Desenvolvimento local: o Programa Um Milhão de Cisternas (P1MC) em Tupanatinga, PE

  • Dinando Antonio Soares Junior Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Maria do Rosário De Fátima Andrade Leitão Universidade Federal Rural de Pernambuco
Palavras-chave: desenvolvimento local, P1MC, cisternas.

Resumo

O objetivo deste artigo é identificar ações relacionadas ao Desenvolvimento Local na implantação do P1MC, na região do Semiárido de Pernambuco. Assim foram mapeadas as instituições, atores sociais e as atividades do P1MC em Tupanatinga, Pernambuco, a partir especialmente, dos critérios estabelecidos no aporte teórico sobre Desenvolvimento Local. Nos resultados encontrados, percebe-se que o P1MC fomentou por meio da participação, a alguns atores sociais, a ampliação do saber fazer, em que pese ao fato de que uma parte dos beneficiários considerem de cunho político e assistencialista, as ações do Programa.

Biografia do Autor

Dinando Antonio Soares Junior, Universidade Federal Rural de Pernambuco
Departamento de Educação, Ciências Agrárias, Mestrado.
Maria do Rosário De Fátima Andrade Leitão, Universidade Federal Rural de Pernambuco
Departamento de Ciências Sociais, Área Sociologia, Doutorado.

Referências

ARTICULAÇÃO SEMIÁRIDO BRASILEIRO. Programa Um Milhão de Cisternas. Disponível em: <http://www.asabrasil.org.br/>. Acesso em: 15 jan. 2015.

BRASIL. Lei n. 9.433 de 8 de janeiro de 1997. Brasília, DF, 1997. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9433.htm>. Acesso em: 10 mar. 2016.

BUARQUE, Sérgio José Cavalcanti. Metodologia de planejamento do Desenvolvimento Local e municipal sustentável. Projeto de Cooperação Técnica INCRA/IICA. PCT – INCRA/IICA. Brasília, jun. 1999. 104p.

CARONE, Edgar. Coronelismo: definição histórica bibliografia. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 11, n. 3, p. 85-92, jul./set. 1971.

COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA (CODEVASF). Ação faz parte do programa Água para Todos e integra as estratégias do governo federal de convivência com a seca. Disponível em: <http://www.brasil.gov.br/infraestrutura/>. Acesso em: 10 jan. 2015.

CONSELHO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL. Termo de Conferência de Quantitativos de Cisternas Instaladas no município de Tupanatinga, PE, 19 de março de 2014.

______. Oficio n. 045/2014. Tupanatinga, PE, 10 de setembro de 2014.

DE JESUS, P. Desenvolvimento Local. In: CATTANI, Antonio David (Org.). A outra economia. Porto Alegre, RS: Veraz, 2003.

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BANCOS (FEBRABAN). O Semi-árido. Dados do Projeto Cisternas. 2003. Disponível em: <http://www.febraban.org.br/arquivo/destaques/destaque-fomezero_semiarido.asp>. Acesso em: 10 jan. 2014.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MINISTÉRIO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE A FOME (MDS). CadÚnico - Cadastro Único do Governo Federal. Disponínel em: <http://www.programadogoverno.org>. Acesso em: 15 jan. 2015.

OLIVEIRA, Gevaci Carlos Perroni Gama de. Desenvolvimento endógeno e local: estudo do projeto urbanizador social de Porto Alegre/RS. 2007. 86p. Dissertação (Mestrado de Economia do Desenvolvimento) - Faculdade de Administração, Contabilidade e Economia, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2007.

OLIVEIRA, Silvio Luiz. Tratado de metodologia científica. São Paulo: Pioneira/Thomson Learning, 2002. p. 116-117.

TENÓRIO, Fernando G. Cidadania e desenvolvimento local. Rio de Janeiro: FGV; Ijuí, RS: Ed. Unijuí, 2007.

WORLD COMMISSION ON EVIRONMENT AND DEVELOPMENT (WCED). Report by the World Commission on Evironment and Development: our common future. Kenya, 1987, p. 2-5. Disponível em: <http://www.un-documents.net/wced-ocf.htm>. Acesso em: 15 abr. 2014.

Publicado
2017-03-10