN DER; JINGZHONG, Y.; SCHNEIDER, S. Rural development reconsidered: building on comparative perspectives from China, Brazil and the European Union. Rivista di Economia Agraria / a. LXV, n. 2, 2010.

SANGALLI, A. R.; SCHLINDWEIN, M. M. A. Contribuição da agricultura familiar para o desenvolvimento rural de Mato Grosso do Sul-Brasil. Redes, Santa Cruz do Sul-RS, v. 18, n. 3, p. 82-99, set-dez, 2013.

SCHNEIDER, S. Situando o desenvolvimento rural no Brasil: o contexto e as questões em debate. Revista de Economia Política, São Paulo –SP, v. 30, n. 3, p. 511-531, jul-set, 2010.

SCHNEIDER, S.; CONTERATO, M. A. Transformações agrárias, tipos de pluriatividade e desenvolvimento rural: considerações a partir do Brasil. In: Neiman, G; Craviotti, C. (Org.). Entre el Campo y la Ciudad - Desafíos y estrategias de la pluriactividad en el agro. Buenos Aires: Ciccus, 2006.

SOUSA, E. P.; CORONEL, D. A.; BENDER FILHO, R.; AMORIM, A. L. Competitividade da agricultura familiar no Rio Grande do Sul. Reunir: Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade, Campina Grande-PB, v. 5, n.1, p. 106-123, 2015.

VEIGA, J. E. A face rural do desenvolvimento – natureza, território e agricultura. Porto Alegre, Editora Universidade, UFRS, 2000.

WILSON, G. A. Multifunctional agriculture: a transition theory perspective. CAB International, Oxfordshire, UK. 2007.

WORLD BANK. Moldova: Agricultural Policy Notes Policy Priorities for Agricultural Development. Public Expenditures, v. 2, 2006.

Publicado
2018-10-05