O mito do desenvolvimento no litoral sul do Espírito Santo, Brasil

  • Ana Cláudia Hebling Meira Universidade Federal do Espírito Santo
  • Jalcione Almeida Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: desenvolvimento, mito, discurso, pesca, Espírito Santo.

Resumo

Este artigo resulta de pesquisa realizada no litoral sul do Espírito Santo, Brasil, junto a comunidades de pesca artesanal diante da instalação de empreendimentos portuários para o desenvolvimento. Traz a interpretação do desenvolvimento como mito operacionalizado pelo discurso, e sugere-se seja esta a razão pela qual as ações de desenvolvimento não se traduzem em melhorias na vida das populações locais.

Biografia do Autor

Ana Cláudia Hebling Meira, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutora em Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professora Adjunta lotada no Departamento de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Espírito Santo (CCAE/UFES). Pesquisadora no grupo de Pesquisa Tecnologia, Meio Ambiente e Sociedade (TEMAS - www.ufrgs.br/temas).

Jalcione Almeida, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Professor e pesquisador dos Programas de Pós-Graduação em Sociologia e Desenvolvimento Rural, ambos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor titular lotado no Departamento de Sociologia (IFCH/UFRGS). Pesquisador CNPq. Coordenador do grupo de Pesquisa Tecnologia, Meio Ambiente e Sociedade (TEMAS - www.ufrgs.br/temas)

Referências

ALMEIDA, Jalcione. Da ideologia do progresso à ideia de desenvolvimento (rural) sustentável. In: ALMEIDA, Jalcione; NAVARRO, Zander (Org.). Reconstruindo a agricultura: ideias e ideais na perspectiva de um desenvolvimento rural sustentável. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 1997. p. 33-55.

BITENCOURT, Christiane Provietti. Empreendimentos costeiros de grande porte e conflitos no uso e ocupação do solo: a zona costeira sul capixaba. 2013. 304f. Dissertação (Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, ES, 2013. 304 p.

ESCOBAR, Arturo. El "postdesarrollo" como concepto y prática social. In: _____. Politicas de economía, ambiente y sociedad en tiempos de globalización. Caracas: Faculdad de Ciencias Económicas y Sociales, Universidad Central de Venezuela, 2005. p. 17-31.

ESPÍRITO SANTO, Estado. Espírito Santo 2025: plano de desenvolvimento. Vitória, ES: Secretaria de Estado de Economia e Planejamento, 2006. 156 p.

ESPÍRITO SANTO, Estado. Secretaria de Desenvolvimento. [s.d.]. Disponível em: <http://www.invistanoes.es.gov.br/>. Acesso em: 13 set. 2016.

ESPÍRITO SANTO em ação. [s.d.]. Disponível em: <http://www.es-acao.org.br/index.php?id=/institucional/espirito_santo_em_acao/index.php>. Acesso em: 13 set. 2016.

ESTEVA, Gustavo. Desenvolvimento. Dicionário do desenvolvimento. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 59-83.

FERGUSON, James. The anti-politics machine: "development", depolitization, and bureaucratic power in Lesotho. New York: Cambridge University Press, 1990. 320p.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. 4. ed. São Paulo: Edições Loyola, 1998. 79p.

GONÇALVES, Thalismar M. Grandes projetos e mudanças no litoral capixaba: Presidente Kennedy-ES. In: ENCONTRO NACIONAL DE GEÓGRAFOS, 17., Belo Horizonte, 22-28 jul. 2012. Anais... Belo Horizonte, MG: [s.n.]. Disponível em: <http://eng2012.agb.org.br/lista-de-artigos?download=1739:trabalho-completo-thalismar&start=2420>. Acesso em: 13 de set. 2014.

LONG, Norman. Development sociology: actor perspectives. London and New York: Routlege, 2001. 293p.

POLANY, Karl. Nossa obsoleta mentalidade mercantil. Revista Trimestral de História e Ideias, Porto Portugal, n. 1, p. 7-20, 1977.

QUIJANO, Aníbal. Coloniality of power, eurocentrism, and Latin America. Nepantla: views from the South, v. 1, n. 3, p. 533-80, 2000.

RADOMSKY, Guilherme F. W. Desenvolvimento, pós-estruturalismo e pós-desenvolvimento: a crítica da modernidade e a emergência de "modernidades" alternativas. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 26, n. 75, p. 149-62, 2011.

RIST, Gilbert. The history of development: from western origins to global faith. 3. ed. London e New York: Zed Books, 2008. 288p.

SAID, Edward. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. São Paulo: Cia das Letras, 1996. 528p.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. 416p.

Publicado
2018-02-26