Fluxos migratórios no estado de Mato Grosso do Sul (1970-2010)

  • Alexandre de Souza Corrêa Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Marcelino Armindo Monteiro Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) / Campus de Toledo.
  • Ricardo Rippel Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) / Campus de Toledo.
  • Eliane Aparecida Gracioli Rodrigues Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) / Campus de Toledo.
Palavras-chave: planejamento, movimentos demográficos, migração.

Resumo

O objetivo deste artigo foi analisar a evolução da concentração populacional urbana e rural do estado de Mato Grosso do Sul, entre os anos de 1970 e 2010. Foram utilizados indicadores de localização, por meio do Quociente Locacional e o Coeficiente de Localização; e indicadores de redistribuição populacional, medido pelo Coeficiente de Redistribuição. Por meio de uma análise descritiva de alguns parâmetros observados sobre o fluxo migratório, constatou-se que os mesmos municípios que concentravam população nas décadas de 1970 e 1980, ainda a concentram no período recente.

Biografia do Autor

Alexandre de Souza Corrêa, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
Doutorando em Desenvolvimento Regional e Agronegócio pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) e Professor do curso de Ciências Econômicas da Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia (FACE) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).
Marcelino Armindo Monteiro, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) / Campus de Toledo.
Mestre em Desenvolvimento Regional pela UTFPR. Doutorando em Desenvolvimento Regional e Agronegócio pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE).
Ricardo Rippel, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) / Campus de Toledo.
Pós- Doutor em Demografia – Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Doutor em Demografia - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Mestre em Desenvolvimento Econômico – Universidade Federal do Paraná (UFPR), Especialista em Teoria Econômica (UFPR), Professor Associado do Colegiado de Economia, do PGDRA- Programa de Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio, e do PGE – Programa de Mestrado em Economia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) / Campus de Toledo. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Agronegócio e Desenvolvimento Regional (GEPEC).
Eliane Aparecida Gracioli Rodrigues, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) / Campus de Toledo.
Mestre em Desenvolvimento Regional pela Universidade de Santa Cruz do Sul (2007). Doutoranda em Desenvolvimento Regional e Agronegócio pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE).

Referências

ABRAMOVAY, R. Paradigmas do capitalismo agrário em questão. São Paulo: HUCITEC, 1992.

ABREU, S. Planejamento governamental: a Sudeco no espaço mato-grossense: contexto, propósitos e contradições. 2001. Tese (Doutorado em Geografia) – FFLCH, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2001.

BAER, W. A Economia Brasileira. São Paulo: Nobel, 2003. 509p.

BAJRAJ, R. J.; VILLA, M.; RODRÍGUEZ, J. Población y desarollo em América Latina y el Caribe: un desafio para las políticas públicas. Santiago: Cepal, 2000. (Série población e desarollo). Disponível em: <https://www.cepal.org/es/publicaciones/7218-poblacion-desarrollo-america-latina-caribe-un-desafio-politicas-publicas>. Acesso em: 13 jan. 2017.

BECKER, B.; EGLER, C. Brasil: uma nova potência regional na economia mundo. São Paulo: Bertrand Brasil, 1993.

BRASIL. Ministério da Integração Nacional. Plano Estratégico de Desenvolvimento do Centro-Oeste (2007-2020). Brasília, 2007. Disponível em: <http://www.sudeco.gov.br/documents/20182/25746/web_pdco_full.pdf/947ff447-ad43-4e5f-a5e7-4cf28d8f5ad2>. Acesso em: 25 nov. 2015.

BRESSER-PEREIRA, L. C. Conceito histórico de desenvolvimento econômico. Rio de Janeiro: Revan, 2007.

CALIXTO, M. J. M. S.; GOMES, I. R. P. Da formação territorial à rede urbana do Mato Grosso do Sul. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL AMÉRICA PLATINA, 5., 2014. Anais... Dourados, MS, 2014. CD-Rom, p. 1-15.

