Implicações do uso e ocupação do solo para o planejamento e gestão ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Aquidauana, Mato Grosso do Sul

  • Paulo Roberto Joia Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Vicentina Socorro da Anunciação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Alfredo Aguirre da Paixão Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: bacia hidrográfica, planejamento e gestão, recursos hídricos.

Resumo

As bacias hidrográficas são as unidades espaciais de gestão e planejamento dos recursos hídricos. As informações sobre o número de habitantes e a área das bacias contribuem para a interação entre a administração pública e a população a ser servida pelo recurso natural. Este trabalho tem como objetivo levantar subsídios para a gestão da bacia hidrográfica do rio Aquidauana, estimando o seu número de habitantes e a sua área. Foram identificados dois órgãos de gestão atuantes na bacia do rio Aquidauana: o CIDEMA e o CBH Rio Miranda. Constatou-se que os cinco municípios mais relevantes da bacia, em relação à população e área, participam dos órgãos de gestão da bacia, podendo ser um facilitador nas tomadas de decisões. Conclui-se que, devido à baixa densidade demográfica da bacia, há uma baixa pressão sobre os recursos a serem utilizados.

Biografia do Autor

Paulo Roberto Joia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Professor do curso de Geografia e do Programa de Mestrado em Geografia do Campus de Aquidauana da UFMS

 

Vicentina Socorro da Anunciação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Professora do Curso de Geografia e do Programa de Mestrado em Geografia do Campus de Aquidauana da UFMS
Alfredo Aguirre da Paixão, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Aluno do Programa de Mestrado em Geografia do Campus de Aquidauana da UFMS

Referências

ANASTÁCIO (Município). Douglas Figueiredo ministra palestra sobre o CIDEMA em capacitação estadual da FETAGRI. Portal da Prefeitura Municipal. Prefeitura Notícias, 20 de julho de 2011. Disponível em:<www.anastacio.ms.gov.br/noticia-848-douglas-figueiredo-ministra-palest>. Acesso em:19 maio 2014.

BORSOI, Z.M.F.; TORRES, S.D.A. A política de recursos hídricos no Brasil. Revista do BNDES, Rio de Janeiro, n. 806, p. 1-15, 1997.

BRASIL. Presidência da República. Lei n. 11.107, de 6 de abril de 2005. Dispõe sobre normas gerais de contratação de consórcios públicos e dá outras providências. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11107.htm>. Acesso em:10 maio 2014.

______. Presidência da República. Lei n. 9433, de 8 de janeiro de 1997. Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9433.htm>. Acesso em:10 maio 2014.

BROCH, Synara. A. O. Mato Grosso do Sul – a fronteira é hídrica. Revista Águas do Brasil, Edição 6, 2013. Disponível em: <http://aguasdobrasil.org/edição-06/mato-grosso-do-sul-a-fronteira-e-hidrica.html>. Acesso em: 5 abr. 2014.

CHRISTOFOLETTI, Antonio. Geomorfologia. 2. ed. São Paulo: Edgard Blücher, 1980.

COMITÊS DE BACIAS HIDROGRÁFICAS (CBH). Disponível em: <http://www.cbh.gov.br/GestaoComites.aspx>. Acesso em: 13 abr. 2014.

CONSELHO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS (CNRH). O Conselho CNRH. [s.d.]. Disponível em: <http://www.cnrh.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1>. Acesso em: 13 abr. 2014.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES (DNIT). Diretoria de Planejamento e Pesquisa. Mapa multimodal Mato Grosso do Sul 2013. Rede do PNV - Divisão em Trechos 2011. Brasília: Ministério dos Transportes, 2013. Disponível em: <http://www.dnit.gov.br/mapas-multimodais/mapas-multimodais/mapas-multimodais/mapas-multimodais/ms.pdf>. Acesso em: 15 mar. 2014.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Demográfico de 2010. Sinopse por Setor. Disponível em <http://www.censo2010.ibge.gov.br/sinopseporsetores/?nivel=st>. Acesso em: 15 mar. 2014.

INSTITUTO DE MEIO AMBIENTE DE MATO GROSSO DO SUL (IMASUL). Dados complementares: PA INCRA 2005 e Terras Indígenas MS FUNAI 2008. Disponível em: <http://sisla.imasul.ms.gov.br/sisla/aplicmap/sisla.htm>. Acesso em: 17 jul. 2014.

MARINHO, V. L. F.; MORTETTI, E. C. Os caminhos das águas: As políticas públicas ambientais e criação dos Comitês de Bacias Hidrográficas. Geosul, Florianópolis, v. 28, n. 55, p 123-42, jan./jun. 2013

MENDONÇA, Francisco. Diagnóstico e análise ambiental de microbacia hidrográfica: proposição metodológica na perspectiva do zoneamento, planejamento e gestão ambiental. RA’E GA. O espaço geográfico em análise, Curitiba, n. 3, p. 67-89, 1999.

PORTO, M. F. A.; PORTO, R. L. Gestão de bacias hidrográficas. Estudos Avançados, São Paulo, v. 22, n. 63, p. 43-60, 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-40142008000200004&script=sci_arttext&tlng=es>. Acesso em: 29 ago. 2013.

SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE, DO PLANEJAMENTO E DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA (SEMAC)/INSTITUTO DE MEIO AMBIENTE DE MATO GROSSO DO SUL (IMASUL). Diagnóstico da bacia hidrográfica do rio Miranda. Campo Grande, MS, 2013.

SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE, DO PLANEJAMENTO E DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA (SEMAC-MS). Caderno Geoambiental das Regiões de Planejamento de MS. Campo Grande, 2011.

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E COORDENAÇÃO GERAL (SEPLAN-MS). Atlas Multirreferencial do Estado de Mato Grosso do Sul. Campo Grande, MS: SEPLAN/IBGE, 1990.

SILVA, J. F. Mapa da bacia hidrográfica do rio Aquidauana. Projeto Análise ambiental integrada da bacia hidrográfica do rio Aquidauana: uma contribuição ao ordenamento físico-territorial, planejamento e gestão do espaço. Aquidauana, MS: UFMS, 2013.

TUNDISI, J. G. Recursos hídricos no futuro: problemas e soluções. Estudos Avançados, São Paulo, v. 22, n. 63, p. 7-16, 2008. Disponível em:<http://www.scielo.br/pdf/ea/v22n63/v22n63a02.pdf>. Acesso em: 26 ago. 2013.

YASSUDA, E. R. Gestão de recursos hídricos: fundamentos e aspectos institucionais. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 27, n. 2,p. 5-18, abr./jun.1993. Disponível em: <http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap/article/view/8663/7394>. Acesso em: 29 ago. 2013.

Publicado
2018-02-26