CUNHA, J. M. P. da. Os movimentos migratórios no Centro-Oeste na década de 80. Cadernos de Demografia, Brasília, n. 4, p. 25-79, out. 1997.

FERRERA DE LIMA, J.; ALVES, L. R. Le continuum urbain et rural: le cas de la région Ouest du Paraná au Brésil. 79º Congrès de l’ACFAS. Colloque (624) de la section développement regional. Sherbrook: ACFAS, 2011.

FONSECA, Pedro César Dutra da. Desenvolvimentismo: a construção do conceito. Texto para discussão. Brasília/Rio de Janeiro: Ipea, 2015.

FURTADO, Celso. Desenvolvimento e subdesenvolvimento. 2. ed. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1963.

HADDAD, J. H. (Org.). Economia regional: teoria e métodos de análise. Fortaleza: BNB/ETIENE, 1989.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo demográfico de 2010. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/>. Acesso em: 20 out. 2016.

______. Censo demográfico de 2000. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2000/>. Acesso em: 20 out. 2016.

______. Contagem populacional de 1996. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/contagem/>. Acesso em: 30 set. 2016.

______. Censo demográfico de 1991. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censodem/default_censo1991.shtm>. Acesso em: 28 set. 2016.

______. Censo demográfico de 1980. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/imprensa/ppts/0000000403.pdf>. Acesso em: 28 set. 2016.

______. Censo demográfico de 1970. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/imprensa/ppts/0000000403.pdf>. Acesso em: 28 set. 2016.

KON, A. A experiência brasileira de planejamento econômico governamental federal: análise dos planos implementados e suas consequências. In: Quatro décadas de planejamento econômico no Brasil. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 34, n. 3, p. 49-61 maio/jun. 1994. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rae/v34n3/a05v34n3.pdf>. Acesso em: 10 nov. 2016.

LODDER , C. A. Padrões locacionais e desenvolvimento regional. Revista Brasileira de Economia, Rio de Janeiro, v. 28, n. 1, p. 3-128, jan./mar. 1974. Disponível em: <http:// bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rbe/article/view/126/6794>. Acesso em: 20 out. 2016.

MONDARDO, M. L. A dinâmica migratória do Paraná: o caso da região sudoeste ao longo do século XX. Revista brasileira de Estudos Populacionais, Rio de janeiro, v. 28, n. 1, p. 103-31, jan./jun. 2011.

OLIVEIRA, T. C. M. Agroindústria e reprodução do espaço. Campo Grande, MS: Ed. UFMS, 2003.

OLIVEIRA, A. U. A geografia agrária e as transformações territoriais recentes no campo brasileiro. In: CARLOS, A. F. A. (Org.). Novos caminhos da Geografia. São Paulo: Contexto, 1999.

POCHMANN, M.; BLANES, D.; AMORIM, R. Inclusão social: uma utopia possível – impacto das políticas públicas de Mato Grosso do Sul. São Paulo: Cortez, 2006.

RIPPEL, R. Migração numa fronteira em desenvolvimento - transformações demográficas no Sudoeste do Estado do Paraná. Revista de Ciências Empresariais da UNIPAR, Umuarama, PR, v. 16, n. 2, p. 169-87, jul./dez. 2015.

RIPPEL, R. Fronteiras em movimento - transformações demográficas numa região emblemática: o oeste paranaense de 1970 a 2010. In: ENCONTRO NACIONAL SOBRE MIGRAÇÕES, 8., 2013, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: UFMG/FACE/Cedeplar, 2013.

SINGER, P. Crescimento econômico e distribuição espacial da população. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 2, n. 3, p. 31-52, jul./set. 1982.

SOUSA, J. U. P. Alguns desafios ao planejamento e desenvolvimento do Maranhão, Brasil: contexto histórico, obstáculos e estratégias de superação. Planejamento e políticas públicas, PPP, Brasília, n. 37, jul./dez. 2011.

Publicado
2018-02-26